Inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho: avanços e desafios observados no município de Teresópolis, Rio de Janeiro, Brasil

Josely Nunes Villela, Ana Cristina Roballo Fabbri, Maria de Lurdes Costa Domingos, Osvaldo Luiz Gonçalves Quelhas

Resumo


A inclusão de pessoas com deficiência é estratégica na perspectiva socioeconômica e na gestão da diversidade, temas tratados no presente estudo, cujo objetivo é analisar como o programa de inclusão está sendo administrado e reconhecido em empresas de Teresópolis, município do Rio de Janeiro. A pesquisa, de abordagem qualitativa e enfoque exploratório, trabalha com uma amostra de diferentes segmentos e portes, a partir de 100 empregados. O roteiro de entrevista foi referenciado por um modelo conceitual composto por práticas indicadas como relevantes pela literatura e a coleta de dados envolveu entrevistas in loco com gestores e dirigentes. Os resultados revelaram que uma parcela significativa da amostra não absorve o contingente de pessoas com deficiência na proporção devida nem realiza acompanhamento contínuo do programa, o que inclui ausência de um trabalho anterior de preparação para o acolhimento. Como aspectos positivos, uma fração expressiva de empresas pratica isonomia e atesta que os colaboradores com deficiência estão plenamente adaptados. No conjunto das informações foi possível observar contradições típicas da cultura de transição.

Palavras-chave


Profissional com deficiência; Inclusão; Gestão da diversidade

Texto completo:

PDF

Referências


AGÊNCIA BRASIL. Brasil aumenta número de medalhas, mas fica em oitavo lugar na Paralimpíada. Disponível em: . Acesso em 05 jul. 2017.

BARNES, C.; MERCER, G. Disability, work, and welfare: challenging the social exclusion of disabled people. Work, Employment &Society, v.19, n.3, 2005, p.527-545.

BARNES, C. Disability, Work and Welfare. Sociology Compass, 6 (6), 2012, p.472-484.

BLEIJENBERGH, I.; PETERS, P.; POUTSMA, E. Diversity management beyond business case. Equality, Diversity and Inclusion Journal, 29(5), 2010, p. 413-421.

BODENHAUSEN, G. V. Diversity in the person, diversity in the group: challenges of identity complexity for social perception and social interaction. European Journal of Social Psycology, 40(1), 2010, p.1-16.

BRASIL. Casa Civil. Lei Nº 7.853 de 24 de outubro de 1989. Brasília, DF, 1989. Disponível em: . Acesso em: 5 abr. 2017.

______. Lei nº 8.122 de 11 de dezembro de 1990. Brasília, DF, 1990. Disponível em: . Acesso em: 5 abr. 2017.

______. Lei nº 8.213 de 24 de julho de 1991. Brasília, DF, 1991. Disponível em: . Acesso em: 5 abr. 2017.

______. Decreto nº 3.298, de 20 de dezembro de 1999. Brasília, DF, 1999. Disponível em: . Acesso em: 10abr. 2017.

______. Decreto nº 5.296 de 2 de dezembro de 2004. Brasília, DF, 2004. Disponível em: . Acesso em: 10 abr. 2017.

______. Lei nº 13.146, de 6 de julho de 2015. Brasília, DF, 2015. Disponível em: . Acesso em: 10 abr. 2017.

______. Lei Nº 10.098 de 19 de dezembro de 2000. Brasília, DF, 2000. Disponível em: . Acesso em: 22 maio 2017.

CARVALHO-FREITAS, M. N.; MARQUES, A. L. Formas de ver as pessoas com deficiência: um estudo empírico do construto de concepções de deficiência em situações de trabalho. RAM - Rev. Adm. Mackenzie, v.11, n.3, Edição Especial. São Paulo, SP, 2010.

CROCHÍK, J. L. Preconceito, indivíduo e sociedade. Temas em Psicologia, n.3, 1996.

DIEHL, A. A.; TATIM, D. C. Pesquisa em ciências sociais aplicadas: métodos e técnicas. São Paulo: Prentice Hall, 2004.

ETHOS (Instituto Ethos). O que as empresas podem fazer pela inclusão das pessoas com deficiência. Marta Gil (Coord.). São Paulo: Instituto Ethos, 2002. Disponível em: . Acesso em: 23 jun. 2017.

______. Empresas e Direitos Humanos na Perspectiva do Trabalho Decente - Marco de Referência. Ana Letícia Silva e Mariana Parra (Coord.). São Paulo: Ed. Benjamin S. Gonçalves, 2011. Disponível em: . Acesso em: 23 jun. 2017.

GARCIA, K. C. et al. Concepção de um modelo matemático de avaliação de projetos de responsabilidade social empresarial (RSE). Revista Gestão & Produção, v.14, n.3. São Carlos, SP, 2007, p.535-544.

GARCIA, V. G. Panorama da inclusão das pessoas com deficiência no mercado de trabalho no Brasil. Trab. Educ. Saúde, v. 12, n.1. Rio de Janeiro, RJ, 2014, p.165-187. Disponível em: . Acesso em: 6 abr. 2017.

GOMES, S. et al. A gestão da diversidade em pequenas e médias empresas europeias. Respons&Ability. Coimbra, Portugal, 2008.

GRIFFIN, A. E. C; COLELLA, A; GOPARAJU, S. Newcomer and organizational socialization tactics: an interactionist perspective. Human Resource Management Review, v.10, n.4, 2000, p.453-474.

IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Censo demográfico 2010: Características gerais da população, religião e pessoas com deficiência. Rio de Janeiro: 2010. Disponível em: . Acesso em: 5 abr. 2017.

IBGE CIDADES. Teresópolis: População 2010. Rio de Janeiro: 2010a. Disponível em: . Acesso em: 3 jul. 2017.

______. Censo Demográfico 2010: resultados da amostra - pessoas com deficiência. Rio de Janeiro: 2010b. Disponível em:

. Acesso em: 3 jul.2017.

JAIME, L. R.; CARMO, J. C. A inserção da pessoa com deficiência no mundo do trabalho: o resgate de um direito de cidadania. São Paulo: Ed. dos Autores, 2005.

JABBOUR, C. J. C. et al. Diversity management: challenges, benefits, and the role of human resource management in Brazilian organizations. Equality, Diversity and Inclusion Journal, 30(1), 2011, p. 58-74.

LEME, E. S.; COSTA, V. A. Educação, inclusão e direitos humanos: como esse estuário desaguou na escola? Revista Educação Especial, v.29, n.56. Santa Maria: 2016.

LENZI, M. B. Os dados sobre Deficiência nos Censos Demográficos Brasileiros. XVIII Encontro Nacional de Estudos Populacionais, ABEP. Lindóia: 2012.

LIMA, M. P. et al. O sentido do trabalho para pessoas com deficiência. RAM, Rev. Adm. Mackenzie, v.14, n.2. São Paulo: 2013.

MACCALI, N. et al. As práticas de recursos humanos para a gestão da diversidade: a inclusão de deficientes intelectuais em uma federação pública do Brasil. RAM, Rev. Adm. Mackenzie, v.16, n.2. São Paulo: 2015, p.157-187.

MARTINS, G. A.; THEÓPHILO, C. R. Metodologia da investigação para ciências sociais aplicadas. São Paulo: Atlas, 2007.

MONTEIRO, L. G. et al. Responsabilidade social empresarial: inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho. Rev. Bras. Educação Especial, Marília, v.17, n.3, 2011, p.459-480.

NERI, M. C.; SOARES, W. L. Idade, incapacidade e o número de pessoas com deficiência. Revista Brasileira de Estudos de População, v. 21, n.2. Campinas: 2004, p. 303-321.

