Relações Públicas e Design Thinking: experiências convergentes na prototipação de um e-book sobre gestão de eventos no pós-pandemia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5902/2175497775344

Palavras-chave:

Public Relations, Creative Industry, Design Thinking, Event Management, Covid-19

Resumo

O presente texto, descreve uma pesquisa aplicada que diagnosticou o contexto do setor de eventos em meio à pandemia da Covid-19 e propôs a elaboração de um produto editorial estratégico e didático para qualificar a gestão de eventos no pós-pandemia. Para isso, foram aplicados quatro macro-procedimentos metodológicos do Design Thinking, a fim de compreender a situação do setor, identificar expectativas e propor ações para qualificar o planejamento, organização e execução de eventos. O resultado foi a concepção de um e-book que atualiza as teorias e técnicas comuns às atividades do setor e oferece insights para a gestão de eventos de excelência em contextos de excepcionalidade. Após avaliações sistemáticas, o material foi qualificado, concluído, publicado e disponibilizado gratuitamente ao público.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabio Frá Fernandes, Universidade Federal de Santa Maria

Professor-colaborador no curso de Relações Públicas da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) nas disciplinas de Teoria e Método da Pesquisa I e II, Teorias Aplicadas a Comunicação I e II e Comunicação Organizacional. Relações-públicas (cooperação técnica) na Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA). Doutor em Comunicação pela UFSM e Mestre em Comunicação e Indústria Criativa pela Universidade Federal do Pampa (Unipampa). Trabalha com
metodologias emergentes para pesquisa técnico-científica, inovação e transformação digital à luz da Ecologia da Mídia e Teoria da Midiatização, gestão da Comunicação Organizacional, Relações Públicas e Propaganda, eventos técnico-científicos e endomarketing. Em sua trajetória profissional, atou no planejamento e organização de mais 30 eventos, entre eles, sociais, corporativos, institucionais, acadêmicos e científicos.

Eugenia Maria Mariano da Rocha Barichello, Universidade Federal de Santa Maria - UFSM

Professora aposentada do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e dos cursos de Relações Públicas, Jornalismo, Publicidade e Propaganda e Produção Editorial da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Doutora em Comunicação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Líder do Grupo de Pesquisa em Comunicação Institucional e Organizacional (UFSM/CNPq). E-mail: eugeniabarichello@gmail.com

Roberta e Silva Hoffmann da Rocha, Universidade Federal de Santa Maria

Relações-públicas formada pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), foi Assessora de Comunicação (bolsista) da Orquestra Sinfônica de Santa Maria e bolsista de Relações Públicas no projeto O Resgate do Carnaval: através do Tripé Educação, Cultura e Direitos Humanos. Atuou como coordenadora geral do E-commerce Summit e do Grupo Supercom’s da Intercom Sul, ambos em 2019. Trabalha, atualmente, com planejamento, organização e execução de eventos corporativos e empresariais.

Referências

ABRAPE. Portal Institucional, c2022. Números do Setor. Disponível em: https://www.abrape.com.br/numeros-do-setor/. Acesso em: 15 set. 2021.

ANDERSON, Chris. Makers: a nova revolução Industrial. São Paulo: Elsevier, 2012.

BARICHELLO, Eugenia Mariano da Rocha; STASIAK, Daiane. Apontamentos sobre a práxis de relações públicas na Web. Organicom, São Paulo, ano 6. Edição Especial. n 10-11, p. 168- 173, 2009.

BARICHELLO, Eugenia Mariano da Rocha. Comunicação Pública e Institucional: Desafios postos aos processos de visibilidade e legitimidade institucional em tempos de midiatização e ambiências digitais. In: CARDOSO, Anita (Org.). 50 anos de histórias das relações públicas em Minas Gerais e Espírito Santo. Divinópolis, MG: GULIVER, p. 97-108, 2021.

BRASIL. Lei n. 5.377, de 11 de dezembro de 1967. Disciplina a Profissão de Relações Públicas e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/1950-1969/l5377.htm. Acesso em: jun. 2021.

BRASIL. Decreto n. 63.283, de 26 de setembro de 1968. Aprova o Regulamento da profissão de Relações Públicas de que trata a Lei n. 5.377, de 11 de dezembro de 1967. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/1950-1969/D63283.htm. Acesso em: jun. 2021.

BROWN, Tim. Design Thinking: uma metodologia poderosa para decretar o fim das velhas ideias. Editora Elsevier. 2010.

CAVALCANTI, Carolina Costa; FILANTRO, Andrea. Design Thinking: na educação presencial, a distância e corporativa. Editora Saraiva, 2017.

CEREZO, María Galmes; RODRIGUEZ, Carmen Cristófoli; CRISTÓFOL, Francisco Javier. Aplicación del Design Thinking a la creación de eventos experienciales. Animus: Revista Interamericana de Comunicação Midiática, v. 18, n.37, 2019. https://doi.org/10.5902/2175497738264

CESCA, Cleuza Gimenes. Organização de eventos: manual para planejamento e execução. São Paulo: SUMMUS, 2008.

