Filosofia, Pedagogia e Teatro – relatos e experimentos em territórios da educação

Diego José da Silva, Angela Zamora Guimarães Cilento

Resumo


Nosso relato de experiência partiu da curiosidade de entendermos as questões "como ensinar?" e "o que pode ser ensinado em filosofia”? Após algumas experiências e estudos sistemáticos assumimos posições teóricas acerca da perspectiva educacional, bem como sua avaliação. Tais experiências estão indissoluvelmente relacionadas ao PIBID: uma nova visão sobre o ensinar que se atualiza a todo instante. Isso nos permitiu tratar de noções cognitivas, emocionais e físicas que interferiram diretamente no corpo do sujeito/aluno, provocando gradualmente mudança qualitativa nos corpos e no ambiente da sala de aula com a prática teatral. Objetivamos aqui apresentar e reforçar a importância dessa prática na sala de aula, pois percebemos que todo esse movimento nos ofereceu perspectivas excitantes: além do ensino rigoroso dos conceitos, contemplou-se a plasticidade no ensino de filosofia; mais do que a apreensão cognitiva e conceitual, o aluno descobriu em si mesmo potencialidades até então latentes.

Palavras-chave


Educação; Ensino de Filosofia; PIBID; Teatro

Texto completo:

PDF

Referências


ANASTASIOU, L. D. G. C. (ORG.). Ensinar, aprender, apreender e processos de ensinagem. Joinville: UNIVILLE, 2004.

ARISTÓTELES. OS PENSADORES, Vol. 2: Ética a Nicômaco ; Poética; seleção de textos de José Américo Motta Pessanha. 4. ed. São Paulo : Nova Cultural, 1991.

BRANDÃO, J. De S. Mitologia Grega Vol. I. Petrópolis: Editora Vozes. 17ª Edição, 2002.

CERLETTI, A. O ensino de filosofia como problema filosófico. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2009.

CHARLOT, B. (ORG.) Os jovens e o saber: perspectivas mundiais. Porto Alegre: Artmed, 2001.

COURTNEY, R. Jogo, teatro e pensamento. São Paulo: Editora Perspectiva, 2006.

DELEUZE, G. GUATTARI, F. O que é a filosofia?

FABBRINI, R. N. O ensino de filosofia no 2° grau: uma “língua da segurança”. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-

Acessado em: 13 de Maio de 2013.

FAVARETTO, C. F. Notas sobre o ensino de filosofia. Disponível em:

http://filosofiapibidufabc.files.wordpress.com/2011/09/favaretto-sobre-o-ensino-defilosofia-1993.pdf. Acessado em 13 de Maio de 2013.

GELAMO, R. P. O ensino de filosofia no limiar da contemporaneidade: o que faz o filósofo quando o seu ofício é ser professor de filosofia? São Paulo: Cultura Acadêmica, 2009.

HOURDAKIS, A. Aristóteles e a Educação. São Paulo: Edições Loyola, 2001.

JAPIASSU, R. Metodologia do ensino de teatro. São Paulo: Papirus Editora, 5ª edição, 2006.

KOHAN, W. O. (ORG.). Filosofia: caminhos para seu ensino. Rio de Janeiro: Lamparina, 2008.

KOUDELA, I. D. Jogos teatrais. São Paulo: Editora Perspectiva, 2006.

MEC. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Superior. Parecer CNE/CES n° 492/2001, aprovado em 3 de abril de 2001. Diretrizes Curriculares Nacionais dos cursos de Filosofia, História, Geografia, Serviço Social, Comunicação Social, Ciências Sociais, Letras, Biblioteconomia, Arquivologia e Museologia. Diário

Oficial da União, Brasília, DF, 9 de julho de 2001. Seção 1, p. 50.

____. Portaria INEP n. 171, de 24 de agosto de 2005. Publicada no Diário Oficial de 26 de agosto de 2005, Seção 1, pág. 60. Filosofia.

____. Orientações Curriculares Para o Ensino Médio vol. 3: Ciências Humanas e suas Tecnologias/ Secretaria de Educação Básica. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2006. 133 p.

OSTROWER, F. Criatividade e Processos de Criação. Petrópolis: Vozes, 2010.

SAVATER, F. Perguntas da vida. São Paulo: Martins Fontes, 2011.

SPOLIN, Viola. Improvisação para o teatro. São Paulo: Perspectiva, 2005.




DOI: https://doi.org/10.5902/2448065720915

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Digital de Ensino de Filosofia - REFilo agradece auxílio recebido por meio do Edital Pró-Revistas, da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, da Universidade Federal de Santa Maria. 

_____________________________________________________________