NUNES-VILLELA, J.; LIMA, G. B. A. Inclusão no Mercado de Trabalho: Relato de experiências envolvendo contratação de pessoas com deficiência em organizações de diferentes segmentos. In Responsabilidade Social Organizacional: Modelos, Experiências e Inovações. Osvaldo L.G. Quelhas, Marcelo J. Meriño, Sergio L.B. França e Cid Alledi (Organizadores). Rio de Janeiro: Benício Biz Editores Associados, 2015, p.146-154. Disponível em: . Acesso em: 20 maio 2017.

OIT (Organizações Internacional do Trabalho). Convenção 159: Reabilitação Profissional e Emprego de Pessoas Deficientes. Brasília: 1991.

______. Gestão de questões relativas a deficiência no local de trabalho. Brasília: 2006.

ONU (Organização das Nações Unidas). Assembleia Geral das Nações Unidas. Declaração Universal dos Direitos Humanos. Brasília: 1998. Disponível em:

. Acesso em: 23 jun. 2017.

PORTAL BRASIL. Fiscalização amplia inserção de pessoas com deficiência no País. Coluna Economia e Emprego, 2015. Disponível em: . Acesso em: 05 jul. 2017.

ROBSON, C. Real World Research: a resource for users of social research methods in applied settings. 3rd Ed. West Sussex: John Wiley & Sons, Ltd., 2011. Chapter 17, p. 465 - 494.

RODWELL, M. K. Um modelo alternativo de pesquisa: o construtivismo. Revista FAEEBA, 3. Salvador: 1994, p.125-141.

SASSAKI, R. K. Como chamar as pessoas que têm deficiência? Revista da Sociedade Brasileira de Ostomizados, ano I, n.1, 2003, p.8-11. [Texto atualizado em 2009]

______. Inclusão: acessibilidade no lazer, trabalho e educação. Revista Nacional de Reabilitação (Reação), Ano XII. São Paulo: 2009, p.10-16.

SCHWARZ, A.; HABER, J. Cotas: como vencer os desafios da contratação de pessoas com deficiência. São Paulo: Ed. i.Social, 2009.

SDH/PR (Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República). SNPD (Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência). Cartilha do Censo 2010: Pessoas com Deficiência. Brasília: 2012.

SERRANO, C.; BRUNSTEIN, J. O Gestor e a PcD: Reflexões sobre aprendizagens e competências na construção da diversidade nas organizações. Edição 69, n° 2. Rio Grande do Sul: REAd, 2011, p. 360-395.

SMPED (Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida). Sem barreiras: Inclusão profissional de pessoas com deficiência. Imprensa Oficial do Estado de São Paulo - 2ª Edição. São Paulo: 2009.

TEODÓSIO, A. S. S., et al. Inclusão de pessoas com deficiência no trabalho: desafios para a gestão socialmente responsável. III Seminário Internacional Sociedade Inclusiva: Ações Inclusivas de Sucesso. Belo Horizonte: PUC Minas, 2004.

TRIVIÑOS, A. N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa e educação. São Paulo: Ed. Atlas, 1987.

UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura). Declaração universal sobre a diversidade cultural. UNESCO, 2002.

YIN. R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 2ª ed. Porto Alegre: Bookman, 2001.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1984686X28530

CONTATO:

E-mail: revistaeducacaoespecial.ufsm@gmail.com

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Centro de Educação - Lapedoc
Av. Roraima, 1000 - Cidade Universitária
97105-900 - Santa Maria - RS, Brasil.
Telefone: +55 55 3220 8795

Link: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial

 

ISSN eletrônico: 1984-686X

DOIhttp://dx.doi.org/10.5902/1984686X

Qualis/Capes: Educação A2

 

 

Periodicidade – Publicação contínua


O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

 

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International (CC BY-NC 4.0)

Contador de visitas
click counter
Contador de visitas

Acessos a partir de 30/11/2016

____________________________________________________