DEFINIÇÃO DAS UNIDADES DE RELEVO NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO JAGUARI – OESTE DO RS

Vinicius Silveira dos Santos, Luís Eduardo de Souza Robaina, Romario Trentin

Resumo


Analisar as características físicas do relevo, superfície onde ocorre a interação homem e natureza, e entende-las, contribui na abordagem dos estudos ambientais voltados para o planejamento e manejo adequado do espaço geográfico. O presente trabalho, como objetivo de contribuir nos estudos ambientais, propõe a definição das Unidades de Relevo da Bacia Hidrográfica do Rio Jaguari, na região Oeste do Estado do Rio Grande do Sul, a partir de um banco de dados cartográfico georreferenciado. Nessa perspectiva, entender como o relevo se distribui, é imprescindível para as questões voltadas para uma gestão ambiental adequada.

Texto completo:

PDF

Referências


BOTELHO, R. G. M. Planejamento Ambiental em Microbacia Hidrográfica. In: Erosão e conservação dos solos: conceitos, temas e aplicações/ Antônio José Teixeira Guerra, Antônio Soares da Silva, Rosângela Garrido Machado Botelho (organizadores) – Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1999.

CHRISTOFOLETTI, A. Geomorfologia. 2ª ed. São Paulo: Edgard Blücher, 1980.

DE NARDIN, D; ROBAINA, L.E.S. Mapeamento de Unidades de Relevo no Oeste do RS: O caso da Bacia Hidrográfica do Arroio Miracatú. Anais do XI Simpósio Brasileiro de Geografia Física Aplicada – USP, 2005. p3576 – 3588.

DIAS. D.F. Proposta de Atlas Geoambiental para o município de Mata –RS. Trabalho de Graduação. Universidade Federal de Santa Maria, 2014. 131p.

HUGGETT, R.J. Soil landscape systems: A model of soil genesis. Geoderma, Amsterdan, v. 13, p. 1-22, 1975.

MACMILLAN, R. A.; SHARY, P. A., Landforms and landform elements in geomorphometry. In: HENGL, T. e REUTER, H. I. (eds), Geomorphometry-Concepts, Software, Applications. Developments in Soil Science, vol. 33, Elsevier, Amsterdam, 2009. Pag. 227-254.

MUÑOZ, V. A. Análise geomorfométrica de dados SRTM aplicada ao estudo das relações solo-relevo. Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, São José dos Campos, 2009. 112p. (INPE-15796-TDI/1531). Dissertação (Mestrado em Sensoriamento Remoto). - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais.

ROSS, J.L.S. O registro cartográfico dos fatos geomórficos e a questão da taxonomia do relevo. Revista do Departamento de Geografia, São Paulo, n º 6, 1992. p. 17-29.

SCCOTI, A.A.V; ROBAINA, L.E.S; TRENTIN, R. Compartimentação do relevo no município de Manoel Viana – RS. Subdivision of the relief in Manoel Viana municipally – RS. Ciência e Natura, Santa Maria. ISSN: 2179-460X, v. 35 n. 1 jul. 2013, p. 064-070.

TRENTIN, R; SANTOS, L.J.C; ROBAINA, L.E.S. Compartimentação geomorfológica da bacia hidrográfica do rio Itu – Oeste do Rio Grande do Sul – Brasil. Soc. & Nat., Uberlândia, ano 24 n. 1, 127-142, jan/abr. 2012.

TROEH, F. R. Landform equations fitted to contour maps. American Journal Science, v. 263, p. 616-627, 1965.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2236499423070

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Indexações e Bases Bibliográficas