Mudanças do uso do território e reorganização da rede estadual de educação na cidade de São Paulo: estudo de caso na área da operação urbana Vila Sônia

Eduardo Donizeti Girotto, Larissa de Campos

Resumo


Neste artigo, analisamos as possíveis relações entre o projeto de reorganização da rede estadual de educação de São Paulo e as mudanças do uso do território na cidade de São Paulo. Para tanto, investigamos o processo de reorganização escolar na área que abrange a Operação Urbana Vila Sônia, na Zona Oeste da cidade de São Paulo. Para a construção da análise, realizamos levantamento documental nas diferentes secretarias e órgãos do governo estadual paulista e, a partir dos dados, produzimos uma série de mapas com o intuito de verificar possíveis correlações espaciais entre a reorganização escolar, a operação urbana e as mudanças no uso do território. A partir dos dados e dos mapas, realizamos uma série de trabalhos de campo que nos possibilitaram identificar intencionalidades semelhantes nas duas políticas analisadas, principalmente no que se refere à alteração dos usos do território em consonância com o processo de mercantilização do solo urbano na cidade de São Paulo.


Palavras-chave


Reorganização escolar; Operação urbana; Gestão pública

Texto completo:

HTML PDF

Referências


ALVAREZ, IP. A produção e reprodução da cidade como negócio e segregação. In: CARLOS, A. F. A; VOLOCHKO, D; ALVAREZ, IP (orgs.) A cidade como negócio. São Paulo: Editora Contexto, 2015.

BARROS, Marli de. Operação Urbana Consorciada Vila Sônia: conflitos socioespaciais na reprodução da metrópole. 2013. Dissertação (Mestrado em Geografia Humana) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014. doi:10.11606/D.8.2014.tde-07042014- 115026. Acesso em: 2017-05-06.

FIORAVANTI, LM. A operação urbana Butantã – Vila Sônia e a (re) produção do espaço urbano em São Paulo: estratégias e conflitos. Confins [Online], 22 | 2014, posto online no dia 25 Novembro 2014, consultado o 13 Fevereiro 2018. URL : http://journals.openedition.org/confins/9767 ; DOI : 10.4000/confins.9767

FOUCAULT, Michel. O nascimento da medicina social. In: FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder. 22 ed. Tradução Roberto Machado. Rio de Janeiro: Graal, 1979.

FRANÇA, G. C. Urbanização e Educação: da escola de bairro à escola de passagem. Tese de Doutorado. São Paulo: FFLCH-USP, 2010.

GIROTTO, Eduardo Donizeti et al. A geografia da reorganização escolar: uma análise espacial a partir da cidade de São Paulo. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 19, p. 134-158, mar. 2017. ISSN 1676-2592. Disponível em: http://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/8647805. Acesso em: 19 mar. 2017.

GOULART, Débora Cristina; PINTO, José Marcelino Rezende; CAMARGO, Rubens Barbosa de. Duas reorganizações (1995 e 2015): do esvaziamento da rede estadual paulista à ocupação das escolas. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 19, p. 109-133, mar. 2017. ISSN 1676-2592. Disponível em:

https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/8647797/15186. Acesso em: 3 fev. 2018. doi:http://dx.doi.org/10.20396/etd.v19i0.8647797.

Harvey, D. (2014). Cidades rebeldes. São Paulo: Martins Fontes, 2014.

Harvey, D. (2016). 17 contradições e o fim do capitalismo. São Paulo: Boitempo, 2016

KRAWCZYK, NR. A reforma educacional na América Latina: uma perspectiva histórico-sociológica. São Paulo: Xamã, 2008.

MOREIRA, Ruy. O espaço e o contra-espaço: as dimensões territoriais da sociedade civil e do Estado, do privado e do público na ordem espacial burguesa. In: Santos, Milton et al. Território, territórios: Ensaios sobre o ordenamento territorial. 2. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2006.

OLIVEIRA, DA. (org.). Gestão democrática da educação; desafios contemporâneos. Petrópolis: Vozes, 1997

REDE ESCOLA PÚBLICA UNIVERSIDADE. Análise da resposta da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (Departamento de Planejamento e Gestão da Rede Escolar e Matrícula – DGREM) à Ação Civil Pública (ACP) movida pelo Ministério Público do Estado de São Paulo e Defensoria Pública do Estado de São Paulo, processo n. 1049683-05.2015.8.26.0053. São Paulo, 2016. Disponível em:

http://www.observatoriodaeducacao.org.br/images/pdfs/nota.tecnica.%20reorganiza cao.2016.pdf. Acesso em: 7 nov. 2016.

SANTOS, M. Sociedade e Espaço: A Formação Social como Teoria e como Método. Boletim Paulista de Geografia, São Paulo, n.54, p.81-100, jun. 1977.

SANTOS, M. Pensando o espaço do homem. São Paulo: Hucitec, 1982.

SANTOS, M. O espaço do cidadão. Nobel: São Paulo, 1988.

SANTOS, M. A Natureza do espaço: técnica, razão e emoção. 4. ed. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2004.

SANTOS, M. Técnica, espaço, tempo: globalização e meio técnico-científico- informacional. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo. 2008

SANTOS, M; SILVEIRA, M. L. O Brasil: território e sociedade no início do século XXI.

São Paulo: Record, 2001.

SANTOS, M; SILVEIRA, M. L. O Brasil: território e sociedade no início do século 21. A história de um livro. Acta Geográfica, ed. esp., 151–163, 2011.

BRASIL. Lei Federal nº 10.257 de 10 de julho de 2001. Regulamenta os arts. 182 e 183 da Constituição Federal, estabelece diretrizes gerais da política urbana e dá outras providências. (Estatuto da Cidade) São Paulo, 10 de julho de 2001.

SÃO PAULO (Estado). Mudar para melhor: uma escola para criança e outra para o adolescente – reorganização das escolas da rede estadual. São Paulo: SEE, 1995.

SÃO PAULO (Estado). Resolução SE 2. São Paulo: SEE, 2016

SÃO PAULO (Estado). Decreto n. 40.473, de 21 de novembro de 1995. Institui o Programa de Reorganização das Escolas da Rede Pública Estadual e dá providências correlatas. Palácio das Bandeiras, 21 de novembro de 1995.

SÃO PAULO (Estado). Decreto n. 41.054, de 29 de julho de 1996. Autoriza a Secretaria da Educação a adotar providências relativas ao Programa de Ação de Parceria Educacional Estado-Município e dá providência correlata. Diário Oficial - Executivo, 30/07/1996, p.1

SÃO PAULO (Estado). Lei nº 13.430, de 13 de setembro de 2002. Institui o Plano diretor estratégico. Diário Oficial do Município, São Paulo, 13 maio, 2004a. Suplemento especial.

SÃO PAULO (Cidade). Lei nº16.050/14, de 31 de julho de 2014. Institui o Plano diretor estratégico. Diário Oficial do Município, São Paulo, 31 de Julho de 2014.




DOI: https://doi.org/10.5902/2236499434623

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Indexações e Bases Bibliográficas