Adaptação curricular no Ensino de Ciências: reflexões de professores de escolas inclusivas

Mônica Silveira Bereta, Marlise Geller

Resumo


Nos últimos anos tem sido observado um crescente aumento no número de matrículas de estudantes com deficiência, principalmente nas escolas públicas regulares de todo o Brasil. Esses alunos têm seus direitos assegurados por lei, devendo ter acesso à escola com uma educação de qualidade juntamente com seus colegas. Sustentada neste entendimento, o presente artigo é um recorte da dissertação de mestrado desenvolvida ao Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática da Universidade Luterana do Brasil, que objetivou refletir sobre a adaptação curricular no ensino de Ciências, na perspectiva da educação inclusiva. A pesquisa, de natureza qualitativa, teve como proposta um curso a professores que ensinam Ciências no município de Gravataí-RS e os dados, que emergiram da interação dos participantes ao longo do curso, foram analisados inspirados nas premissas da análise descritiva interpretativa. A pesquisa aponta indícios de que dentro da proposta de uma escola inclusiva, a adaptação curricular é uma estratégia importante para que os estudantes tenham acesso aos conhecimentos científicos. Entretanto, os professores necessitam aprofundar discussões sobre a temática para realizar ajustes nos conteúdos do currículo.


Palavras-chave


Adaptação curricular; Ensino de Ciências e Inclusão; Formação de Professores.

Texto completo:

PDF HTML

Referências


ADAMS, F.W. Docência, formação de professores e educação especial nos cursos de Ciências da natureza. 2018. 264 fp. Dissertação (Mestrado Programa de Pós-Graduação em Educação). Universidade Federal de Goiás, Catalão, GO, 2018. Disponível em: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/8548. Acesso em: 29 mar. 2019.

BENITE, A. M.C.; BENITE, C.R. M.; VILELA-RIBEIRO, E.B. Educação inclusiva, ensino de Ciências e linguagem científica: possíveis relações. Revista Educação Especial, Santa Maria, v. 28, n. 51, p.83-91, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial/article/view/7687/pdf. Acesso em: 29 mar. 2019.

BERETA, M.S. Adaptação curricular no ensino de ciências: reflexões de professores de escolas, 2019. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática) - Universidade Luterana do Brasil, Canoas-RS, 2019.

BERETA, M.S.; GELLER, M. Adaptação curricular: desafios para professores que ensinam ciência. In: Encontro de Ciências em Educação para Sustentabilidade - ECES, n.3, 2018. Canoas-RS: Universidade Luterana do Brasil.

BEZERRA, M.J.S.; OLIVEIRA, G.F. Escola Inclusiva: articulação curricular. Revista Multidisciplinar e de Psicologia, v.10, n.31, p. 237-245, 2016. Disponível em: https://idonline.emnuvens.com.br/id/article/view/564/0. Acesso em: 15 mar. 2019.

BLANCO, R. A atenção à diversidade na sala de aula e as adaptações do currículo. In: COLL, C.; MARCHESI, A.; PALÁCIOS, J. et al. Desenvolvimento psicológico e educação: transtornos de desenvolvimento e necessidades educativas especiais. Porto Alegre: Artmed, 2004.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Censo Escolar, 2018. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/informacao-dapublicacao/-/asset_publisher/6JYIsGMAMkW1/document/id/6386080. Acesso em: 20 out. 2019.

BRASIL. Lei 9394. Lei de Diretrizes e Bases da Educação: Lei 9394. Brasília: MEC, 2017.

BRASIL. Lei 13.146. Lei Brasileira de Inclusão: Estatuto da Pessoa com Deficiência. Brasília, DF, 2015.

CAPELLINI, V.L.M.F. Adaptações curriculares na inclusão escolar: Contrastes entre dois países. Curitiba/PR: Appris, 2018.

DALONSO, A.L.G. Adequações curriculares: eis-me aqui. Nasci, logo existo. Revista @rquivo Brasileiro de Educação, v. 5, n. 11, p.6-2, 2017. Disponível em: http://periodicos.pucminas.br/index.php/arquivobrasileiroeducacao/article/view/13319. Acesso em: 29 mar. 2019.

FERNANDES, S.F.P.; ROSA, D.E.G. A formação de professores de Ciências Biológicas e a educação inclusiva: uma interface da formação inicial e continuada. In: IX Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências. Águas de Lindóia: ABRAPEC, 2013. Disponível em: http://www.nutes.ufrj.br/abrapec/ixenpec/atas/resumos/R1709-1.pdf. Acesso em: 15 mar. 2019.

GARNICA, T.P.B. et al. O saber-fazer na formação de professores para a inclusão escolar: um levantamento bibliográfico. Revista Ensino & Pesquisa, v.14, n.02, p. 58-87, 2016. Disponível em: http://periodicos.unespar.edu.br/index.php/ensinoepesquisa/article/view/970. Acesso em: 20 mar. 2019.

