EDUCAÇÃO AMBIENTAL: UM OLHAR SOBRE COMUNIDADES QUILOMBOLAS NA REGIÃO CENTRAL DO RIO GRANDE DO SUL

Paulo Edelvar Corrêa Peres, Beranice Farias de Moura, Jorge Orlando Cuellar Noguera, Paulo Romeu Moreira Machado

Resumo


O artigo tem por objetivo de levantar as questões ambientais e de saúde vivenciadas pelas comunidades quilombolas da região central do Estado do Rio Grande do Sul, buscando pesquisar e propor a execução de um programa de atenção às necessidades de saúde detectadas através de observações relacionadas à educação ambiental e saúde, para as comunidades quilombolas. O estudo descreve o Programa do governo Federal ProNEA-Programa Nacional de Educação Ambiental, PEAC –Programa de Educação Compartilhado da Secretaria do Estado do Rio Grande do Sul e o Projeto Pilão-Presença Negra no Campo, desenvolvido pela Universidade Federal de Santa Maria, UFSM. Faz referência em especial à Comunidade Quilombola de Ernesto Penna Carneiro, localizada no distrito de Palma, Santa Maria, RS. A atenção à Saúde da população com ênfase em educação ambiental. Para a realização da presente pesquisa utilizou-se de pesquisa bibliográfica e documentação fotográfica, bem como pesquisa de campo(observação). A última teve o caráter de comparar os estudos teóricos com a realidade da comunidade quilombola Ernesto Penna Carneiro.

 


Palavras-chave


Environmental Projects; Quilombos; Health

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/223613082291

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.