Concepções de adultos com deficiência acerca das condições de trabalho no contexto de pandemia da COVID-19

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5902/1984686X69766

Palavras-chave:

Pessoa com deficiência, Condições de trabalho, Pandemia

Resumo

O objetivo deste estudo é analisar o relato de adultos com deficiência acerca da rotina trabalhista vivida no contexto de pandemia da COVID-19 e descrever a dinâmica de trabalho. Trata-se de uma pesquisa de cunho qualitativo, com enfoque interpretativista e descritivo-exploratório. Participaram 11 adultos com deficiência, inseridos no mercado de trabalho. Para a coleta de dados, utilizou-se um roteiro semiestruturado de entrevista. As entrevistas ocorreram via utilização do aplicativo Google Meet e foram gravadas, transcritas e revisitadas pelas pesquisadoras. As análises das informações tiveram por base a análise de conteúdo. Como resultados, verificou-se que a rotina trabalhista durante a pandemia foi majoritariamente baseada no trabalho remoto, afastamento, demissão, redução e/ou flexibilização do horário de serviço, bem como mudança do vínculo empregatício. Os aspectos positivos considerados durante a pandemia em relação ao trabalho foram a flexibilização de tempo, dedicação a outras tarefas, autonomia e independência. Como aspectos negativos foram apontados plataformas digitais, dificuldade de comunicação, medo de demissão, aumento ou diminuição da demanda de serviço e a falta de interação social. Conclui-se que há questões que atravessam ações excludentes, tendo como alvo as pessoas com deficiência. Por outro lado, algumas situações relatadas, como o desemprego, representam uma realidade enfrentada por muitos trabalhadores brasileiros com e sem deficiência no contexto da pandemia da COVID-19, que refletem a lógica capitalista no mercado de trabalho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Michelle Roberta Pavão, Federal University of São Carlos

Doutoranda em Educação Especial pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Mestra em Educação Especial pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Graduada em Licenciatura em Educação especial pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). 2° Licenciatura em Pedagogia pelo Centro Universitário de Jales. Especialização em Psicopedagogia pela Faculdade Faveni. Vice-Presidente na Associação de Licenciados em Educação Especial. Desenvolve pesquisas na área de famílias de crianças com deficiência identificando necessidades, suporte social, relações e rotina familiar e escolar, recursos e estimulação do ambiente familiar. Também possui experiência na área de síndrome de Down e autismo. Atualmente é professora de Educação Especial na rede municipal de ensino.

Walquiria Pereira da Silva Dias, Federal University of São Carlos

Doutoranda em Educação Especial, pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Mestra em Letras, pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Especialista em Docência do Ensino Superior (IESF). Especialista em Educação Especial, Inclusão e Libras (UNIASSELVI). Graduada em Letras/Espanhol(UFMA). Graduada em Letras/Libras (Bacharelado) pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Atualmente, atua como professora - intérprete de Libras na Prefeitura Municipal de São José de Ribamar e como tradutora - intérprete na Universidade Federal do Maranhão. Membro do Grupo de Pesquisa em Linguagem e Discurso (GPELD).

Márcia Duarte Galvani, Federal University of São Carlos

Graduada em Educação Especial, com habilitação em Deficiência Mental (1999), pela Universidade Federal de Santa Maria-RS (UFSM). Especialista em Educação Especial pela mesma Universidade (1999). Mestre (2003) e Doutora (2008) em Educação Escolar pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Campus de Araraquara-SP (UNESP). Atualmente, é professora Associada 1 do Departamento de Psicologia da Universidade Federal de São Carlos. Líder do Grupo de Estudos e Pesquisas sobre a Escolarização da Pessoa com Deficiência (GEPEPD-UFSCar). Tem experiência na área de Educação Especial, atuando principalmente nos seguintes temas: síndrome de Down: contextos familiares, escolares, de trabalho e sociais. Acomodação, modificações do currículo escolar e práticas para sala de aula inclusiva.

Referências

ALMEIDA, Wanessa da Silva de et al. Mudanças nas condições socioeconômicas e de saúde dos brasileiros durante a pandemia de COVID-19. Revista Brasileira de Epidemiologia, Rio de Janeiro, RJ, v. 23, p. 1-14, 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbepid/a/w8HSZbzGgKCDFHmZ6w4gyQv/abstract/?lang=pt. Acesso em: 16 fev. 2022.

ARAÚJO, Marília do Socorro Oliveira; CARVALHO, Márcia Monteiro; SOUSA, Rosângela do Socorro Nogueira. Representações discursivas surdas no contexto do distanciamento social da pandemia da Covid-19. Revista (Con)Textos Linguísticos, Vitória, ES, v. 15, n. 32, p. 88-108. 2021. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/contextoslinguisticos/article/view/35879. Acesso em: 02 fev. 2022.

ARAÚJO, Tânia Maria de; LUA, Iracema. O trabalho mudou-se para casa: trabalho remoto no contexto da pandemia de COVID-19. Revista Brasileira de Saúde Ocupacional, São Paulo, SP, v. 46, p. 1-11, 2021.

BARBOSA, Ana Luiza Neves de Holanda; COSTA, Joana Simões de Melo; HECKSHER, Marcos Dantas. Mercado de trabalho e pandemia da covid-19: Ampliação de desigualdades já existentes? Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. p. 55-63, 2020. Disponível em: http://repositorio.ipea.gov.br/handle/11058/10186. Acesso em: 5 ago. 2021.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2016.

BARRETO, Denise Aparecida Brito; GUEDES, Neide Cavalcante. Notes on education in pandemic times and remote work: what place do we speak about? Revista Tempos e Espaços em Educação, Sergipe, SE, v. 14, p. 1-12, 2021. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/revtee/issue/view/1075. Acesso em: 02 fev. 2022.

BARROS, Gilsene Daura da Silva. A inclusão da mulher com deficiência no mundo do trabalho em São Luís do Maranhão: território de contradições entre legalidade e materialidade. In: CLEMENTE, Josafá da Conceição; FRAGA, Lissandra Mendes; MACHADO, Marianne Chistina Campos. (Org.). Educação Especial no Maranhão: o caminhar da inclusão. São Paulo: Editora Garcia Edizioni, 2029.

BARROS, Marilisa Berti de Azevedo, et al. Relato de tristeza/ depressão, nervosismo/ansiedade e problemas de sono na população adulta brasileira durante a pandemia de COVID-19. Epidemiologia e Serviços de Saúde, Brasília, DF, v. 29, p.1-12, 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ress/a/nFWPcDjfNcLD84Qx7Hf5ynq/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 22 fev. 2022

BITTENCOURT, Zelia Zilda Lourenço de Camargo; FONSECA, Ana Maria Ribeiro da. Percepções de pessoas com baixa visão sobre seu retorno ao mercado de trabalho. Paidéia, Ribeirão Preto, SP, v. 21, p. 187-195, 2011.

BORDIGNON, Priscila Mallmann; SARMENTO, Dirléia Fanfa. Capacitação profissional de pessoas com deficiência: um estudo de caso no Secap/Faders. Boletim Técnico do Senac, Rio de Janeiro, RJ, v. 37, p. 34-47, 2011. Disponível em: https://www.bts.senac.br/bts/article/view/200. Acesso em: 20 fev. 2022.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, DF, 1988 Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm. Acesso em: 05 ago. 2021.

BRASIL. Lei n° 13.146. Estatuto da pessoa com deficiência (Lei Brasileira de Inclusão), Brasília, DF, 2015. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2015/lei/l13146.htm. Acesso em: 5 ago. 2021.

BRASIL. Lei nº 8213, de 24 de julho de 1991. Dispõe sobre os Planos de Benefícios da Previdência Social e dá outras providências, Brasília, DF, 1991. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/CCIVIL_03/leis/L8213cons.htm. Acesso em: 5 ago. 2021

BRASIL. Ministério Público do Trabalho. Nota Técnica Conjunta nº 07/2020. Medidas governamentais de contenção da pandemia da doença infecciosa (COVID 19) para trabalhadoras e trabalhadores com deficiência. Brasília, DF, 2020. 8p. Disponível em: https://sinicesp.org.br/materias/2020/nota-mpt.pdf. Acesso em: 20 jan. 2022

BRIDI, Maria Aparecida. et al. O trabalho remoto/home-office no contexto da pandemia COVID-19 - Relatório Parte II. 2020. Disponível em https://www.eco.unicamp.br/remir/index.php/condicoes-de-trabalho/202-o-trabalho-remoto-home-office-no-contexto-da-pandemia-covid-19-parte-ii. Acesso em: 02 fev. 2022.