GUADAGNINI, L.; DUARTE, M. Adaptação curricular para alunos com deficiência intelectual no relato dos professores das escolas estaduais paulistas. Revista Espaço do Currículo, v.8, n.3, p. 437-452, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/rec/article/view/rec.2015.v8n3.437452. Acesso em: 12 mar. 2019.

HOFFMANN, J. Avaliar: respeitar primeiro educar depois. Porto Alegre: Mediação, 2013.

LIPPE, E.M.O.; CAMARGO, E.P. O ensino de Ciências e seus desafios para a inclusão: o papel do professor especialista. In: NARDI, R. (org). Ensino de Ciências e matemática, I: temas sobre a formação de professores. São Paulo: UNESP; São Paulo: Cultura Acadêmica, 2009. Disponível em: http://books.scielo.org/id/g5q2h/pdf/nardi-9788579830044-09.pdf. Acesso em: 29 mar. 2019.

LOPES, S. Adaptação curricular: o que é? Por quê? Para quem? E como fazê-la? Educação Básica Revista. vol. 3, n.1, p.3-28, 2017.

MINETTO, M.F. Currículo na educação inclusiva: entendendo esse desafio. 2. ed. Curitiba: Ibpex, 2008.

NASCIMENTO, G.M., GELLER, M. Ensino de ciências e políticas públicas de educação inclusiva: um estudo teórico. In: X Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências. Águas de Lindóia: ABRAPEC, 2015. Disponível em: http://www.abrapecnet.org.br/enpec/x-enpec/anais2015/resumos/R1661-1.PDF. Acesso em: 10 mar. 2019.

PIMENTEL, S.C. Formação de professores para a inclusão: saberes necessários e percursos formativos. In: MIRANDA, T.G; FILHO, T.A.G. (org.). O professor e a educação inclusiva formação, práticas e lugares. Salvador: EDUFBA, 2012.

ROSENTHAL, G. Pesquisa social interpretativa: uma introdução. 5. ed. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2014.

SILVA, E.N.; SALGADO, A.H.I. O ensino de ciências para alunos com deficiência visual. Estariam os professores capacitados para lidar com esse público? In: IX Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências. Florianópolis/SC: ABRAPEC, 2017. Disponível em: http://www.abrapecnet.org.br/enpec/xi-enpec/anais/resumos/R0260-1.pdf. Acesso em: 5 mar. 2019.

SILVA, M.R. Adequação curricular uma prática educacional inclusiva. 2015. 44 fp. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização) - Universidade de Brasília - UNB. Brasília, 2015. Disponível em: https://bdm.unb.br/bitstream/10483/14550/1/2015_MilenaRosanedaSilva_tcc.pdf. Acesso em: 29 mar. 2019.

SILVA, T.M.F.; MESQUITA, N.A.S. Formação continuada de professores de ciências e o ensino e aprendizagem de conceitos científicos: em foco a adaptação de atividades lúdicas para sala de aula inclusiva. In: IX Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências. Florianópolis/SC: ABRAPEC, 2017. Disponível em: http://www.abrapecnet.org.br/enpec/xi-enpec/anais/resumos/R1529-1.pdf. Acesso em: 5 mar. 2019.

SOUSA, K.C. A formação docente para a educação especial e a prática profissional do professor. 2017. 99 fp. Dissertação (Mestrado em Docência e Gestão da Educação) - Universidade Fernando Pessoa Faculdade de Ciências Humanas e Sociais. Porto. Disponível em: https://bdigital.ufp.pt/handle/10284/6041. Acesso em: 29 mar. 2019.

ZABOROSKI, A.P. et al. O ensino colaborativo e a formação permanente dos professores para o desenvolvimento da educação inclusiva. Revista Diálogos e Perspectivas em Educação Especial, v.4, n. 1, p. 119-130, 2017. Disponível em: http://www2.marilia.unesp.br/revistas/index.php/dialogoseperspectivas/article/view/7334. Acesso em: 29 mar. 2019.




DOI: https://doi.org/10.5902/1984686X63190

CONTATO:

E-mail: revistaeducacaoespecial.ufsm@gmail.com

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Centro de Educação - Lapedoc
Av. Roraima, 1000 - Cidade Universitária
97105-900 - Santa Maria - RS, Brasil.
Telefone: +55 55 3220 8795

Link: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial

 

ISSN eletrônico: 1984-686X

DOIhttp://dx.doi.org/10.5902/1984686X

Qualis/Capes: Educação A2

Periodicidade: Publicação contínua

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

 

A Revista Educação Especial agradece auxílio recebido por meio do Edital Pró-Revistas, da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, da Universidade Federal de Santa Maria. 

 

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International (CC BY-NC 4.0)

Contador de visitas
click counter
Contador de visitas

Acessos a partir de 30/11/2016

__________________________________________________