O mundo está mudando, e agora? Desafios para ensinar e aprender Geografia em tempos de pandemia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5902/2236499463425

Palavras-chave:

Ensino de Geografia, COVID-19, Tecnologia e educação, Geografia escolar

Resumo

Este trabalho discute alguns reflexos da pandemia de Covid-19 no ensino de Geografia. Para isso, realiza-se uma revisita à história da disciplina científica, evidenciando seus percalços constitutivos e a instabilidade de sua base epistemológica. Essa fragilidade reflete na Geografia Escolar uma vez que a disciplina na escola é atravessada, como a científica, por interesses externos. Por isso, relembramos a evidência já constante na bibliografia de que é necessário repensar a Geografia mnemônica e descritiva que é ensinada na escola, no sentido da constituição de um saber vivo e que explique a realidade dos alunos a partir do pensamento espacial. Nesse caminho, analisamos que a pandemia de Covid-19, por mais trágica situação que seja, apresenta também possibilidades para o ensino de Geografia centradas na tecnologia, motivo pelo qual apresentamos algumas ferramentas que podem ser utilizadas pelos professores. Concluímos, dessa maneira, que a situação pandêmica, mesmo sendo temporária, pode ter reflexos permanentes para o estabelecimento do papel e da importância da Geografia Escolar, reflexos estes que podem ser positivos ou negativos a depender das posturas e práticas adotadas pelos professores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rafael Ghidini, Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Aluno do Programa de Pós-Graduação em Geografia (PPGG) da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE), campus de Francisco Beltrão. Membro do Grupo de Pesquisa em Educação e Ensino de Geografia (GPEG), na mesma instituição.

Najla Mehanna Mormul, Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Doutora em Geografia pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Professora dos cursos de graduação e pós-graduação em Geografia na Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE), campus de Francisco Beltrão. Líder do Grupo de Pesquisa em Educação e Ensino de Geografia (GPEG), na mesma instituição.

Referências

BRABANT, J.-M. Crise da Geografia, Crise da Escola. In: OLIVEIRA, A. U. DE; BRABANT, J.-M.; VESENTINI, J. W.; VLACH, V. R. F.; SANTOS, D.; CARVALHO, M. B. DE; MORAES, A. C.; WETTSTEIN, G. (Org.). Para onde vai o ensino de Geografia? São Paulo: Contexto, 1970.

CALLAI, H. C. A formação do profissional da Geografia: o professor. Ijuí: Ed. Unijuí, 2013.

CASTELLAR, S.; VILHENA, J. Ensino de Geografia. São Paulo: Cengage Learning, 2011.

CAVALCANTI, L. DE S. Bases teórico-metodológicas da Geografia: uma referência para a formação e a prática de ensino. In: CAVALCANTI, L. DE S. Formação de professores: concepções e práticas em Geografia. Goiânia: Vieira, 2006.

FERRETI, F. Pierre Deffontaines e as missões universitárias francesas no Brasil: geopolítica do conhecimento, circulação dos saberes e ensino da geografia (1934-1938). Boletim Goiano de Geografia, Goiânia, v. 36, n. 1, p. 04–26, mar. 2016. Disponível em: https://revistas.ufg.br/bgg/article/view/40362. Acesso em: 4 dez. 2020. DOI 10.5216/bgg.v36i1.40362.

GEORGE, P.; GUGLIELMO, R.; KAYSER, B.; LACOSTE, Y. A Geografia Ativa. 5. ed. São Paulo: Difel, 1980.

GOMES, P. C. DA C. Geografia e modernidade. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1996.

HOBSBAWM, E. A era do capital: 1848-1875. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2015.

LACOSTE, Y. A Geografia: isso serve, em primeiro lugar, para fazer a guerra. 18. ed. São Paulo: Papirus, 2010.

MORAES, A. C. R. Geografia: pequena história crítica. São Paulo: Annablume, 2004.

PONTUSCHKA, N. N.; PAGANELLI, T. I.; CACETE, N. H. Para ensinar e aprender Geografia. São Paulo: Cortez, 2007.

SANTOS, M. Por uma Geografia Nova: da Crítica da Geografia a uma Geografia Crítica. 6. ed. São Paulo: EdUsp, 2008.

SOBRE a Wikipédia. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Especial:Ligação_permanente/54546779. Acesso em: 9 set. 2020.

TOKARNIA, M. Um em cada 4 brasileiros não tem acesso à internet, mostra pesquisa. Jornal. Disponível em: https://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2020-04/um-em-cada-quatro-brasileiros-nao-tem-acesso-internet. Acesso em: 8 set. 2020.

VESENTINI, J. W. Geografia Crítica e Ensino. In: OLIVEIRA, A. U. DE; BRABANT, J.-M.; VESENTINI, J. W.; VLACH, V. R. F.; SANTOS, D.; CARVALHO, M. B. DE; MORAES, A. C.; WETTSTEIN, G. (Org.). Para onde vai o ensino de Geografia? São Paulo: Contexto, 1970.

Downloads

Publicado

2022-04-20 — Atualizado em 2022-09-26

Versões

Como Citar

Ghidini, R., & Mehanna Mormul, N. (2022). O mundo está mudando, e agora? Desafios para ensinar e aprender Geografia em tempos de pandemia. Geografia Ensino & Pesquisa, 26, e1. https://doi.org/10.5902/2236499463425 (Original work published 20º de abril de 2022)