Um estudo sobre os processos de gestão de pessoas em uma cooperativa de crédito

Gustavo Fontinelli Rossés, Iebla Medeiros Borochedes, Jaime Peixoto Stecca, Fabiana Letícia Pereira Alves Stecca, Alexandre Fontinelli da Silva

Resumo


Este trabalho tem o objetivo de identificar e compreender o modelo de gestão de pessoas utilizado pela Cooperativa de Crédito SICREDI Região Centro, comparando-o com o modelo proposto por Chiavenato (2014). Este estudo trata-se de uma pesquisa qualitativa, com característica descritiva e com base em um estudo de caso. Na coleta de dados foram realizadas entrevistas, aplicados questionários e análise documental. Ao realizar a análise dos dados, utilizou-se a análise de conteúdo com base nas técnicas de classificação e categorização. No que se refere aos resultados foi possível observar que os processos de agregar pessoas (na média 66% dos respondentes concordam totalmente), processos de aplicar pessoas (na média 76% dos respondentes concordam totalmente), processos de recompensar pessoas (na média 70% dos respondentes concordam totalmente), processos de desenvolver pessoas (na média 52% dos respondentes concordam totalmente), processos de manter pessoas (na média 93% dos respondentes concordam totalmente), e processos de monitorar pessoas (na média 65% dos respondentes concordam totalmente), tiveram resultados positivos em se tratando da aplicação dos questionários, bem como em relação à entrevista realizada.

Palavras-chave


Cooperativas; Gestão de pessoas; Estudo de caso.

Texto completo:

PDF HTML

Referências


BATEMAN, T. S.; SNELL, S. A. Administração: construindo a vantagem competitiva. São Paulo: Atlas, 1998.

BIALOSKORSKI NETO, S.; DAVIS, P. Governança e gestão de capital social em cooperativas: uma abordagem baseada em valores. ESAC Economia Solidária e Ação Cooperativa, v. 5, n.1, 2010.

ALBUQUERQUE, L. G. Estratégias de recursos humanos e competitividade. São Paulo: Atlas, 1999.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977.

BOGDAN, R. S.; BIKEN, S. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. 12. ed. Porto: Porto, 2003.

BRASIL. Lei n. 5.764 de 16 de dezembro de 1971. Define a política nacional de cooperativismo, institui o regime jurídico das sociedades cooperativas, e dá outras providências. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L5764.htm>. Acesso em: 05 set. de 2017.

CERVO, A. L. BERVIAN, P. A. Metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Prentice Hall, 2002.

CHIAVENATO, I. Gestão de pessoas: o novo papel dos recursos humanos nas organizações. Barueri: Manole, 2014.

DUTRA, J. S. Gestão de pessoas: modelo, processos, tendências e perspectivas, 2. ed. São Paulo: Atlas, 2016.

FRANÇA, L. A. C. Práticas de Recursos Humanos – PRH: conceitos, ferramentas e procedimentos. 9. ed. São Paulo: Atlas, 2013.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

GIL, A. C. Gestão de pessoas: enfoque nos papeis profissionais. São Paulo: Atlas, 2006.

HOLYOLAKE, G. J. Historia de los Pioneros de Rochdale. Buenos Aires: Intercoop, 1989.

IVANCEVICH, J. M. Gestão de recursos humanos. 10. ed. São Paulo AMGH, 2008.

LACOMBE, F. J. M. Recursos humanos: princípios e tendências. São Paulo: Saraiva, 2005.

LIMA, J. Z. A importância das cooperativas de crédito no mercado brasileiro. Artigo Científico do Curso de Especialização em Controladoria, Universidade Federal de Santa Maria – UFSM, Santa Maria: UFSM, 2006.

LAVILLE, C.; DIONNE, J. A construção do saber: manual de metodologia da pesquisa em ciências humanas. Belo Horizonte: UFMG, 1999.

LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. A. Fundamentos metodologia científica. 4. ed.

São Paulo: Atlas, 2001.

MARRAS, J. P. Administração de recursos humanos: do operacional ao estratégico. 3. ed. São Paulo: Futura, 2009.

MOREIRA, D. A. O método fenomenológico na pesquisa. São Paulo: Pioneira Thomson, 2005.

OLABUENAGA, J. I. R.; ISPIZUA, M. A. La descodificacion de la vida cotidiana: metodos de investigación cualitativa. Bilbao: Universidad de deusto, 1989.

OLIVEIRA, D. de P. R. de. Planejamento estratégico: conceitos, metodologia e práticas. São Paulo: Atlas, 2007.

ORGANIZAÇÃO DAS COOPERATIVAS BRASILEIRAS – OCB. História do cooperativismo. Disponível em: . Acesso em: 01 set. de 2017.

SICREDI. Histórico. Disponível em: Acesso em: 03 ago. de 2017.

SICREDI. Trabalhe conosco. Disponível em: Acesso em: 03 ago. de 2017.

VALADARES, J. H. A moderna administração de cooperativas: curso de preparação para os futuros dirigentes da Unimed-RO. Porto Velho: FGV, 2001.

VERGARA, S. C. Gestão de Pessoas. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2003.

VERGARA, S. C. Projetos e relatórios de pesquisa em administração. 3. ed.

Rio de Janeiro: Atlas, 2000.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 2. ed. Porto Alegre:

Bookman, 2001.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2359043231632

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. 

     

   

   

 

ISSN Eletrônico: 2359-0432

ISSN Impresso: 2446-7103