Análise do comportamento aplicada como intervenção para o autismo: definição, características e pressupostos filosóficos

Autores

  • Síglia Pimentel Höher Camargo Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, Rio Grande do Sul
  • Mandy Rispoli College of Education, Texas A&M University, College Station, TX, EUA

DOI:

https://doi.org/10.5902/1984686X9694

Palavras-chave:

ABA, Autismo, Intervenção.

Resumo

http://dx.doi.org/10.5902/1984686X9694

O transtorno do espectro do autismo (TEA) é um transtorno invasivo do desenvolvimento que persiste por toda a vida e não possui cura nem causas claramente conhecidas. No entanto, sabe-se que intervenções e métodos educacionais com base na análise do comportamento aplicada (do inglês, Applied Behavior Analysis ou ABA) têm promovido uma variedade de habilidades sociais, acadêmicas, de comunicação e comportamentos adaptativos em indivíduos com TEA. O objetivo deste trabalho é apresentar a definição, características e pressupostos filosóficos que se encontram nas bases conceituais da ABA e fazem desta ciência um método de intervenção efetivo para  pessoas com autismo.

 

 

Downloads

Publicado

2013-11-06

Como Citar

Camargo, S. P. H., & Rispoli, M. (2013). Análise do comportamento aplicada como intervenção para o autismo: definição, características e pressupostos filosóficos. Revista Educação Especial, 26(47), 639–650. https://doi.org/10.5902/1984686X9694

Edição

Seção

Dossiê: Transtornos do Espectro do Autismo e a Educação Especial