COSTA, Simone da Silva. Pandemia e desemprego no Brasil. Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, RJ, v. 5, p. 969-978, jul./ago. 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rap/a/SGWCFyFzjzrDwgDJYKcdhNt/abstract/?lang=pt. Acesso em: 02 fev. 2022.

DURÃES, Bruno; BRIDI, Maria Aparecida da Cruz; DUTRA, Renata Queiroz. O teletrabalho na pandemia da covid-19: uma nova armadilha do capital? Revista Sociedade e Estado, Brasília, DF, v. 36, n. 3, p. 945-966, set./dez. 2021. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/sociedade/index. Acesso em: 02 fev. 2022.

GESSER, Audrei. Libras? Que língua é essa? Crenças e preconceitos em torno da língua de sinais e da realidade surda. São Paulo: Parábola Editorial, 2009.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2019.

GOUVEIA, Maria Victoria Gonzalez. Participação no mercado de trabalho: a perspectiva de Pessoas com Deficiência Motora e o papel da família. 2021. Dissertação de Mestrado. Mestrado integrado em psicologia. Universidade do Porto. 90 f. Disponível em: https://repositorio-aberto.up.pt/bitstream/10216/134786/2/482540.pdf. Acesso em: 10 set. 2021.

GOMES, Robéria Vieira Barreto et al. O trabalho docente do atendimento educacional especializado: desafios e possibilidades em tempo de distanciamento social. Revista Educação em Debate, Fortaleza, CE, n. 84, p. 135-151, 2021. Disponível em: https://repositorio.ufc.br/handle/riufc/58995. Acesso em: 20 jan. 2022.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios: PNAD COVID-19: Resultado mensal [Internet]. Rio de Janeiro, RJ, 2021. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/explica/desemprego.php. Acesso em: 18 fev. 2022

LHUILIER, Dominique. E se essa crise mudasse radicalmente o mundo do trabalho. Caderno de Administração, Maringá, v. 28, ed. esp., p. 89-94, jun. 2020. Disponível em: https://periodicos.uem.br/ojs/index.php/CadAdm/article/view/53900. Acesso em: 02 fev. 2022.

LIMA, Michelle Pinto de. et al. O sentido do trabalho para pessoas com deficiência. Revista de Administração Mackenzie, São Paulo, SP, v. 14, p. 42-68, 2013. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ram/a/hc53gm8v9SZy7bGXKjV9YTC/abstract/?lang=pt. Acesso em: 10 set. 2021.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos de metodologia científica. São Paulo: Atlas, 2003.

MARTINS PICCOLO, Gustavo; GONÇALVES MENDES, Enicéia. Contribuições a um pensar sociológico sobre a deficiência. Educação & Sociedade, Campinas, vol. 34, n. 123, p. 459-475, abril/jun. 2013. Disponível em: https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=87328002010. Acesso em: 10 set. 2021.

MELLO, Anahi Guedes; NUERNBERG, Adriano Henrique. Gênero e deficiência: interseções e perspectivas. Estudos Feministas, Florianópolis, v. 20, n. 3, p. 635-655, dez. 2012. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ref/a/rDWXgMRzzPFVTtQDLxr7Q4H/?lang=pt. Acesso em: 02 fev. 2022.

NEVES, Magda de Almeida. Anotações sobre trabalho e gênero. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, SP, v. 43, n. 149, p. 404-421, maio/ago. 2013. Disponível em: https://www.scielo.br/j/cp/a/5c6jtJQ7sLPTwQzHcBGc7pL/abstract/?lang=pt. Acesso em: 02 fev. 2022.

