O transtorno do espectro autista em tempos de inclusão escolar: o foco nos profissionais de educação

Autores

  • Marily Oliveira Barbosa Universidade Federal de Alagoas-UFAL; Universidade Federal de são Carlos - UFSCAR

DOI:

https://doi.org/10.5902/1984686X24248

Palavras-chave:

Educação Especial, Inclusão escolar, Transtorno do Espectro Autista (TEA)

Resumo

O objetivo desse estudo é analisar o ponto de vista dos profissionais de educação que atuam com o estudante com Transtorno do Espectro Autista (TEA), no que diz respeito aos desafios de escolarização em ambiente de ensino regular. Para tanto utilizou-se a pesquisa fundamentada no materialismo histórico dialético, com a pesquisa ação e estudo de caso envolvendo um estudante com TEA e as profissionais de educação, a saber:  professora de sala de aula, professora do Atendimento Educacional Especializado, profissional de apoio escolar e coordenadora pedagógica. Os instrumentos de coleta de dados utilizados foram a observação, entrevista e sessões reflexivas para a construção do Plano Educacional Individualizado (PEI). Como resultados apreendemos que as profissionais que lidavam com o estudante eram favoráveis a inclusão escolar, contudo enfrentavam inúmeros desafios em atuar na docência para com o estudante. Visando auxiliar no desenvolvimento da aprendizagem do estudante foi construído o PEI. Esse plano possibilitou que as profissionais dialogassem sobre o estudante e sua escolarização, ampliando assim a visão das potencialidades do estudante, assim foi possível construir atitudes e atividades que auxiliassem na inclusão escolar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marily Oliveira Barbosa, Universidade Federal de Alagoas-UFAL; Universidade Federal de são Carlos - UFSCAR

DOUTORANDA em Educação Especial pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), MESTRA em Educação pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL), ESPECIALISTA em Educação Especial Inclusiva pelo CESMAC, GRADUANDA em Pedagogia pela UFAL e GRADUADA do curso licenciatura em Educação Física pela UFAL. Pesquisadora do Núcleo de Estudos em Educação e Diversidade (NEEDI) e do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Direito à Educação - Educação Especial (NEPEDE-EEs). Experiência na área de Educação Inclusiva, com ênfase nos seguintes temas: Educação Especial/ inclusiva e Atendimento Educacional Especializado (AEE) voltado ao aluno com Transtorno do Espectro Autista (TEA). Docente na Faculdade de São Vicente (FASVIPA) nos cursos de Pedagogia e Educação Física Licenciatura e na faculdade UNIRB no curso de Educação Física Licenciatura.

Downloads

Publicado

2018-06-06

Como Citar

Barbosa, M. O. (2018). O transtorno do espectro autista em tempos de inclusão escolar: o foco nos profissionais de educação. Revista Educação Especial, 31(61), 299–310. https://doi.org/10.5902/1984686X24248

Edição

Seção

Artigos – Demanda contínua

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.