A organização política das pessoas com deficiência no Brasil e suas reivindicações no campo educacional

Joyce Fernanda Guilanda de Amorim, Heulália Charalo Rafante, Kátia Regina Moreno Caiado

Resumo


Esse artigo apresenta uma pesquisa histórica, baseada em fontes primárias e pesquisa bibliográfica, sobre a organização das pessoas com deficiência nas décadas de 1970 e 1980, com foco na formação da Coalizão Pró-Federação de Entidade de Pessoas Deficientes e seus desdobramentos históricos. O objetivo foi analisar a organização desse movimento social e suas reivindicações no campo educacional. Os resultados apontaram que o Ano Internacional das Pessoas Deficientes (AIPD), em 1981, promoveu a articulação de diferentes entidades de pessoas com deficiência, com a finalidade de criar uma Federação Nacional. No entanto, ocorreu a divisão das entidades representativas por tipos de deficiência e a Federação ficou responsável, apenas, por reivindicações comuns, como aquelas relacionadas à discriminação e ao preconceito. No que se refere à educação, verifica-se a atuação das instituições de pessoas com deficiência, que defendiam a educação na rede regular de ensino, sob o princípio “nada sobre nós, sem nós”; e das instituições para pessoas com deficiência, como as APAES e as Pestalozzi, que reivindicavam a educação especializada nessas instituições, mantida com recursos públicos. Na Constituição de 1988, consolidou-se a hegemonia das instituições filantrópicas, porém, os avanços conseguidos na Carta Magna, com o atendimento educacional especializado, preferencialmente, na rede regular de ensino, abriram caminho para as políticas de educação inclusiva na década seguinte. No entanto, a luta pelo direito à educação das pessoas com deficiência na rede regular de ensino precisa se manter para se contrapor a quaisquer formas de assistencialismo e segregação.


Palavras-chave


Educação especial; Pessoas com deficiência; Movimento social

Texto completo:

PDF HTML

Referências


ABREU, Antônio Campos [05 de julho de 2009]. História do Movimento Político das Pessoas com Deficiência no Brasil. Brasília: Secretaria de Direitos Humanos. Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, 2010. Entrevista concedida a Deivison Gonçalves Amaral e Corina Maria Rodrigues Moreira. Disponível em: http://www.pessoacomdeficiencia.gov.br/app/publicacoes/historia-do-movimento-politico-das-pessoas-com-deficiencia-no-brasil. Acesso em: 22 mai. 2014.

AGUIAR, Manuel [15 de maio de 2009]. História do Movimento Político das Pessoas com Deficiência no Brasil/ compilado por Mario Cléber Martins Lanna Júnior. Brasília: Secretaria de Direitos Humanos. Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, 2010. Entrevista concedida a Deivison Gonçalves Amaral e Corina Maria Rodrigues Moreira. Disponível em: http://www.pessoacomdeficiencia.gov.br/app/publicacoes/historia-do-movimento-politico-das-pessoas-com-deficiencia-no-brasil. Acesso em: 22 mai. 2014.

AMORIM, Joyce Fernanda Guilanda. Pessoas com Deficiências na Assembleia Nacional Constituinte (1987/1988): reivindicações no campo educacional. 2018. Dissertação (Mestrado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de São Carlos, Sorocaba, SP.

ARNS, Flávio [13 de maio de 2009]. História do Movimento Político das Pessoas com Deficiência no Brasil/ compilado por Mario Cléber Martins Lanna Júnior. Brasília: Secretaria de Direitos Humanos. Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, 2010. Entrevista concedida a Mônica Bara Maia e Deivison Gonçalves Amaral. Disponível em: http://www.pessoacomdeficiencia.gov.br/app/publicacoes/historia-do-movimento-politico-das-pessoas-com-deficiencia-no-brasil. Acesso em: 22 mai. 2014.

BELARMINO, Joana. O movimento associativista dos cegos brasileiros: 50 anos de uma história por descobrir. Cadernos GESTA, n.1, Jul. 2001, Ano I, p. 33-38. Disponível em https://docplayer.com.br/2550841-O-associativismo-dos-deficientes-visuais.html. Acesso em: 16 mai. 2014.

BOURDIEU P. Escritos de educação. Petrópolis, RJ: Vozes, 2007.

BRASIL. Emenda Constitucional n° 12, de 17 de outubro de 1978. Brasília, 1978.

