Letramentos acadêmicos em comunidades de prática: culturas disciplinares

Désirée Motta-Roth, Anelise Scotti Scherer, Ana Paula Carvalho Schmidt, Helena Vitalina Selbach, Amanda de Mendonça Pretto

Resumo


Práticas pedagógicas de escrita acadêmica requerem o conhecimento das práticas de letramentos pertinentes aos diferentes contextos disciplinares na academia. Partindo desse pressuposto, mapeamos os letramentos acadêmicos em sete comunidades disciplinares: Educação, Linguística (Humanidades), Física, Zoologia (Ciências Naturais e Exatas), Ciência da Computação, Engenharia Elétrica e Mecatrônica (Tecnologias). Analisamos, a partir de um corpus de 466 CVs, a produção escrita, entre 2012 e 2015, de pesquisadores renomados, conforme cinco categorias: 1) área de atuação; 2) distribuição geográfica; 3) gênero social; 4) nível de bolsa PQ/CNPq; 5) frequência da publicação. Os resultados apontam diferenças tanto entre as áreas, associadas a particularidades de comunidades disciplinares, quanto a diferentes gêneros na Participação Periférica Legítima dos participantes. Entendemos que propostas de ensino de escrita que visem qualificar a produção científica beneficiar-se-ão de levantamentos dos gêneros mais pertinentes em determinada comunidade, ao promoverem um ensino situado, que considere possíveis diferenças nos letramentos acadêmicos de diferentes comunidades.


Palavras-chave


Academic literacies; Scientific productivity; Communities of knowledge production; Legitimate peripheral participation; Teaching of textual production

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, A. D.; YANASSE, H. H.; SOMA, N. Y. Perfil dos bolsistas PQ da área de química baseado na plataforma Lattes. Química Nova, São Paulo: USP, v. 37, n. 2, p. 377-383, 2014.

BAWARSHI, A. S.; REIFF, M. J. Gênero: história, teoria, pesquisa. Trad. Benedito Gomes Bezerra. 1 ed. São Paulo: Parábola, 2013.

CASTRO, A. E. F.; YAMAMOTO, O. H. A psicologia como profissão feminina: apontamentos para estudo. Estudos de Psicologia, Natal: UFRN, v. 3, n.1, p. 147-158, 1998.

CONSELHO FEDERAL DE ENFERMAGEM-COFEN (Brasil). Produto 2: Análise de dados dos profissionais de enfermagem existentes nos Conselhos Regionais. Brasília: COFEN, 2011. Disponível em: . Acesso em: 10 mai. 2016.

CONSELHO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO-CNPq (Brasil). Bolsas/Plataforma Lattes. Brasília: CNPq, 2016. Disponível em: . Acesso em: 14 fev. 2016.

FAIRCLOUGH, N. Discourse and social change. Cambridge: Polity Press, 1992.

HENDGES, G. R.; MOTTA-ROTH, D. Padrões de citação em artigos acadêmicos eletrônicos. Expressão, Santa Maria: UFSM, v. 3, n. 2, p. 76-83, 2000.

HERCULANO, R. D.; NORBERTO, A. M. Q. Análise da produtividade científica dos docentes da Universidade Estadual Paulista, campus de Marília/SP. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte: UFMG, v. 17, n. 2, p. 57-70, 2012.

LAVE, J.; WENGER, E. Situated learning: legitimate peripheral participation. New York: Cambridge University Press, 1991.

MARCUZZO, P. O gênero notícia de popularização da ciência: objetivo comunicativo e organização retórica. Interdisciplinar: Revista de Estudos em Língua e Literatura, Sergipe: UFS, v. 9, p. 91-99, 2009.

MENDES, P. H. C.; MARTELLI, D. R. B.; SOUZA, W. P.; FILHO, S. Q.; MARTELLI-JÚNIOR, H. Perfil dos pesquisadores bolsistas de produtividade científica em medicina no CNPq, Brasil. Revista Brasileira de Educação Médica, Rio de Janeiro: Associação Brasileira de Educação Médica-ABEM, v. 34, n. 4, p. 535-541, 2010.

