LIMITES E POSSIBILIDADES DAS AÇÕES DE FORMAÇÃO CONTINUADA PARA O ENSINO FUNDAMENTAL DE NOVE ANOS

Daniele Ramos de Oliveira, Célia Maria Guimarães

Resumo


http://dx.doi.org/10.5902/198464447734

Apresentam-se resultados de pesquisa, que teve como um dos objetivos compreender os limites e possibilidades das ações de formação continuada desenvolvidas por uma Secretaria de Educação num município do interior de São Paulo para implantação da política do Ensino Fundamental de nove anos. Mediante a perspectiva do estudo de caso, foram utilizados questionários e entrevistas com professores, coordenadores e gestor da Secretaria de Educação. Constatou-se uma perspectiva “clássica” de formação, de nível informativo e prescritivo, em que o objetivo principal parece ser a atualização dos professores . Esta visão condiciona a prática de cursos isolados e pontuais que não favorece a formação de professores que estão em exercício profissional nem a implantação de uma política oficial, como o Ensino Fundamental de nove anos.


Palavras-chave


Ensino Fundamental de nove anos; Formação continuada de professores; Trabalho pedagógico.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/198464447734

CONTATO:

E-mail: revistaeducacaoufsm@gmail.com

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Centro de Educação - Lapedoc - Prédio 16
Av. Roraima, 1000 - Cidade Universitária
97105-900 - Santa Maria - RS, Brasil.
Telefone: +55 55 3220 8795

Link: https://periodicos.ufsm.br/reveducacao


ISSN Eletrônico: 1984-6444

DOI: http://dx.doi.org/10.5902/19846444

Qualis/Capes: Educação A1

Periodicidade: Publicação contínua

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

 

A Revista Educação (UFSM) agradece auxílio recebido por meio do Edital Pró-Revistas, da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, da Universidade Federal de Santa Maria. 

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International (CC BY 4.0).

Contador de visitas
click counter
Contador de visitas

Acessos a partir de 30/11/2016

____________________________________________________

    

SalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar