O “lugar” das Relações Públicas na Indústria Criativa

Tiago Costa Martins

Resumo


A comunicação encontra, na indústria criativa, um campo profícuo para discussões científicas. Às relações públicas a problemática recai em percebê-la enquanto ciência ou arte e em posicioná-la na indústria criativa. A presente pesquisa, exploratória, bibliográfica e documental objetiva perceber tal posicionamento, discutindo a metodologia do Department for Culture, Media and Sport do Reino Unido. Conclui-se o artigo argumentando que as relações públicas, a partir das práticas, da ocupação profissional e da atividade econômica, são creative service providers da indústria criativa.

Palavras-chave


Indústria Criativa; Relações Públicas; Creative Service Providers

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/2175497732684 ';



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

 

Apoio

Universidade Federal de Santa Maria

Programa de Pós-graduação em Comunicação

Animus recebe apoio financeiro do edital

PRÓ-REVISTAS 2019 nº 046/2019

 

ANIMUS - Revista Interamericana de Comunicação Midiática

e-mail: revistaanimus@ufsm.br

Classificação Qualis-CAPES: A3

Temática classificada CNPQ: Comunicação: 6.09.00.00-8

DOI: 10.5902/21754977

Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.


Indexada em:

Compartilhe Revista Animus