BRASIL. Ministério de Estado da Educação e Cultura. Comissão Nacional do Ano Internacional das Pessoas Deficientes. Relatório de Atividades Brasil. Brasília, 1981.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil: promulgada em 5 de outubro de 1988. Brasília, 1988.

CRESPO, Ana Maria Morales [16 e 17 de fevereiro de 2009]. História do Movimento Político das Pessoas com Deficiência no Brasil/ compilado por Mario Cléber Martins Lanna Júnior. Brasília: Secretaria deDireitos Humanos. Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, 2010. Entrevista concedida a Deivison Gonçalves Amaral e Corina Maria Rodrigues Moreira. Disponível em: http://www.pessoacomdeficiencia.gov.br/app/publicacoes/historia-do-movimento-politico-das-pessoas-com-deficiencia-no-brasil. Acesso em: 22 mai. 2014.

CRESPO, Ana Maria Morales. Da invisibilidade à construção da própria cidadania: Os obstáculos, as estratégias e as conquistas do movimento social das pessoas com deficiência no Brasil, através das histórias de vida de seus líderes. 2009. 399f. Tese (Doutorado em História). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo.

GOHN, Maria da Glória. Abordagens teóricas no estudo dos movimentos sociais na América Latina. Caderno CRH. Salvador, n. 54, v.21, Set/dez. 2008. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-49792008000300003. Acesso em: 03 jan. 2014.

GRAMSCI, A. Cadernos do cárcere. 2.ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2001. v.2.

GUARINO, Lizair Moraes [27 e 28 de abril de 2009]. História do Movimento Político das Pessoas com Deficiência no Brasil/ compilado por Mario Cléber Martins Lanna Júnior. Brasília: Secretaria de Direitos Humanos. Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, 2010. Entrevista concedida a Mônica Bara Maia e Deivison Gonçalves Amaral. Disponível em: http://www.pessoacomdeficiencia.gov.br/app/publicacoes/historia-do-movimento-politico-das-pessoas-com-deficiencia-no-brasil. Acesso em: 22 mai. 2014.

LANNA JÚNIOR, Mário Cléber Martins (Comp.). História do Movimento Político das Pessoas com Deficiência no Brasil - Brasília: Secretaria de Direitos Humanos. Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, 2010. 443p.

LEMOS, Edison Ribeiro. A educação de excepcionais: evolução histórica e desenvolvimento no Brasil. 1981. 197p. Tese (Livre-Docência). Universidade Federal Fluminense (UFF), Niterói, 1981.

MARTINS, Lilia Pinto [03 de junho de 2009]. História do Movimento Político das Pessoas com Deficiência no Brasil/ compilado por Mario Cléber Martins Lanna Júnior. Brasília: Secretaria de Direitos Humanos. Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, 2010. Entrevista concedida a Deivison Gonçalves Amaral e Evaristo Caixeta Pimenta. Disponível em: http://www.pessoacomdeficiencia.gov.br/app/publicacoes/historia-do-movimento-politico-das-pessoas-com-deficiencia-no-brasil. Acesso em: 10 nov. 2019.

NOWILL, Dorina de Gouvêa [3 e 5 de fevereiro de 2009]. História do Movimento Político das Pessoas com Deficiência no Brasil/ compilado por Mario Cléber Martins Lanna Júnior. Brasília: Secretaria de Direitos Humanos. Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, 2010. Entrevista concedida a Deivison Gonçalves Amaral e Corina Maria Rodrigues Moreira. Disponível em: http://www.pessoacomdeficiencia.gov.br/app/publicacoes/historia-do-movimento-politico-das-pessoas-com-deficiencia-no-brasil. Acesso em: 12 jun. 2014.

PAULA, Ana Rita de. Asilamento de pessoas com deficiência: A institucionalização da incapacidade social. In: SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE ESTUDOS SOBRE DEFICIÊNCIA, 1, 2013, São Paulo. Anais do I Simpósio Internacional de Estudos sobre Deficiência. 2013. Disponível em: http://www.memorialdainclusao.sp.gov.br/ebook/Textos/Ana_Rita_de_Paula.pdf. Acesso em: 22 mai. 2014.

PRETEXTO. WebJornal Laboratório. Educação. Cidadania consciente é fruto de diálogo. Londrina: Universidade do Norte do Paraná. Ano III, edição 76, abr./2006.

REHABILITATION INTERNATIONAL. Carta dos Anos 80. (trad. Comissão Nacional do Ano Internacional das Pessoas Deficientes). In: BRASIL. Ministério de Estado da Educação e Cultura. Comissão Nacional do Ano Internacional das Pessoas Deficientes. Relatório de Atividades Brasil. Brasília, 1981.