NEVES-SILVA, Priscila; PRAIS, Fabiana Gomes; SILVEIRA, Andréa Maria. Inclusão da pessoa com deficiência no mercado de trabalho em Belo Horizonte, Brasil: cenário e perspectiva. Ciência & Saúde Coletiva, Manguinhos, RJ, v. 20, p. 2549-2558, 2015. Disponível em: https://www.scielo.br/j/csc/a/Mmjpyg5Ks9BPNtStrwCzChR/abstract/?lang=pt. Acesso em: 10 set. 2021.

NÓVOA, António; ALVIM, Yara Cristina. Os professores depois da pandemia. Educação & Sociedade, Campinas, SP, v. 42, p. 1-16. 2021. Disponível em: https://www.scielo.br/j/es/a/mvX3xShv5C7dsMtLKTS75PB/. Acesso em: 02 fev. 2022.

Organização Internacional do Trabalho. Ninguém ficará para trás, nem agora, nem nunca. Pessoas com deficiência na resposta ao COVID-19, Brasília, DF. 2020. Disponível em: https://www.ilo.org/wcmsp5/groups/public/---ed_emp/---ifp_skills/documents/publication/wcms_741590.pdf. Acesso em 26 jan. 2022.

Organização Internacional do Trabalho. Tornando inclusivo o futuro do trabalho das pessoas com deficiência. Tradução de Romeu Kazumi Sassaki. 1. ed. São Paulo: Santa Causa Boas Ideias e Projetos, 2021. Disponível em: https://repositorio.faculdadefama.edu.br/xmlui/bitstream/handle/123456789/9/Tornando%20inclusivo%20o%20futuro%20do%20trabalho%20das%20pessoas%20com%20deficiencia.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 26 jan. 2022.

ORLANDO, Rosimeire Maria; ALVES, Suelen Priscila Ferreira; MELETTI, Silvia Márcia Ferreira. Pessoas com deficiência em tempos de pandemia da COVID-19: algumas reflexões. Revista Educação Especial, Santa Maria, RS, v. 34, p. 31-1-19, 2021. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial/article/view/64354. Acesso em: 20 fev. 2022

PEREIRA-SILVA, Nara Liana; FURTADO, Adelaine Vianna; ANDRADE, Jaqueline Ferreira Condé de Melo. A inclusão no trabalho sob a perspectiva das pessoas com deficiência intelectual. Trends in Psychology, Ribeirão Preto, SP, v. 26, p. 1003-1016, 2018. Disponível em: https://www.scielo.br/j/tpsy/a/ZK6HxCDKT9dgw4dDXrYw5DK/abstract/?lang=pt. Acesso em: 10 set. 2021

QUADROS, Ronice Muller de; KARNOPP, Lodenir Bercker. Língua de Sinais Brasileira: estudos linguísticos. Porto Alegre: Artmed, 2004.

SILVA, Letícia Teófilo; SANTOS, Nathalia Kettuly; FORMAGGIO, Filomena Maria. Home office: um olhar sobre as possibilidades. Bioenergia em Revista: Diálogos, Piracicaba, SP, v. 11, 2021. Disponível em: http://www.fatecpiracicaba.edu.br/revista/index.php/bioenergiaemrevista/article/view/445/373818. Acesso em: 20 fev. 2022,

SIMONELLI, Angela Paula; CAMAROTTO, João Alberto. Análise de atividades para a inclusão de pessoas com deficiência no trabalho: uma proposta de modelo. Gestão & Produção, São Carlos, SP, v. 18, p. 13-26, 2011. Disponível em: https://www.scielo.br/j/gp/a/3R3mBKZCNhbRvKB88GXFGBf/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 16 fev. 2022

TREZZI, Clóvis. A educação pós-pandemia: uma análise a partir da desigualdade social. Dialogia, São Paulo, SP, n. 37, p.1-14, jan./abr. 2021. Disponível em: https://periodicos.uninove.br/dialogia/article/view/18268. Acesso em: 02 fev. 2022.

Downloads

Publicado

2023-05-31

Como Citar

Pavão, M. R., Dias, W. . P. da S., & Galvani, M. D. (2023). Concepções de adultos com deficiência acerca das condições de trabalho no contexto de pandemia da COVID-19. Revista Educação Especial, 36(1), e34/1–24. https://doi.org/10.5902/1984686X69766