O estudo da educação ambiental com práticas pedagógicas nas escolas: um olhar para os desafios encontrados

Rosinei Teixeira Pereira, Katia Regina Benati

Resumo


O estudo traz resultados de uma revisão da literatura com o objetivo de analisar os desafios encontrados no estudo da Educação Ambiental com as práticas pedagógicas adotadas nas escolas. Para esse procedimento se baseou na coleta de dados secundários por meio da seleção de 25 documentos (artigos científicos, publicações acadêmicas). A metodologia de pesquisa foi documental exploratória objetivando relacionar, analisar, relacionar e comparar os documentos encontrados a fim de evidenciar as dificuldades enfrentadas pelas instituições quanto à efetivação das práticas , desde o ensino infantil até o médio. Dentre os desafios encontrados no estudo da Educação Ambiental com práticas pedagógicas nas escolas destaca-se: a falta de capacitação de professores para inovações de práticas pedagógicas; pouca inserção da interdisciplinaridade e transversalidade; utilização de Projetos sem continuidade que não alcançam o objetivo da Educação Ambiental como proposto nos PCNs. A pesquisa permitiu mostrar que as ações de Educação Ambiental ainda são incipientes nas escolas e que existe a necessidade de adequação dos currículos escolares, assim como a capacitação e formação continuada dos professores de diferentes áreas.


Palavras-chave


Interdisciplinaridade;práticas ambientais;temas transversais

Texto completo:

HTML PDF

Referências


ASSMANN, S. M. e CECCON, S. O que fazem as escolas que dizem fazer Educação Ambiental? Perfil dos professores nas escolas de ensino básico de Dourados-MS, Enciclopédia Biosfera, Centro Científico Conhecer - Goiânia, 2015, v.11, n.20,p. 579-591.

BOSA, C. R. e TESSER, H.C, B. Desafios da educação ambiental nas escolas municipais do município de caçador –SC. Revista Monografias Ambientais – REMOA,v. 14, n. 2, 2014, p. 2996 –3010. DOI: https://dx.doi.org/10.5902/223613089763

BRASIL. Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN): Temas Transversais. Brasília (BRASIL): MEC, 1998. 436 p.

BRASIL. LEI No 9.795, DE 27 DE ABRIL DE 1999, Dispõe sobre a educação ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências, Brasília,DF, abr 1999. Disponivel em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9795.htm . Acesso em: 29 mar. 2019.

BONOTTO, D. M. B. Formação docente em Educação Ambiental utilizando técnicas proletivas. Paidéia, 2005, v.15, n.32, p. 433 - 440.

BARBOSA, E. F.; MOURA; D. G. Metodologias ativas de aprendizagem na educação profissional e tecnológica. Boletim Tec. Senac, Rio de Janeiro, 2013, v.39, n.2, p.48-67.

CARVALHO, I. C. M. Educação ambiental: a formação do sujeito ecológico. 2.ed. São Paulo: Cortez Editora, 2008.

CARVALHO, I. C. O Centro de Pesquisa da Biodiversidade do Colégio Militar de

Salvador: espaço para promoção da educação ambiental. [Dissertação]: Universidade Católica de Salvador,2017,120p.

CUBA, Marcos Antônio. Educação Ambiental nas Escolas. ECCOM, v. 1, n. 2, p. 23-31, jul./dez., 2010. Universidade de FATEA, Lorena/SP.Disponível: http://fatea.br/seer/index.php/eccom/article/viewFile/403/259Acesso em: Acesso em: 31/07/2019

DIAS, G. F. Educação ambiental: princípios e prática. São Paulo: Gaia, 2010, 551p.

DIAS, D.O.S. e CARNEIRO, S M. M. 2016. Projeto Cidadão Ambiental Mirim: contribuições Educação Ambiental no ensino fundamental. Educação, Santa Maria, 2016, v. 41, n. 2, p. 399-410.

KINDEL. E.A.I. Práticas Pedagógicas em Ciências: espaço, tempo e corporeidade. Erechim: Edelbra, 2012. 128p.

LÔBO, K. O. Ações pedagógicas e concepções sobre Educação Ambiental: um estudo de caso. [Dissertação]. Fortaleza: Universidade Federal do Ceará, 2013. 113p.

OLIVEIRA. G.C.S, TONIOSSO. J. P Educação ambiental: práticas pedagógicas na educação infantil. Cadernos de Educação: Ensino e Sociedade, Bebedouro-SP, 2014, v. 1, n. 1, 30-43.

PAREDES, Joaquín y ARRUDA, Rogério Dias de.La motivación del uso de las TIC en la formación de profesorado en educación ambiental. Ciênc. educ. (Bauru) [online]. 2012, vol.18, n.2, pp.353-368. ISSN 1516-7313. http://dx.doi.org/10.1590/S1516-73132012000200008.

PAULA, Joaracy Lima de. Educação ambiental como elemento necessário à formação humana integral: tri- lhando caminhos possíveis na educação profissional. 2016. Disponível em: https://memoria.ifrn.edu.br/bits- tream/handle/1044/849/Joaracy%20Lima%20de%20Paula.pdf?sequence=1&isAllowed=y Acesso em 12 maio 2018

PAULA, Joaracy Lima de; PAULA, Joseara Lima de; HENRIQUE, Ana Lúcia Sarmento. O uso do stop--motion como prática pedagógica no ensino de geografia no contexto do emi. HOLOS, [S.l.], v. 3, p. 141- 149, set. 2017. ISSN 1807-1600. Disponível em: http://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/HOLOS/article/ view/5774. Acesso em: 29 maio 2018. Doi: https://doi.org/10.15628/holos.2017.5774.

