DEMANDA DE MADEIRA PARA SERRARIAS E POTENCIAL DE INVESTIMENTO FLORESTAL NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO PARDO, RS, BRASIL

Jorge Antonio de Farias, Leonardo Job Biali, Carline Andréa Welter, Pábulo Diogo de Souza, Paulo Renato Schneider

Resumo


O trabalho teve como objetivo geral avaliar a demanda de madeira para as serrarias no Vale do Rio Pardo e, ainda, analisar a viabilidade financeira de implantar uma base florestal que supra a capacidade ociosa de processamento dessa região. O estudo foi desenvolvido na área central do Rio Grande do Sul, abrangendo 13 municípios que compõem a Bacia Hidrográfica do Rio Pardo. Para a obtenção dos dados foram realizadas entrevistas semiestruturadas com proprietários de serrarias da região. Essas foram avaliadas quanto ao seu consumo e capacidade instalada, que, respectivamente, foram de 7.005 m³.mês-1 e 12.330 m³.mês-1, apresentando uma capacidade ociosa na ordem de 63.900 m³.ano-1. O abastecimento de 30.336 m³.ano-1 ocorre através de fornecedores de fora da região. Com isso, verificou-se a necessidade de 1.836 ha para suprir a demanda anual destas serrarias. A substituição da importação de matéria-prima e o incremento da capacidade ociosa seriam responsáveis por gerar 55 empregos nas atividades de produção florestal e 471 empregos na indústria. Conforme análise financeira pelo Método de Monte Carlo, a receita anual gerada pelo empreendimento seria na ordem de R$ 1.756.347,00, correspondente a uma área de colheita estimada em 122,40 ha, distribuída nos municípios da região.


Palavras-chave


desenvolvimento regional; fomento florestal; políticas públicas; economia florestal.

Texto completo:

PDF

Referências


BRENA, D. A.; PEREIRA, O. S. Programa para o desenvolvimento sustentável da cadeia produtiva de base florestal no Rio Grande do Sul – Período 2007 – 2027. Santa Maria: UFSM, 2006.

COMITÊ PARDO. Síntese da paisagem da Bacia. [2016]. Disponível em: . Acesso em: 04 jun. 2016.

ETGES, V. E. A região no contexto da globalização: o caso do Vale do Rio Pardo. In: VOGT, O. P.; SILVEIRA, R. L. (Org.). Vale do Rio Pardo: (re)conhecendo a região. Santa Cruz do Sul: Edunisc, 2001. p. 351-366.

FARIAS, J. A. Atividade florestal no contexto da fumicultura: oportunidade de desenvolvimento regional, diversificação, geração de emprego e renda. 2010. 166 f. Tese (Doutorado em Engenharia Florestal) – Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2010.

KOCH, Z.; CORRÊA, M. C. Araucária: a floresta do Brasil Meridional. 2. ed. Rio de Janeiro: Olhar Brasileiro, 2010. 148 p.

MATTOS, P. P.; SILVA, V. P.; MAGALHÃES, W. L. E. Agregação de valor à pequena produção florestal madeireira. Colombo: Embrapa Floresta, 2004.

SCHNEIDER, P. R. et al. Plano estratégico de desenvolvimento florestal: região central do Rio Grande do Sul. Santa Maria: FACOS; UFSM, 2005. 210 p.

SILVA, H. D.; BELLOTE, A. F. J.; FERREIRA, C. A. Cultivo do eucalipto. Colombo: Embrapa Florestas, 2002.

SIMIONI, F. J.; HOEFLICH, V. A. Avaliação de risco em investimentos florestais. Boletim de Pesquisa Florestal, Colombo, n. 52, p. 79-92, 2006.




DOI: https://doi.org/10.5902/1980509835126

Licença Creative Commons