Avaliação da aprendizagem em contextos de inclusão escolar

Márcia Marin, Patrícia Braun

Resumo


A avaliação escolar é uma atividade docente que demanda observação sistemática e processual sobre a aprendizagem e desenvolvimento dos estudantes de modo geral. Contudo, o modo como foi constituída gerou modelos de classificação que privilegiam a homogeneidade sobre o processo escolar. E, quando há um estudante que apresenta uma especificidade em seu desenvolvimento, o contexto da avaliação gera problematizações. Assim, este texto tem por finalidade abordar a questão da avaliação da aprendizagem num contexto de inclusão escolar, refletir sobre as crenças teóricas e práticas para estudantes com deficiência intelectual ou autismo que exigem respostas educativas ajustadas às suas necessidades e apresentar algumas práticas desenvolvidas. Para esta pauta a base metodológica se fez a partir da revisão da literatura científica sobre o recorte de tema dado e o relato de experiência sobre as práticas de avaliação desenvolvidas em duas escolas públicas de educação básica, do município do Rio de Janeiro. A revisão da literatura indica que os estudos sobre o tema, embora denso e urgente, ainda são poucos, principalmente sobre o foco de análises relativas a práticas cotidianas e sistemáticas que compõem um ano letivo. As experiências sobre o cenário das duas escolas alvo deste trabalho revelam que, além da mediação ser confirmada como fator máximo sobre este processo, as práticas de avaliação para esses estudantes apresentam sentido e favorecem processos de desenvolvimento quando há a organização de instrumentos e estruturas escolares (tempo, espaço, recursos humanos e materiais) minimamente pensados e disponibilizados conforme se observam as demandas e especificidades sobre esse aprender.

Palavras-chave


avaliação da aprendizagem; prática pedagógica; deficiência intelectual e autismo

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Avaliação para identificação das necessidades educacionais especiais /Coordenação geral: SEESP/MEC. Elaboração: Rosita Edler Carvalho. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Especial, 2005.

BRASIL. MEC. Política Nacional da Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. MEC, Brasília, 2008. Disponível em: Acesso em: 05 de maio de 2018.

CAPELLINI, Vera Lúcia M. F.; MENDES, Enicéia G. Alunos com necessidades educacionais especiais em classes comuns: avaliação do rendimento acadêmico. Anais 25ª Reunião Anual ANPED, 2002. Disponível em: http://www.anped.org.brreunioes25veraluciacapellinit15.rtf Acesso em: 31 maio 2018.

CARDOSO, Ana Paula Lima Barbosa; MAGALHÃES, Rita de Cássia Barbosa Paiva. Educação Especial e avaliações em larga escala no município de Sobral (CE). Revista Educação Especial, Santa Maria, p. 449-464, nov. 2012. ISSN 1984-686X. Disponível em: . Acesso em: 31 maio 2018. doi:http://dx.doi.org/10.5902/1984686X6535.

CARMINATTI, Simone S. H.; BORGES, Marta K. Perspectivas da avaliação da aprendizagem na contemporaneidade. Est. Aval. Educ., São Paulo, v. 23, n. 52, p. 160-178, maio/ago. 2012. Disponível em: http://www.fcc.org.br/pesquisa/publicacoes/eae/arquivos/1734/1734.pdf

CARNEIRO, Maria Sylvia Cardoso. Reflexões sobre a avaliação da aprendizagem de alunos da modalidade Educação Especial na Educação Básica. Revista Educação Especial, Santa Maria, p. 513-530, nov. 2012. ISSN 1984-686X. Disponível em: . Acesso em: 31 maio 2018. doi:http://dx.doi.org/10.5902/1984686X7190.

CHRISTOFARI, Ana Carolina; BAPTISTA, Claudio Roberto. Avaliação da aprendizagem: práticas e alternativas para a inclusão escolar. Revista Educação Especial, Santa Maria, p. 383-398, nov. 2012. ISSN 1984-686X. Disponível em:

CORREIA, Luís de Miranda; TONINI, Andréa. Avaliar para intervir: um modelo educacional para alunos com necessidades especiais. Revista Educação Especial, Santa Maria, p. 367-382, nov. 2012. ISSN 1984-686X. Disponível em: . Acesso em: 31 maio 2018. doi:http://dx.doi.org/10.5902/1984686X6534.

CURY, Carlos Roberto Jamil. Direito à educação: direito à igualdade, direito à diferença. Cad. Pesqui., São Paulo, n. 116, p. 245-262, julho 2002. Disponível em:

ESTEBAN, Maria Teresa. A avaliação no processo ensino/aprendizagem: os desafios postos pelas múltiplas faces do cotidiano. Rev. Bras. Educ., Rio de Janeiro, n. 19, p. 129-137, abr. 2002. Disponível em . Acesso em: 28 maio 2018.

HOFFMANN, Jussara. Avaliação: mito e desafio: uma perspectiva construtivista. Porto Alegre: Mediação, 2002.

http://dx.doi.org/10.1590/S1413-24782002000100011.

JESUS, Denise Meyrelles de; AGUIAR, Ana Marta Bianchi de. O calcanhar de aquiles: do mito grego ao desafio cotidiano da avaliação inicial nas salas de recursos multifuncionais. Revista Educação Especial, Santa Maria, p. 399-416, nov. 2012. ISSN 1984-686X. Disponível em: . Acesso em: 31 maio 2018. doi:http://dx.doi.org/10.5902/1984686X6532

OLIVEIRA, Anna Augusta S. de. Conhecimento escolar e deficiência intelectual: dados da realidade. Curitiba: CVR, 2018.

OLIVEIRA, Anna Augusta S. de.; CAMPOS, Thaís Emília. Avaliação em educação especial: o ponto de vista do professor de alunos com deficiência. Estudos em Avaliação Educacional, v. 16, n. 52 31, jan./jun. 2005. Disponível em: www.fcc.org.br/pesquisa/publicacoes/eae/arquivos/1222/1222.pdf Acesso em: 31 maio 2018.

OLIVEIRA, Anna Augusta S. de.; VALENTIM; Fernanda O. D.; SILVA, Luis Henrique. Avaliação pedagógica: foco na deficiência intelectual numa perspectiva inclusiva. São Paulo: Cultura Acadêmica; Marília: Oficina Universitária, 2013.

PACHECO, José; PACHECO, Maria de Fátima. A avaliação da aprendizagem na Escola da Ponte. Rio de Janeiro: Wak Editora, 2012.

PITANGA DE OLIVEIRA, Mariana Corrêa; PLETSCH, Márcia Denise; OLIVEIRA, Anna Augusta Sampaio de. Contribuições da avaliação mediada para a escolarização de alunos com deficiência intelectual. Revista Teias, [S.l.], v. 17, n. 46, p. 72-89, set. 2016. ISSN 1982-0305. Disponível em: . Acesso em: 31 maio 2018. doi:https://doi.org/10.12957/teias.2016.25499.

PRESTES, Zoia. Quando não é quase a mesma coisa: traduções de Lev Semionovitch Vigotski no Brasil. Campinas, SP: Autores Associados, 2012.

SÃO PAULO. Secretaria Municipal de Educação. Diretoria de Orientação Técnica. Referencial sobre Avaliação da Aprendizagem na área da Deficiência Intelectual do Ciclo II do Ensino Fundamental e da Educação de Jovens e Adultos / Secretaria Municipal de Educação – São Paulo: SME / DOT, 2012.

SILVA, Mariana Cesar Verçosa; MALETTI, Silvia Márcia Ferreira. Avaliação em larga escala de alunos com necessidades educacionais especiais no município de Londrina (PR). Revista Educação Especial, Santa Maria, p. 417-434, nov. 2012. ISSN 1984-686X. Disponível em: . Acesso em: 31 maio 2018. doi:http://dx.doi.org/10.5902/1984686X6531.

SOUZA, Flavia Faissal de; DAINEZ, Débora; MAGIOLINO, Lavínia L. S. Educação e desenvolvimento humano: modos de mediação e participação nos meandros das práticas educacionais inclusivas. In: PLETSCH, Márcia Denise; MENDES, Geovana Mendonça Lunardi; HOSTINS, Regina Célia Linhares. A escolarização de alunos com deficiência intelectual: políticas, práticas e processos cognitivos. São Carlos: Marquezine & Manzini: ABPEE, p.15-30, 2015.

SPOSITO, Marilia Pontes. A ilusão fecunda: a luta por educação nos movimentos populares. São Paulo: Hucitec/Edusp, 1993.

VIEIRA, Soraia da S. P.; MONTEIRO, Maria Inês B. A autonomia do sujeito com deficiência intelectual: possibilidades e impossibilidades vivenciadas no cotidiano da escola. In.: MONTEIRO, Maria Inês B.; FREITAS, Ana Paula de; CAMARGO, Evani A. A.; (Orgs). Relações de ensino na perspectiva inclusiva: alunos e professores no contexto escolar. Araraquara, SP: Juqueira&Marin, p. 83-109, 2014.

VIGOSTSKI, Lev S. Problemas del desarrollo de la psique - Obras Escogidas - Tomo III. Madri: Visor, 2000.

VIGOSTSKI, Lev S. Pensamento e Linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 2008.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1984686X33103

CONTATO:

E-mail: revistaeducacaoespecial.ufsm@gmail.com

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Centro de Educação - Lapedoc
Av. Roraima, 1000 - Cidade Universitária
97105-900 - Santa Maria - RS, Brasil.
Telefone: +55 55 3220 8795

Link: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial

 

ISSN eletrônico: 1984-686X

DOI10.5902/1984686X

Qualis/Capes: Educação A2

 

 

Periodicidade – Trimestral

Primeiro trimestre, jan./mar., limite para publicar a edição 31 março.

Segundo trimestre, abr./jun., limite para publicar a edição 30 junho.

Terceiro trimestre, jul./set., limite para publicar a edição 30 setembro.

Quarto trimestre, out./dez., limite para publicar a edição 31 dezembro.

Os dizeres acima dizem respeito somente à data de publicação da edição e não ao envio de artigos.

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

 

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International (CC BY-NC 4.0)

Contador de visitas
click counter
Contador de visitas

Acessos a partir de 30/11/2016

____________________________________________________