ENSINO DE CIÊNCIAS: NOVAS ABORDAGENS METODOLÓGICAS PARA O ENSINO FUNDAMENTAL

Cleidilene de Jesus Souza Santos, Sidinéia Guimarães dos Santos Brasileiro, Cilene Maria Lima Antunes Maciel, Ricardo Douglas de Souza

Resumo


É visível as dificuldades que a maioria dos estudantes do ensino fundamental, possui para aprender os conteúdos que compreendem a área das Ciências Naturais. Esses conteúdos se tornam mais difíceis à medida que os estudantes não conseguem associar sua aplicação ao seu dia a dia. Para minimizar essas deficiências fez-se um levantamento bibliográfico bem como aplicações de aulas práticas e utilização de material pedagógico especifico, na turma de nono ano da Escola Magda Ivana, município de Jaciara-MT. O objetivo foi utilizar tabela periódica e atividade experimental como metodologia facilitadora do processo de aprendizagem dos elementos químicos no ensino de Ciências do ensino fundamental. As atividades em questão referem-se ao uso de uma tabela periódica grande e colorida e uma salada de frutas. A finalidade dessas atividades foram a de demonstrar que existem novos métodos que facilitam a compreensão dos estudantes e relacionamos conteúdos de ciências com o cotidiano dos mesmos. Sabendo-se que no nono ano é onde os estudantes têm o seu primeiro contato com os conteúdos de química por isso as atividades aplicadas foram voltadas para os conteúdos de química principalmente a tabela periódica. Os resultados demonstraram uma boa aceitação pelas atividades práticas por parte dos estudantes, onde todos participaram ativamente. Foi perceptível também o interesse dos mesmos com relação aos conteúdos estudados.

Palavras-chave


Ensino e aprendizagem; Ensino de ciências; Aulas práticas

Texto completo:

PDF

Referências


Barros, C.; Paulino W. R. Ciências: Física e Química. 4 ed. São Paulo: Ática, 2009. p. 200

Brasil. Secretaria de Educação fundamental: Parâmetros Curriculares Nacionais: Ciências Naturais/secretaria de Educação Fundamental. Brasília; MEC/SEF, 1998. p. 21, 23, 26, 27.

Brasil. Secretaria de Educação fundamental: Parâmetros Curriculares Nacionaispara o Ensino Médio (PCNs +), secretaria de Educação Fundamental. Brasília; MEC/SEF, 1999, p. 30-38.

Brasil. Secretaria de Educação fundamental: Parâmetros Curriculares Nacionaispara o Ensino Médio (PCNs +), Secretaria de Educação Fundamental. Brasília; MEC/SEF,2002. p, 87.

Delizoicov, D. et al Ensino de Ciências: Fundamentos e métodos.-3. ed. São Paulo: Cortez, 2009.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia saberes necessários á pratica docente. São Paulo: Paze terra, 2011. p. 24, 30, 32.

Galiazzi, M. C.; Gonçalves F. P. A natureza pedagógica da experimentação: uma pesquisa na licenciatura em química. Florianópolis – SC: 2004

Guerra, A. C. O. et al. Química no cotidiano: A Química dos alimentos e a tabela periódica,. Rio de Janeiro 2013.32 .

Ludke,M.; André, M.E.D.A. Pesquisa em educação:abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

Moreira, M. A. O que é afinal aprendizagem significativa? Revista cultural La Laguna Espanha, 2012.

Pazinato, M. S. Alimentos: uma temática geradora no conhecimentosquímico, Santa Maria RS, Brasil 2012

Professora Magda Ivana. Projeto Político Pedagógico. Jaciara 2013

Queiroz, M. M. A. O ensino de ciências Naturais-Reprodução ou Produção de conhecimento”Piauí, 2006.

Santos, W. L. P.; Mól, G. S. Química cidadã: materiais substâncias, constituintes, química ambiental e suas implicações sociais. vol 1 ensino médio. ed. Nova Geração-São Paulo. 2010.

Veiga, M.S. M. et al.O Ensino de Química: Algumas Reflexões. PR 2012

Zanon, L. B.;Palharini,E. M.A química no ensino fundamental de Ciências. Química Nova Escola: 1995




DOI: https://doi.org/10.5902/2236130820458

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.