Dificuldades de aprendizagem em itens de uma prova de Didática Geral de futuros professores

Isauro Beltran Núñes, Betania Leite Ramalho

Resumo


No presente estudo, são apresentados os erros e as dificuldades de aprendizagem a eles associadas, detectados em respostas de futuros professores do ensino fundamental em itens de conhecimentos da Didática Geral numa prova de um concurso público. A metodologia utilizada foi a análise de desempenho e de erros (NÚÑEZ;  RAMALHO, 2012), associando-se possíveis dificuldades de aprendizagem que podem explicar a ocorrência desses erros. Os dados empíricos foram fornecidos pela Comissão Permanente de Concursos da UFRN (Comperve/UFRN). Os resultados evidenciam um baixo desempenho nas questões da prova e revelam erros e dificuldades relacionados ao objeto da Didática Crítica, ao.s fundamentos do ensino com base nas ideias da escola Histórico Cultural de L. S. Vigotsky, à organização dos conteúdos e à formação de atitudes, entre outras. Esses resultados podem ser referência para se pensar a formação inicial dos professores em relação ao conhecimento profissional da Didática Geral como dimensão essencial da futura atividade de ensino nas escolas.


Palavras-chave


Didática Geral; Avaliação; Dificuldades aprendizagem

Texto completo:

PDF

Referências


BÁXTER PÉREZ, E. Cuándo y como educar en valores? La Habana: Editorial Pueblo y Educación, 2003.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, seção 1, p. 31, 18 de janeiro de 2001. Disponível em:< http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/009.pdf>. Acesso em: 29 jul. 2017.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira - INEP. Relatório Pedagógico ENEM 2011-2012. Brasília: INEP, 2015.

CANDAU, V. (org). Didática. Questões Contemporâneas. Rio de Janeiro: Editora Forma e Ação. 2009.

CARRANZA, J. E. Pedagogia y Didáctica Crítica. Integra Educativa. n.4, vol II, p. 75-92. 2012.

DAVÍDOV, V. La enseñanza escolar y el desarrollo psíquico: investigación psicológica teórica e experimental. Moscú: Editorial Progreso, 1988. p. 3-277.

DUARTE, N. Vigotski e o "aprender a aprender": crítica às apropriações neoliberais e pós-modernas da teoria vigotskiana. Campinas: Autores Associados, 2000.

FARIÑAS, G. L. Lo emblemático en el enfoque Histórico-Cultural: apuntes para una práxis de rigor. Revista Amazônica. Humaitá, v. 12, n. 2, p. 102-134, Jul./Dez. 2013.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia. Saberes necessários à prática educativa. 15. ed. São Paulo: Editora Paz e Terra, 2000.

GATTI, B. A. Formação de professores no Brasil: características e problemas. Educação & Sociedade. Campinas, v.31, n. 113, p. 1355-1379. Out/dez. 2010.

GAUTHIER, C. et al. Por uma teoria da Pedagogia. Pesquisas contemporâneas sobre o saber docente. Ijuí-RS: Editora INIJUI, 1998.

HALADYNA, T. Developing and Validating Multiple Choice Test Stems. 3. ed. Mahwah: Lawrence Earlbaum Associates, 2004.

LIBÂNEO, J.C. Didática. Velhos e novos temas. Goiania: Edição do Autor, 2002. Disponível em: >. Acesso em: 20 jan. 2017.

LIBÂNEO, J.C. A aprendizagem escolar e a formação do professor na perspectiva da psicologia histórico-cultural e da teoria da atividade. Educar. Curitiba, v.2, n. 24, p. 113-147, Jul./Dez. 2004.

LIBÂNEO, J.C. A integração entre Didática e Epistemologia das disciplinas: uma via para a renovação dos conteúdos da Didática. In: DALBEN, A. et al (orgs). Convergências e tensões no campo da formação e do trabalho docente: Didática, formação de professores e trabalho docente. Belo Horizonte: Autêntica, 2010, p. 81-105.

LIBÂNEO, J.C. Panorama do ensino da Didática, das metodologias específicas e das disciplinas conexas nos cursos de Pedagogia: repercussões na qualidade da formação profissional. In: LONGAREZI, A. M.; PUENTES, R. V. (orgs.). Panorama da Didática: ensino, prática e pesquisa. São Paulo: Papirus, 2011, p. 11-50.

LIBÂNEO, J.C. A didática desenvolvimental e o currículo de formação profissional de professores: a articulação entre o conhecimento pedagógico-didático e o conhecimento disciplinar. [s.d.] Disponível em:< https://scholar.google.com.br/scholar?rlz= 1C1AVNG_enBR684BR684&um=1&ie=UTF8&lr&q=related:rhOWi3oCm1TYzM:scholar.google.com/ >. Acesso em: 23 ago. 2013.

