A interseccionalidade dos estudos da EJA, Educação Inclusiva e Formação Docente: um estado do conhecimento

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5902/1984686X63606

Palavras-chave:

Educação Inclusiva, Educação de Jovens e Adultos, Formação Docente, Estado do Conhecimento.

Resumo

Presentes na Educação de Jovens e Adultos - EJA, as pessoas com deficiências conferem a esta modalidade da educação novas demandas formativas e práticas, por esta razão, o presente estudo visa analisar as pesquisas realizadas no campo da intersecção da EJA, Formação Docente e Educação Inclusiva, no período de 2017 a 2019. Para tanto, é realizada uma pesquisa bibliográfica do tipo estado do conhecimento e, por meio desta, uma análise de conteúdo, a qual revela quais categorias são mais recorrentes nas pesquisas analisadas. Logo, são ressaltados 04 (quatro) trabalhos, sendo 03 (três) dissertações e 01 (uma) tese, as quais partindo de seus contextos locais, apontam para a necessidade de investir-se esforços em compreender e potencializar os processos inclusivos de jovens e adultos com deficiências na EJA por meio da formação docente, sendo a realização de estudos acadêmicos um caminho possível para apresentar novos horizontes e as pesquisas de caráter interventivo e colaborativo, as principais opções teóricos-metodológicas presentes nos trabalhos analisados.

Biografia do Autor

Rayssa Maria Anselmo de Brito, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, PB

Professora doutoranda da Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, PB, Brasil.

Eduardo Jorge Lopes da Silva, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, PB

Professor doutor da Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, PB, Brasil.

Referências

ARAUJO, Maria A. F. P. de. Percepções docentes sobre a inclusão de estudantes com deficiência na Educação de Jovens e Adultos: (Im) possibilidades no âmbito da formação continuada. 2018. 129 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação de Jovens e Adultos - MPEJA, Universidade do Estado da Bahia, 2018.

BANCO DIGITAL DE TESES E DISSERTAÇÕES. Site Institucional. 2020. Disponível em: https://bdtd.ibict.br/vufind/. Acesso em: 25 set. 2020.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Trad.: Luis Antero Reto. São Paulo: Edições 70, 2011.

BINS, Katiuscha Lara Genro. Adultos com deficiência intelectual incluídos na educação de jovens e adultos: apontamentos necessários sobre adultez, inclusão e aprendizagem. 2013. 108 f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Pontifícia Universidade Católica de Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2013.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Senado Federal, Centro Gráfico, 1988, p. 137 -141.

BRASIL. Lei Darcy Ribeiro (1996). LDB : Lei de diretrizes e bases da educação nacional: Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. 13. ed. Brasília: Câmara dos Deputados, Edições Câmara, 2016. Disponível em: bd.camara.leg.br Acesso em: 15 mar. 2021

BRASIL. Conselho Nacional de Educação (CNE). Câmara de Educação Básica. Parecer n.º 11, de 10 de maio de 2000. Estabelece as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação de Jovens e Adultos. Diário Oficial da União, Brasília, 9 jun. 2000.

BRASIL. Lei nº 13.146, de 6 de julho de 2015. Institui a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência). Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2015/lei/l13146.htm. Acesso em: 15 fev. 2020.

BRITO, Carla Eugênia Nunes. Inclusão em contextos, contrastes e desafios: um estudo de caso sobre a aprendizagem na educação básica em Aracaju/Sergipe. 2018. 151 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Tiradentes, Aracaju, UNIT, 2018.

BUENO, Melina Brandt. Educação de Jovens e Adultos: formação continuada colaborativa entre professores da sala comum e da educação especial. 2018. 143 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2018.

CATÁLOGO DE TESES E DISSERTAÇÕES CAPES. Site Institucional. 2020. Disponível em: https://catalogodeteses.capes.gov.br/catalogo-teses/#!/. Acesso em: 25 set. 2020.

CARVALHO, Rosita Edler. Educação Inclusiva: com os pingos nos “is”. 10 ed. Porto Alegre: Mediação, 2014.

ENVIY, Perla Cristiane. Reflexões no processo ensino/aprendizagem e suas implicações na formação inicial docente: contextos inclusivos na Educação de Jovens e Adultos. 2019. 130 p. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estadual do Centro-Oeste, Irati, 2019.

FRANCO, Maria Laura Puglisi Barbosa. Análise de conteúdo. 2. ed. Brasília: Liber Livros, 2005.

HAAS, Clarissa. Educação de jovens e adultos e educação especial: a (re) invenção da articulação necessária entre as áreas. Educação, Santa Maria, v. 40, n. 2, p. 347-360, maio/ago. 2015. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/reveducacao/article/view/9038/pdf. Acesso em: 10 nov. 2019.

LIMA, Maria das Graças de et al. A formação continuada de professores do atendimento educacional especializado (AEE) em Campina Grande/PB: o antes, o durante e o depois de uma intervenção pedagógica. 2018. 134 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2018.

MACHADO, Maria Margarida. A educação de jovens e adultos no Brasil pós-Lei nº 9.394/96: a possibilidade de constituir-se como política pública. Em aberto, v. 22, n. 82, 2009.

MOROSINI, Marília Costa; FERNANDES, Cleoni Maria Barboza. Estado do conhecimento: conceitos, finalidades e interlocuções. Educação Por Escrito, Porto Alegre, v. 5, n. 2, p. 154-164, 2014.

OLIVEIRA, Adriana Bastos. O lugar da Educação Popular na formação continuada de professores da EJA: a construção de novos possíveis no chão da escola pública. 2018. 225 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2018.

PORTAL DE PERIÓDICOS CAPES/MEC. Site Institucional. 2020. Disponível em: https://www.periodicos.capes.gov.br/. Acesso em: 30 jan. 2020.

PPGE-UFPB. Repositório do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal da Paraíba. 2020. Disponível em: https://repositorio.ufpb.br/. Acesso em 25 jan. 2020.

SIEMS, Maria Edith Romano. Educação de jovens e adultos com deficiência: saberes e caminhos em construção. Educação em foco, Juiz de Fora, v. 16, n. 2, p. 61-79, 2012.

SILVA, Maria do Carmo Lobato da; CAMPOS, Juliane Aparecida de Paula Perez. Formação de professores para inclusão escolar na modalidade de Educação de Jovens e Adultos: análise de pesquisas. Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, v. 22, n. 3, p. 1154-1167, 2018.

SILVA, Edna Lúcia da; MENEZES, Estera Muszkat. Metodologia da Pesquisa e Elaboração de Dissertação. 3. ed. ver. e atual. Universidade Federal de Santa Catarina. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção. Laboratório de Ensino a Distância. 2001. Disponível em: http://cursos.unisanta.br/civil/arquivos/Pesquisa_Cientifica_metodologias.pdf Acesso em: ago. 2015.

TASSINARI, Ana Maria. Formação e prática pedagógica de professores da EJA junto a estudantes com deficiência intelectual. 2019. 157 f. Tese (Doutorado em Educação Especial) – Programa de Pós-Graduação em Educação Especial, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2019.

Downloads

Publicado

2021-05-27

Como Citar

Brito, R. M. A. de, & Silva, E. J. L. da. (2021). A interseccionalidade dos estudos da EJA, Educação Inclusiva e Formação Docente: um estado do conhecimento. Revista Educação Especial, 34, e25/1–22. https://doi.org/10.5902/1984686X63606

Edição

Seção

Revisão de literatura/Estudo teórico