FARINA, Modesto; PEREZ, Clotilde; BASTOS, Dorinho. Psicodinâmica das Cores em Comunicação. 5.ed. São Paulo: Edgar Blücher, 2006.

FERNANDES, Fabio Frá; SILVA, Marcela Guimarães. Pesquisa, Desenvolvimento & Inovação: Design Thinking como método e Comunicação Organizacional como estratégia. Brazilian Journal of Technology, Communication, and Cognitive Science, v. 8, n.2, 2020.

FERNANDES, Fabio Frá; BARICHELLO, Eugenia Mariano da Rocha. Interações sócio-organizacionais midiatizadas: Ensaio sobre a intensificação da mediação técnica em meio à pandemia da Covid-19. Rizoma, Santa Cruz do Sul, v. 9, n.1, 2021. https://doi.org/10.17058/rzm.v9i1.16428

GETZ, Donald. Event tourism: Definition, evolution, and research. Tourism Management, v. 29, n. 3, p. 403-428, 2008.

GETZ, Donald. Event studies: discourses and future directions. Event Management, v. 16, n. 2, p. 171-187, 2012.

GETZ, Donald. Event studies: theory, research, and policy for planned events. 3. ed, Oxford: Butterworth-Heinemann, 2016.

GETZ, Donald. Event Studies: Theory, Research, and Policy for Planned Events. 4. ed, Londres: Routledge, 2019

HELLER, Eva. A psicologia das cores: como as cores afetam a emoção e a razão. São Paulo: Gustavo Gili, 2013.

KUNSCH, Margarida Maria Krohling. Relações públicas na gestão estratégica da comunicação integrada nas organizações. In: KUNSCH, Margarida M. Krohling (Org.). Relações públicas: História, teorias e estratégias nas organizações contemporâneas. São Paulo: Saraiva, 2009.

LUPETTI, Marcélia. Gestão estratégica da comunicação mercadológica. São Paulo: Cengage Learning, 2009.

PANTONE. Home, c2022. Disponível em: https://www.pantone.com. Acesso em nov. 2021.

PINHEIRO, Tennyson. Design Thinking Brasil: empatia, colaboração e experimentação para pessoas, negócios e sociedade. Rio de Janeiro: Elsevier, 2011.

SEBRAE - Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas. Portal Institucional, c2020. Entenda o impacto da pandemia no setor de eventos. Disponível em: https://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/artigos/entenda-o-impacto-da-pandemia-no-setor-de-eventos,424ba538c1be1710VgnVCM1000004c00210aRCRD. Acesso em: mai. 2021.

SERRANO, Manuel; BLÁZQUEZ, Pilar. Design Thinking: crea el presente y lidera el futuro. Madrid: ESIC-Editorial, 2015.

SILVA, Marcela Guimarães e. Organização de Eventos Municipais. In: SILVA, Marcela Guimarães e; GIACOMINI, Nereida Isonia Omizzolo; MARTINS, Tiago Costa. Conhecimentos Municipais: assistência social, comunicação, cultura, educação e meio ambiente. São Borja, RS: Faith, 2012, p. 43-55.

SILVEIRA, José Fernando Fonseca da. Relações Públicas e Eventos. In: DORNELLES, Souvenir Maria Graczyk (Org.). Relações Públicas: quem sabe, faz e explica. Porto Alegre, RS: EdiPUCRS, 2007.

SIMÕES, Roberto Porto. Por uma rede teórica para as relações públicas: uma forma abreviada da teoria. In: KUNSCH, Margarida M. Krohling (Org.). Relações públicas: História, teorias e estratégias nas organizações contemporâneas. São Paulo: Saraiva, 2009.

STEHLING, Eneida. Planejamento de eventos em tempos de pandemia: a experiência aplicada pelo profissional de Relações Públicas. In: CARDOSO, Anita (Org.). 50 anos de histórias das relações públicas em Minas Gerais e Espírito Santo. Divinópolis, MG: GULIVER, p. 283-188, 2021.

VIANA, Maurício; ADLER, Isabel; LUCENA, Brenda; RUSSO, Beatriz; VIANA, Yasmar. Design Thinking: Inovação em negócios. Rio de Janeiro: MJV Press, 2011.

WILLIAMS, Robin. Design para quem não é design: noções básicas de planejamento visual. 3. ed. São Paulo: Calis, 2009.

Downloads

Publicado

01-12-2023

Como Citar

Frá Fernandes, F., Mariano da Rocha Barichello, E. M., & Rocha, R. e S. H. da. (2023). Relações Públicas e Design Thinking: experiências convergentes na prototipação de um e-book sobre gestão de eventos no pós-pandemia. Animus. Revista Interamericana De Comunicação Midiática, 22(49). https://doi.org/10.5902/2175497775344

Edição

Seção

Convergência e Distribuição Multiplataforma: reconfigurações da indústria criativa