ROSENFELD, Ethel [19 e 20 de Janeiro de 2009]. História do Movimento Político das Pessoas com Deficiência no Brasil/ compilado por Mario Cléber Martins Lanna Júnior. Brasília: Secretaria de Direitos Humanos. Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, 2010. Entrevista concedida a Deivison Gonçalves Amaral e Corina Maria Rodrigues Moreira. Disponível em: http://www.pessoacomdeficiencia.gov.br/app/publicacoes/historia-do-movimento-politico-das-pessoas-com-deficiencia-no-brasil. Acesso em: 26 mai. 2014.

SÃO PAULO (Estado). Memorial da Inclusão. Jornal Etapa, 1983. Disponível em: http://www.memorialdainclusao.sp.gov.br/br/home/mov25.shtml. Acesso em: 22 mai. 2014.

SÃO PAULO (Estado). Memorial da Inclusão. 1° Encontro Nacional de Entidades de Pessoas Deficientes. Disponível em: www.memorialdainclusao.sp.gov.br/br/home/mov27.shtml. Acesso em: 22 mai. 2014.

SÃO PAULO (Estado). Memorial da Inclusão. Carta para a década de 80. Canadá: 14º Assembleia Geral da Rehabilitation International, 1980. Disponível em: http://www.memorialdainclusao.sp.gov.br/br/home/aipd31.shtml. Acesso em: 10 jun. 2014.

SÃO PAULO (Estado). Memorial da Inclusão. Movimento pelo Direito das Pessoas deficientes (MDPD). Um pouco de sua história, seus princípios, sua Carta Programa e como dele participar. São Paulo: Acervo Lia Crespo, s/d.

SÃO PAULO (Estado). Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência. Memorial da Inclusão. 30 anos do AIPD: Ano Internacional das Pessoas Deficientes 1981-2011. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2011.

SASSAKI, Romeu Kasumi [5 de fevereiro de 2009]. História do Movimento Político das Pessoas com Deficiência no Brasil/ compilado por Mario Cléber Martins Lanna Júnior. Brasília: Secretaria deDireitos Humanos. Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, 2010. Entrevista concedida a Deivison Gonçalves Amaral e Corina Maria Rodrigues Moreira. Disponível em: http://www.pessoacomdeficiencia.gov.br/app/publicacoes/historia-do-movimento-politico-das-pessoas-com-deficiencia-no-brasil. Acesso em: 01 jun. 2014.

TAVARES, Messias [13 de março de 2009]. História do Movimento Político das Pessoas com Deficiência no Brasil/ compilado por Mario Cléber Martins Lanna Júnior. Brasília: Secretaria deDireitos Humanos. Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, 2010. Entrevista concedida a Deivison Gonçalves Amaral e Corina Maria Rodrigues Moreira. Disponível em: http://www.pessoacomdeficiencia.gov.br/app/publicacoes/historia-do-movimento-politico-das-pessoas-com-deficiencia-no-brasil. Acesso em: 22 mai. 2014.

VENTURA, Adilson. [9 e 10 de Março de 2009]. História do Movimento Político das Pessoas com Deficiência no Brasil/ compilado por Mario Cléber Martins Lanna Júnior. Brasília: Secretaria de Direitos Humanos. Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, 2010. Entrevista concedida a Deivison Gonçalves Amaral e Corina Maria Rodrigues Moreira. Disponível em: http://www.pessoacomdeficiencia.gov.br/app/publicacoes/historia-do-movimento-politico-das-pessoas-com-deficiencia-no-brasil. Acesso em: 01 jun. 2014.




DOI: https://doi.org/10.5902/1984686X38129

CONTATO:

E-mail: revistaeducacaoespecial.ufsm@gmail.com

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Centro de Educação - Lapedoc
Av. Roraima, 1000 - Cidade Universitária
97105-900 - Santa Maria - RS, Brasil.
Telefone: +55 55 3220 8795

Link: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial

 

ISSN eletrônico: 1984-686X

DOIhttp://dx.doi.org/10.5902/1984686X

Qualis/Capes: Educação A2

Periodicidade: Publicação contínua

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

 

A Revista Educação Especial agradece auxílio recebido por meio do Edital Pró-Revistas, da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, da Universidade Federal de Santa Maria. 

 

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International (CC BY-NC 4.0)

Contador de visitas
click counter
Contador de visitas

Acessos a partir de 30/11/2016

__________________________________________________