LONGAREZI, A. M; PUENTES, R. (Orgs.). Panorama da Didática: ensino, prática e pesquisa. São Paulo: Papirus, 2011.

MARCELO, C. G. Formalidade e informalidade no processo de aprender a ensinar. In: PUENTES, Roberto Valdés et al. (orgs). Ensino Médio: estado atual, políticas e formação de professores. Uberlândia: EDUFU, 2012. p. 181-204.

NÚÑEZ, I. B. Vygotsky, Leontiev, Galperin: formação de conceitos e princípios didáticos. Brasília: Liber Livro, 2009.

NUÑEZ, I. B.; RAMALHO, B. L. As provas de química e de Biologia de Vestibulares da UFRN: estudo de erros e dificuldades de aprendizagem. Natal: EDUFRN, 2012.

OLIVEIRA, M. K. Vygotsky: alguns equívocos na interpretação de seu pensamento. Cadernos de Pesquisa. n. 81, p. 67-69, SP, Fundação Carlos Chagas, 1992.

OLIVEIRA, J. B; CHADWICK, C. Aprender a ensinar. Belo Horizonte: Alfa Educativa LTDA. 2007.

PASQUALI, L. Psicométrica. Teoría dos testes na Psicologia e na Educação. Rio de Janeiro: Editora Vozes, 2013.

PIMENTA, S. G. A didática como mediação na construção da identidade do professor. Uma experiência de ensino e pesquisa na licenciatura. In: ANDRÉ, M.E.D.A.; OLIVEIRA, M. R. (orgs). Alternativas do ensino de didática. Campinas: Papirus, 1997.

PRESTES, Z. R. Quando não é quase a mesma coisa. Análise de traduções de Lev. Semionovich Vigotski no Brasil. Repercussão no campo educacional. Tese de Doutorado. Programa de Pós-Graduação em Educação. Faculdade de Educação. Universidade de Brasilia (UnB), 2010. Disponível em:< https://www.cepae.ufg.br/up/80/o/ZOIA_PRESTES_-_TESE.pdf?1462533012>. Acesso em: 24 set. 2017.

RAMALHO, B. L.; NÚÑEZ, I. B; GAUTHIER, C. Formar o professor: profissionalizar o ensino. Perspectivas e desafíos. Porto Alegre: Sulinas, 2004.

RASIA, M. G. R. A Psicologia Histórico-Cultural na formação docente. Ensino em Revista. v. 22, n. 1, p. 183-195, Jan-Jun, 2015.

SALAZAR, D. F. Didáctica, interdisciplinariedad y trabajo científico en la formación del profesor. In: FERNANDEZ, Fátima Addine et al (Orgs.). Didáctica: teoría y práctica. Ha Habana: Editorial Pueblo y Educação, 2004, p. 117-153.

SHULMAN, L. S. “Knowledge and Teaching: Foundations of the New Reform”. Harvard Educational Review. n. 57, v. 1, p. 1-22, 1987.

TALÍZINA, N. Manual de Psicologia Pedagógica. San Luís de Potosí: Universidade Autônoma de San Luís de Potosí, 2000.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. 3. ed. Petrópolis-RJ: Editora. Vozes, 2003.

VEIGA, I. P. A. A prática pedagógica do professor de didática. Campinas: Papirus, 1989.

VEIGA, I. P. A. (Org.). Repensando a didática. 23. ed. São Paulo: Papirus, 2005.

VIGOSTSKY, L. S. A construção do pensamento e da linguagem. Trad. Paulo Bezerra. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

ZABALZA, M.A. Fundamentación de la Didáctica y del conocimiento. In: MEDINA, A.; SEVILLANO, M.I. Didáctica. Madrid: UNED, v.1, 1990, p. 85-220.




DOI: https://doi.org/10.5902/1984644431391

CONTATO:

E-mail: revistaeducacaoufsm@gmail.com

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Centro de Educação - Lapedoc - Prédio 16
Av. Roraima, 1000 - Cidade Universitária
97105-900 - Santa Maria - RS, Brasil.
Telefone: +55 55 3220 8795

Link: https://periodicos.ufsm.br/reveducacao


ISSN Eletrônico: 1984-6444

DOI: http://dx.doi.org/10.5902/19846444

Qualis/Capes: Educação A1

Periodicidade: Publicação contínua

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

 

A Revista Educação (UFSM) agradece auxílio recebido por meio do Edital Pró-Revistas, da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, da Universidade Federal de Santa Maria. 

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International (CC BY 4.0).

Contador de visitas
click counter
Contador de visitas

Acessos a partir de 30/11/2016

____________________________________________________

    

SalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar