Schopenhauer e a sabedoria "para a vida no mundo"

Autores

  • Eli Berto Dambros Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba, PR

DOI:

https://doi.org/10.5902/2179378633955

Palavras-chave:

Sabedoria, Caráter, Eudemonologia

Resumo

Atualmente, diversas discussões sobre o pensamento de Schopenhauer têm se voltado para novas interpretações de sua filosofia. Esses estudos tomam um rumo diferente das conclusões extremamente pessimistas de seu modelo ético-metafísico, emergentes de sua obra principal, O mundo como vontade e representação. Essas discussões se dirigem para uma nova esfera de reflexões sobre a vida prática, isto é, sobre o que poderíamos chamar de uma filosofia prática para a vida do indivíduo no mundo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eli Berto Dambros, Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba, PR

Mestrando em Filosofia pela PUCPR Professor da rede pública do Estado do Paraná.

Referências

ALONSO, Juan David Mateu. La filosofia politica y su trasfondo ontologico en la obra de Arthur Schopenhauer. (Tese de doutorado). Universidad de Valencia, Valência, 2012.

BARBOZA, Jair. Uma terapia para ser menos infeliz no inferno: sabedoria de vida e prudência em Schopenhauer. In: Revista AdVerbum 3(2) Ago a Dez de 2008: pp. 119-124.

CACCIOLA, M. L. M. e O. Schopenhauer e a questão do dogmatismo. São Paulo: Edusp, 1994.

BRUM, José Thomaz. O pessimismo e suas vontades: Schopenhauer e Nietzsche. Rio de Janeiro: Rocco, 1998.

CARTWRIGHT, David E. Schopenhauer: a biography. New York: Cambridge University press, 2010.

CHEVITARESE, Leandro. Schopenhauer e os Cínicos: elementos do cinismo na eudemonologia de Schopenhauer. In: Revista Voluntas: Estudos sobre Schopenhauer - Vol. 3, nº 1 e nº 2, pp. 20-29, 1º e 2º semestres de 2012.

DEBONA, Vilmar. Schopenhauer e as formas da razão. São Paulo: Annablume, 2010.

DEBONA, Vilmar. A outra face do pessimismo: entre radicalidade ascética e sabedoria de vida. (Tese de Doutorado), Universidade de São Paulo. São Paulo, 2013.

NIETZSCHE, Friedrich Wilhelm. Obras incompletas. São Paulo: Abril Cultural, 1974. (Coleção Os Pensadores).

PHILONENKO, Alexis. Schopenhauer: una filosofia de la tragedia. Trad. Gemma Muñoz-Alonso. Barcelona: Anthropos, 1989.

SCHOPENHAUER, Arthur. A arte de conhecer a si mesmo. Org. de Franco Volpi; trad. Jair Barboza e Silvana Cabucci Leite. São Paulo: Martins Fontes, 2009a.

SCHOPENHAUER, Arthur. Aforismos para a sabedoria da vida. Trad. Jair Barboza. São Paulo: Martins Fontes, 2002.

SCHOPENHAUER, Arthur. Il mondo come volontà e rappresentazione I e II. A cura di Sossio Giametta. Milano: Bur Rizzoli, 2002.

SCHOPENHAUER, Arthur. O mundo como vontade e como representação. Trad. Jair Barboza. São Paulo: UNESP, 2005.

SCHOPENHAUER, Arthur. Sobre a Ética. Trad. Flamarion Caldeira Ramos. São Paulo: Hedra, 2012.

VIESENTEINER, Jorge Luiz. ‗Prudentia‘ e o uso prático da razão em Schopenhauer. In: Revista Voluntas: Estudos sobre Schopenhauer - Vol. 3, nº.1 e nº 2, pp. 1-17, 1º e 2º semestres de 2012.

WEISSMANN, Karl. Vida de Schopenhauer. Belo Horizonte: Livraria Cultura Brasileira Ltda., 1945.

Downloads

Publicado

2014-06-01

Como Citar

Dambros, E. B. (2014). Schopenhauer e a sabedoria "para a vida no mundo". Voluntas: Revista Internacional De Filosofia, 5(1), 143–153. https://doi.org/10.5902/2179378633955

Edição

Seção

Artigos