MOTTA-ROTH, D. Same genre, different discipline: a genre based study of book reviews in academe. The ESPecialist, São Paulo: PUC--SP, v. 17, n. 2, p. 99-131, 1996.

MOTTA-ROTH, D. Redação acadêmica: princípios básicos. 1. ed. Santa Maria: Imprensa Universitária, 2001.

MOTTA-ROTH, D. A dinâmica de produção de conhecimento: teorias e dados, pesquisador e pesquisados. Revista Brasileira de Linguística Aplicada, Belo Horizonte: UFMG, v. 3. n. 1, p. 165-177, 2003.

MOTTA-ROTH, D.; HENDGES, G. R. Produção textual na universidade. 1. ed. São Paulo: Parábola Editorial, 2010.

MOTTA-ROTH, D. Letramento acadêmico/científico e participação periférica legítima em comunidades de produção de conhecimento. Projeto de Pesquisa (Bolsa PQ/CNPq nº 309668/2013-1) – Santa Maria, RS: Universidade Federal de Santa Maria, 2013.

NASCIMENTO, R. G. A interface texto verbal e texto não-verbal no artigo acadêmico de engenharia elétrica. Dissertação (Mestrado em Letras) – Santa Maria, RS: Programa de Pós-Graduação em Letras, Universidade Federal de Santa Maria. 2002.

POWELL, W. W.; SNELLMAN, K. The knowledge economy. Annual Review of Sociology, Palo Alto, CA, v. 30, p. 199-220, 2004.

RODRIGUES, R. de O. Pós-graduação na Amazônia: o desafio de formar (em) redes. Revista Brasileira Pós-Graduação, Brasília: CAPES, v. 11, n. 23, p. 19-45, 2014.

RUSSELL, D. Rethinking genre in school and society: an activity theory analysis. Written Communication, Twin Cities: University of Minnesota, v. 14, n. 4, p. 504-554, 1997.

SANTOS, E. Â. dos. Profissão docente: uma questão de gênero? In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL FAZENDO GÊNERO, 8., 2008, Florianópolis. Anais... Florianópolis: UFSC, 2008. Disponível em: . Acesso em: 10 mai. 2016.

SANTOS, M. I. P.; SILVEIRA, M. F.; OLIVEIRA, E. de A.; MARTELLI, D. R. B.; DIAS, V. O.; VERÍSSIMO, F. M.; OLIVEIRA, R. A. D.; MARTELLI--JUNIOR, H. Avaliação da produção científica, patentes e formação de recursos humanos da enfermagem brasileira. Revista Brasileira de Enfermagem, Brasília: Associação Brasileira de Enfermagem--ABEn, v. 68, n. 5, p. 846-854, 2015.

SANTOS, W. M. dos; PADOIN, S. M. M.; LACERDA M. R.; GUETERRES, E. C. Perfil dos pesquisadores bolsistas de produtividade em pesquisa na área da enfermagem. Revista de Enfermagem da UFPE online, Recife: UFPE, v. 9, n. 2 (supl.), p. 844-850, 2015.

VIANNA, C. P. O sexo e o gênero da docência. Cadernos Pagu. Campinas: Unicamp, n. 17/18, p.81-103, 2002.

WEBER, J. L. A.; RAMOS, C. C.; MESTER, A.; LINDERN, D.; HÖRLLE, K. R.; SOUZA, C. S.; PIZZINATO, A.; ROCHA, K. B. Perfil dos pesquisadores bolsistas de produtividade científica em psicologia do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Estudos de Psicologia, Campinas: PUC-Campinas, v. 32, n. 1, p. 1-11, 2015.




DOI: https://doi.org/10.5902/2176148525326

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Letras



 

                      

 

                

 

                

 

    

  

   

 

  

 

 

                                     QUALIS/CAPES: Letras A2

                              ISSN Versão Impressa: 1519-3985

                              ISSN Versão Digital: 2176-1485



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.