Variáveis pessoais de professores para o atendimento a alunos com transtorno global do desenvolvimento

Olga Maria Piazentin Rolim Rodrigues, Vera Lúcia Messias Fialho Capellini, Ana Paula Pacheco Moraes Maturana

Resumo


O estudo pretendeu descrever crenças e o conhecimentos sobre TGD de diferentes categorias de profissionais da educação, sua experiência com esta população e formação anterior na área. Participaram 82 profissionais da Educação, iniciantes em um curso de especialização sobre TGD, 19 professores de Educação Especial, 22 professores de Educação Infantil, 23 professores de áreas especificas, 12 profissionais com cargo administrativo e seis sem cargo informado. Deles, seis eram do sexo masculino. Antes do início do curso, os participantes responderam a questões relativas ao conhecimento sobre TGD e experiências anteriores com essa população sob forma de narrativa que foram transcritas, categorizadas e analisadas considerando a amostra geral e os subgrupos. Os resultados apontaram que há pouco conhecimentos dos profissionais sobre TGD. Foram identificadas crenças positivas e negativas foram identificadas relacionadas à inclusão dessa população no sistema regular de ensino. Quanto à experiência anterior ou atual com esta população, a maior frequência foi encontrada entre professores de Educação Especial e de Ensino Fundamental. Os professores de Educação Especial relataram a dificuldade de inclusão como ponto negativo do trabalho e os professores de áreas especificas a precariedade dos serviços oferecidos a eles. Todavia, esta última categoria relatou expectativas mais favoráveis com relação ao curso. Considerando a legislação atual sobre inclusão, aí contemplados os alunos com TGD, é importante que os profissionais de todos os segmentos da Educação estejam minimamente preparados para recebe-los e oferecer uma educação de qualidade, promovendo sua inclusão e desenvolvimento.


Palavras-chave


Transtorno Global do Desenvolvimento; Formação Continuada; Crenças.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/1984686X28425

CONTATO:

E-mail: revistaeducacaoespecial.ufsm@gmail.com

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Centro de Educação - Lapedoc
Av. Roraima, 1000 - Cidade Universitária
97105-900 - Santa Maria - RS, Brasil.
Telefone: +55 55 3220 8795

Link: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial

 

ISSN eletrônico: 1984-686X

DOIhttp://dx.doi.org/10.5902/1984686X

Qualis/Capes: Educação A2

Periodicidade: Publicação contínua

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

 

A Revista Educação Especial agradece auxílio recebido por meio do Edital Pró-Revistas, da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, da Universidade Federal de Santa Maria. 

 

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International (CC BY-NC 4.0)

Contador de visitas
click counter
Contador de visitas

Acessos a partir de 30/11/2016

__________________________________________________