ANÁLISE TEMPORAL DOS DESASTRES NATURAIS NA QUARTA COLÔNIA DE IMIGRAÇÃO ITALIANA – RS DE 1980 A 2013

Autores

  • Rafael Bilhan Freitas UFSM
  • Luis Eduardo de Souza Robaina UFSM

DOI:

https://doi.org/10.5902/2236499415232

Resumo

Os desastres, provocados por eventos naturais, que ocorrem em vários municípios do Rio Grande do Sul, revelam uma relação conflituosa que a sociedade desenvolve com a natureza. Este trabalho busca fazer uma análise espacial e temporal dos desastres naturais que ocorreram na região da Quarta Colônia de Imigração Italiana, localizada na região central do Estado do Rio Grande do Sul. As bases dos dados utilizadas são o trabalho de Reckziegel (2007) e o banco de dados disponibilizado pela Defesa Civil. Os municípios da região da Quarta Colônia foram afetados por noventa e oito acidente/desastres referentes a inundações, enxurradas, vendavais e precipitação de granizo, no intervalo temporal analisado (33 anos). Dos noventa e oito eventos registrados destaca-se que em sessenta e dois ou 63%, foi decretada Situação de Emergência.

 

Palavras-chave: Análise temporal, inventário, Quarta Colônia, desastres naturais.

 

DOI: 10.5902/2236499415232

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AMARAL, Rosangela do; RIBEIRO, Rodrigues Rogério: Inundação e Enchentes. In TOMINAGA, Lídia Keiko; SANTORO, Jair; AMARAL, Rosangela (orgs). Desastres Naturais: conhecer para prevenir. São Paulo: Instituto Geológico, 2009. p. 39-52

AYOADE, J. O. Introdução à Climatologia para os Trópicos. 4 ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1996, 332p.

BRASIL. MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL. Política Nacional de Defesa Civil. Brasília: Secretaria Nacional de Defesa Civil, 2007, 87p.

CASTRO, Antônio Luiz Coimbra de. Glossário de Defesa Civil: estudos de riscos e medicina de desastres. 2 ed. Brasília: Ministério do Planejamento e Orçamento/Departamento de Defesa Civil, 1999, 173p.

CASTRO, Antônio Luiz Coimbra de. Manual de Desatres: Desastres Naturais. Vol I. Brasília: Ministério da Integração Nacional, 2003, 174p.

DEFESA CIVIL. Como agir em caso de desastre, 2012. Disponível em < http://www.defesacivil.sc.gov.br/index.php/gestao-desastres/como-agir-em-caso-de-desastres.html > Acesso em: 10 mar. 2014.

FENALTI, Naiani Machado da Silva. Gaspar Silveira Martins e o Município “Silveira Martins”: Memória, Identidade e Patrimônio. Dissertação (Mestrado em Patrimônio Cultural) – Pró Reitoria de Pós Graduação e Pesquisa. UFSM, Santa Maria, RS.

HERRMANN, Maria Lúcia de Paula. Levantamento dos Desastres Naturais Causados por Adversidades Climáticas no Estado de Santa Catarina, Período 1980 a 2000. Florianópolis: [s.n.], 2001, 92p.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA – IBGE. Malha Digital 2010. Disponível em: <http://downloads.ibge.gov.br/downloads_geociencias.htm> Acesso em 10 jun. 2013.

KOBIYAMA, Masato. Prevenção de desastres naturais: conceitos básicos. Florianópolis: Ed. Organic Trading , 2006. 109p.

RECKZIEGEL, Bernadete Weber. Levantamento dos Desastres Desencadeados por Eventos Naturais Adversos no Estado do Rio Grande do Sul no Período de 1980 a 2005. 2007. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Programa de Pós-Graduação em Geografia, UFSM, Santa Maria - RS.

SARTORI, Maria da Graça Barros. Clima e Percepção. 2000. Tese (Doutorado em Geografia) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2000.

SARTORI, Maria da Graça Barros. A dinâmica do clima do Rio Grande do Sul: indução empírica e conhecimento científico. Terra Livre, Ano 19 - vol. I - n. 20. p. 27-49. São Paulo, 2003.

SARTORI, Maria da Graça Barros. A circulação atmosférica regional e os principais tipos de sucessão do tempo no inverno do Rio Grande do Sul. Santa Maria, Ciência e Natura, v.15, p.69-93, 1993.

SISTEMA NACIONAL DE DEFESA CIVIL – Sistema Integrado de Informações Sobre Desastres – S2ID.

Disponível em: <http://s2id.integracao.gov.br/>

Acesso em: 10 mar. 2014.

TOMINAGA, Lídia Keiko. Desastres Naturais: Por que ocorrem? In. Desastres Naturais Conhecer para prevenir. São Paulo: Instituto Geológico, 2012.

TUCCI, Carlos E. M. Água no meio urbano In Água Doce no Mundo e no Brasil. Águas doces no Brasil: capital ecológico, uso e conservação. 2ª edição. São Paulo: Escrituras Editora, 2002. 703p.

UNITED NATIONS INTERNATIONAL STRATEGY FOR DISASTER REDUCTION (UN–ISDR) – International Strategy for Disaster Reduction. 2009. Terminology on Disaster Risk Reduction. Disponível em http://www.unisdr.org. Acesso em Junho de 2013.

UNITED NATIONS INTERNATIONAL STRATEGY FOR DISASTER REDUCTION (UN-ISDR) – Living with Risk A global review of disaster reduction initiatives. United Nations. Geneva, Suiça. 2004. Disponivel em: < http://www.unisdr.org/files/657_lwr1.pdf > Acesso em 12 de Agosto de 2015.

ZERFASS, H. Geologia da Folha Agudo, SH.22-V-C-V. (Cartas, mapas ou similares/Mapa). Brasília: Instituto Geológico, 2007.

Downloads

Publicado

2015-11-03

Como Citar

Freitas, R. B., & Robaina, L. E. de S. (2015). ANÁLISE TEMPORAL DOS DESASTRES NATURAIS NA QUARTA COLÔNIA DE IMIGRAÇÃO ITALIANA – RS DE 1980 A 2013. Geografia Ensino & Pesquisa, 19(3), 89–108. https://doi.org/10.5902/2236499415232

Edição

Seção

Meio Ambiente, Paisagem e Qualidade Ambiental

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)