PERES, M.C.L., BENATI, K. R., SILVA, P.M.S., AMORIM, V.E.P., DIAS, M.A. Sensibilização de alunos do ensino fundamental a partir de práticas ambientais no Parque Metropolitano de Pituaçu. Revista Monografias Ambientais, REMOA, Santa Maria, 2018v.17, e10, p. 1-8. DOI: 10.5902/2236130834625

REIGOTA, M.O que é Educação Ambiental. 2. ed. São Paulo: Brasiliense, 2009.

SATO, M. Educação Ambiental. São Carlos, RiMa, 2002.ed. São Carlos: Rima, 2002, 66p.

SANTOS, A. S. R dos. Educação Ambiental e o poder público. Disponível em: http://www.aultimaarcadenoe.com. br/educacao-ambiental/, 2000. Acesso 06 de junho de 2018.

SANTOS, T. F. ; MODESTO, M.A; ARAUJO, M. I. O. Da ilusão de movimento à composição de animações: stop motion na formação inicial de professores. In: 8° encontro internacional de formação de professores 9º fórum permanente de inovação educacional, 2015, Aracaju-SE. ESTADO, ESCOLA E SOCIEDADE NA PERSPECTIVA DA INTERNACIONALIZAÇÃO: desafios das políticas públicas docentes nos planos de educação, 2015.

SILVA, Marco (2001). Sala de aula interativa: a educação presencial e a distância em sintonia com a era digital e com a cidadania. In: CONGRESSO BRASILEIRO DA COMUNICAÇÃO, 24., 2001, Campo Grande. Anais do XXIV Congresso Brasileiro da Comunicação, Campo Grande: CBC, set. 2001.

SILVA, F.S.,TERÁN, A.F. Práticas pedagógicas na educação ambiental com estudantes do ensino fundamental.Experiências em Ensino de Ciências, 2018, v.13, n.5, p.339-351.

SILVA, A. S. A prática pedagógica da Educação Ambiental. Um estudo de caso sobre o Colégio Militar de Brasília[Dissertação], Brasilia:Universidade de Brasília(UnB),2012, 122p.

SOUZA, D. A. A Relação da Criança com o Meio Ambiente: A Educação Ambiental nos Contextos Escolares. 2004. 143 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Instituto superior de Estudos Pedagógicos, Rio de Janeiro, 2004.

TEIXEIRA.E.S, Bernartt.M., Pezarico.G. Formação de professores e práticas pedagógicas em Educação Ambiental. Revista de Ciências Humanas, Educação, Frederico Westphalen, 2014, v. 15, n. 25.

TOZONI-REIS, M. F. C. Educação Ambiental na escola: reflexão sobre as práticas dos professores.Revista Compemporânea de Educação, 2012, v.7, n.14, p. 243-255.

VENDRUSCULO, G. S., CONFORTIN, A. C., MANICA, K., ARESI, D. Concepção e práticas deprofessores sobre a Educação Ambiental em escolas públicas. Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, 2013, v. 30, n.2, p. 49-63.

VIANA, Raphael Gomes, SAMPAIO, Dayvid Resende, ARAGÃO, Robertson Farias. Reflexões sobre a política nacio- nal de educação ambiental como ferramenta de preservação do meio ambiente, 2016. Disponível em: https://jus. com.br/artigos/52317/reflexoes-sobre-a-politica-nacional-de-educacao-ambiental-como-ferramenta-de-preservacao-do--meio-ambiente. Acesso em: mai, 2018.

VIEIRA, Rosângela Souza. O papel das tecnologias da informação e comunicação na educação: um estudo sobre a per- cepção do professor/aluno. Formoso - BA: Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF), 2011. v.10, p.66-72.

VIRGENS, R. A. A. Educação Ambiental no ambiente escolar [Monografia]. Brasília: Universidade de Brasília e Universidade Estadual de Goiás, 2011. 26pPRODANOV, C. C.; FREITAS, E. C. D. Metodologia do trabalho científico: Métodos e Técnicas da Pesquisa e do Trabalho Acadêmico. 2ª. ed. Novo Hamburgo: Universiade Freevale, 2013. RIOS. Ética e interdisciplinaridade. In: FAZENDA, Ivani (org.). A pesquisa em educação e as transformações do conheci- mento. 2. ed. Campinas: Papirus, 1997. p. 121-136.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2001.

ZAKRZEVSKI, S. B., 2003a. Cenários da Trajetória da Educação Ambiental. In: A Educação Ambiental na escola: abordagens conceituais. Sônia Balvedi Zakrzevski (org.). Programa de Educação Ambiental Barra Grande. Laboratório de Educação Ambiental /LEA – URI – Campus de Erechim. Série Caderno Temáticos de Educação Ambiental. Caderno Temático 1. Erechim/RS. Edifapes, 132 p.il.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2236130838756

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.