Formação profissional integrada ao ensino médio: um estudo de caso com estudante surdo

Marimar da Silva, Hagar de Lara Tiburcio de Oliveira

Resumo


Este estudo, inserido na Área de Ensino, na linha de pesquisa Práticas Educativas em Educação Profissional e Tecnológica e de natureza aplicada, foi idealizado a partir da demanda de práticas educacionais inclusivas para estudantes Surdos de Cursos Técnicos Integrados ao Ensino Médio de um Instituto Federal da região sul do Brasil, e tem como objetivo compreender como o estudante Surdo aprende um conceito complexo. Para isso, foi elaborado, implementado e avaliado um produto educacional com atividades de ensino sobre o conceito de Matriz, priorizando as particularidades de aprender desse estudante. A pesquisa, um estudo de caso com um único estudante Surdo do Curso Técnico em Informática, gerou dados a partir do estudo de documentos institucionais e textos de base de dados, de entrevistas, de atividades de aprendizagem e de procedimentos de ensino a partir de um tema gerador. A análise dos dados indica que se forem adotadas regularmente procedimentos metodológicos de ensino que respeitem as especificidades de aprender do estudante Surdo, agregado a recursos educacionais inclusivos, este terá mais condições de êxito na aquisição de conceitos complexos quando inseridos em contextos de ensino não-bilíngue. No entanto, o estudo alerta sobre a necessidade de expandir o universo da pesquisa visando corroborar, refutar e/ou aprofundar os resultados aqui apresentados.


Palavras-chave


Inclusão; Estudantes Surdos; Formação Profissional.

Texto completo:

PDF HTML

Referências


ARAÚJO, Ronaldo Marcos de Lima. FRIGOTTO, Gaudêncio. Práticas pedagógicas e ensino integrado. Revista Educação em Questão, Natal, v. 52, n. 38, p. 61-80, maio/ago. 2015.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977.

BOGDAN, Roberto C.; BIKLEN, Sari Knopp. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Porto, Portugal: Editora Porto, 1994.

BRASIL. Lei 10.436 de 24 de abril de 2002. Dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais - Libras e dá outras providências. Brasília, 2002. Disponível em: : Acesso em: 08 ago. 2019.

BRASIL. Decreto 5.154 de 23 de julho de 2004. Regulamenta o § 2º do art. 36 e os arts. 39 a 41 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, e dá outras providências. . Acesso em: 01 ago. 2019.

BRASIL. Decreto 5.626 de 22 de dezembro de 2005. Regulamenta a Lei no 10.436, de 24 de abril de 2002, que dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais - Libras, e o art. 18 da Lei no 10.098, de 19 de dezembro de 2000. Brasília, 2005.

BRASIL. Resolução nº 6 de 20 de setembro de 2012. Define Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Profissional Técnica de Nível Médio.- Brasília: MEC/CNE/Câmara de Educação Básica, 2012. Disponível em: . Acesso em: 23 Jun. 2018.

CIAVATTA, Maria. A formação integrada: a escola e o trabalho como lugares de memória e de identidade. In: FRIGOTTO, Gaudêncio. CIAVATTA, Maria. RAMOS, Marise (Orgs.). Ensino Médio Integrado: concepção e contradições. São Paulo: Cortez, 2005.

FIGUEIREDO, Saionara. Reflexões acerca de estudos sobre imagem e significação e sua relação com os sujeitos surdos usuários da língua brasileira de sinais. In: BÄR, Eliana. MASUTTI, Mara (Orgs). Educação Bilíngue Libras Português: Pesquisa e fazer educativo. Florianópolis: IFSC, 2015.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: Saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

LACERDA, Cristina Broglia Feitosa de. SANTOS, Lara Ferreira dos. CAETANO, Juliana Fonseca. Estratégias Metodológicas para o Ensino de Alunos Surdos. IN LACERDA, Cristina Broglia Feitosa de. SANTOS, Lara Ferreira dos. (Orgs.). Tenho um aluno Surdo, e agora? Introdução à Libras e educação de surdos. São Carlos: EdUFSCar, 2014. p. 185-200.

LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina de Andrade. Fundamentos de metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2003.

LIMA, Fernanda Bartoly Gonçalves de. A formação de professores nos institutos federais de educação, ciência e tecnologia: um estudo da concepção política. – Natal: IFRN, 2014.

LIBÂNEO, José Carlos. Didática. - 2. ed. - São Paulo: Cortez, 2013.

MACHADO, Lucília. Ensino médio e técnico com currículos integrados: propostas de ação didática para uma relação não fantasiosa. In: MOLL, Jaqueline e colaboradores; Educação Profissional e Tecnológica no Brasil contemporâneo: desafios, tensões e possibilidades. Porto Alegre: Artmed, 2010. p. 80-95.

MOREIRA, Marco Antônio. O que é afinal aprendizagem significativa? - Aula Inaugural do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências Naturais, Instituto de Física: Universidade Federal do Mato Grosso. Cuiabá, 2010. Disponível em: http://moreira.if.ufrgs.br/oqueeafinal.pdf. Acesso em: 15 Jul. 2019.

OECHSLER, Vanessa. Comunicação Multimodal: produção de vídeos em aulas de Matemática. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Geociências e Ciências Exatas Rio Claro, 2018.

OLIVEIRA, Hagar de Lara Tiburcio de. SCHMITT, Rosiléia Serafim. A Inclusão na Educação de Jovens e Adultos. In: FRANÇA, Rodrigo Marcellino de. SOARES, Katia Vargas. (Orgs.) A educação especial como prática inclusiva: movimento da rede municipal de Gaspar; Prefeitura Municipal de Gaspar/SEMED. – Blumenau: Furb, 2016. p. 97-102. Disponível em: http://static.fecam.com.br/uploads/878/arquivos/878051_Educacao_Especial.pdf. Acesso em: 16 Jun. 2018.

OLIVEIRA, Marta Kohl de. Vygotsky: Aprendizado e Desenvolvimento um Processo Sócio-Histórico. São Paulo: Editora Scipione, 1997.

PLATAFORMA NILO PEÇANHA. Rede Federal de Educação Profissional Científica e Tecnológica. SETEC/MEC. Disponível em: http://plataformanilopecanha.mec.gov.br/. Acesso em: 20 nov. 2017.

PRODANOV, Cleber Cristiano. FREITAS, Ernani Cesar de. Metodologia do trabalho científico [recurso eletrônico]: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. – 2. ed. – Novo Hamburgo: Feevale, 2013.

QUADROS, Ronice Müller de. Educação de Surdos: A aquisição da linguagem. Porto Alegre: Artmed, 1997.

QUADROS, Ronice Muller de. SCHMIEDT, Magali L. P. Idéias para ensinar português para alunos surdos – Brasília: MEC, SEESP, 2006.

RAMOS, Marise. Ensino médio integrado: ciência, trabalho e cultura na relação entre educação profissional e educação básica. In: MOLL, Jaqueline e colaboradores; Educação Profissional e Tecnológica no Brasil contemporâneo: desafios, tensões e possibilidades. Porto Alegre: Artmed, 2010. p. 42-57.

REZENDE, Dayselane Pimenta Lopes. Produto Educacional: Tarefas exploratório investigativas para o estudo de polígonos no 8º ano do ensino fundamental. - Programa de Mestrado Profissional em Educação Matemática. Juiz de Fora (MG), 2017.

SÁ, Nídia Regina Limeira de. Cultura, poder e educação de surdos. São Paulo: Paulinas, 2010.

SACKS, Oliver. Vendo vozes: uma viagem ao mundo dos surdos. São Paulo: Companhia das Letras, 2010.

SALLES, Heloísa Maria Moreira Lima. [et al]. Ensino de língua portuguesa para surdos: caminhos para a prática pedagógica. - Brasília: MEC, SEESP, 2007.

SANTANA, Ana Paula. Surdez e linguagem: Aspectos e implicações neurolinguísticas. São Paulo: Plexus, 2007.

SIQUEIRA, Jonara Medeiros. Um estudo sobre a educação de Surdos e a TV INES. UFCG - III CINTEDI: Campina Grande, 2018. Disponível em: Acesso em: 17 Jul. 2019.

SKLIAR, Carlos. (org). A surdez: um olhar sobre as diferenças. 8. ed. - Porto Alegre: Mediação, 2016.

VIGOTSKI, Lev Semenovich. LURIA, Alexander Romanovich. LEONTIEV, Alex. N. Linguagem, Desenvolvimento e Aprendizagem. Tradução Maria da Penha Villalobos. - São Paulo: Ícone: Editora da Universidade de São Paulo, 1988.

VYGOTSKY, Lev Semyonovich. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 1989.

YIN, Robert K. Estudo de Caso: Planejamento e Métodos. - 5.ed. Porto Alegre: Bookman, 2015.

ZWAN, Liciara Daiane. Ambiente Virtual Inclusivo para o Ensino de Matemática para Alunos Surdos da Educação Básica. (Dissertação de Mestrado) Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões- URI- Campus de Santo Ângelo, 2016.




DOI: https://doi.org/10.5902/1984686X39507

CONTATO:

E-mail: revistaeducacaoespecial.ufsm@gmail.com

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Centro de Educação - Lapedoc
Av. Roraima, 1000 - Cidade Universitária
97105-900 - Santa Maria - RS, Brasil.
Telefone: +55 55 3220 8795

Link: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial

 

ISSN eletrônico: 1984-686X

DOIhttp://dx.doi.org/10.5902/1984686X

Qualis/Capes: Educação A2

Periodicidade: Publicação contínua

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

 

A Revista Educação Especial agradece auxílio recebido por meio do Edital Pró-Revistas, da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, da Universidade Federal de Santa Maria. 

 

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International (CC BY-NC 4.0)

Contador de visitas
click counter
Contador de visitas

Acessos a partir de 30/11/2016

__________________________________________________