Sujeitos com deficiência no mundo do trabalho: discursos que marcam aparências e, por sua vez, capacidades?

Silvana Matos Uhmann, Maria Simone Vione Schwengber

Resumo


O tema do trabalho relacionado aos sujeitos com deficiência permite realizar problematizações com relação às marcas de diferença inscritas em seus corpos, e que, por sua vez, dão a possibilidade de discutir sobre discursos de aparências e capacidades desses sujeitos. Ao considerar que o mundo do trabalho traz a possibilidade de subjetivações através de experiências positivas e/ou negativas, é que fazemos a seguinte pergunta de pesquisa: Como os corpos marcados pela deficiência são percebidos no mundo do trabalho? Este artigo tem como objetivo problematizar o tema da inserção de pessoas com deficiência no mercado do trabalho a fim de perceber quais são os discursos que tencionam este processo. Como metodologia, sob a perspectiva foucaultiana e da análise do discurso, apresentamos imagens previamente selecionadas na web, de autoria de Ricardo Ferraz, para exemplificar experiências de trabalho que pode ser vivenciada por uma pessoa com deficiência física (cadeirante). Os resultados possibilitam pensar nos impasses que muitas vezes vivenciam as pessoas com deficiência dentro do mercado de trabalho, sendo percebidas muitas vezes pela ideia de falta, anormalidade, bem como relacionando à aparência de deficiência a limitações de suas capacidades. Como possibilidades destacamos o discurso midiático como instituinte de possíveis novos e encorajados comportamentos por formadores de opinião, ao somar ao discurso social que resiste em não aceitar funções menos qualificadas aos sujeitos que ocupam as cotas.


Palavras-chave


Pessoa com deficiência; mundo do trabalho; Educação Especial.

Texto completo:

PDF HTML

Referências


ARANHA, Maria Salete Fábio. Integração Social do Deficiente: Análise Conceitual e Metodológica. 1. ed. Ribeirão Preto: Sociedade Brasileira de Psicologia, 2001.

BAUMAN, Zygmunt. O Mal-estar da pós-Modernidade. 2. ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1998.

BRASIL. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo. Lei de Cotas nº. 8213: Dispõe sobre os Planos de Benefícios da Previdência Social e dá outras providências. Brasília, DF, 1991. 53p.

CARVALHO, Rosita Edler. Escola inclusiva: a reorganização do trabalho pedagógico. 2. ed. Porto Alegre: Mediação, 2010.

FISCHER, Rosa Maria Bueno. Foucault e a análise do discurso em educação. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 1, p. 197-223, nov. 2001.

FISCHER, Rosa Maria Bueno. Foucault revoluciona a pesquisa em educação?. Perspectiva, Florianópolis, n. 2, p. 371-389, jul./dez, 2003.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir: nascimento da prisão. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 2004.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade: o uso dos prazeres. 1. ed. Rio de Janeiro: Graal, 1987.

GOFFMAN, Erving. Estigma: la identidad deteriorada. 1. ed. Buenos Aires: Amorrortu, 1993.

GREINER, Christine. O corpo: pistas para estudos indisciplinares. 1. ed. São Paulo: Annablume, 2005.

LIMA, Michelle Pinto de; TAVARES, Nathália Vasconcelos; BRITO, Mozar José de; CAPPELLE, Mônica Carvalho Alves. O sentido do trabalho para pessoas com deficiência. Revista de Administração Mackenzie, v. 14, n. 2, p. 42-68, 2013.

LOURO, Guacira Lopes. Um corpo estranho: ensaios sobre sexualidade e teoria queer. 1. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2004.

MENDES, Eniceia Gonçalves. Perspectivas atuais da educação inclusiva no Brasil. In: ANAIS DO III ENCONTRO DE EDUCAÇÃO ESPECIAL DA UEM. 2006, Maringá. Anais... Maringá: Editora UEM, 2006. p. 15-35.

NASCIMENTO, Eliane de Souza. A educação e o encaminhamento para o trabalho das pessoas com deficiência. In: ANAIS do 18º EPENN - Encontro de Pesquisa Educacional do Norte e Nordeste. 2006, Maceió. Anais... Maceió: Universidade Federal de Alagoas, 2006. p. 78-93.

OMOTE, Sadão. Aparência e competência: uma relação a ser considerada na educação especial. 1. ed. Curitiba: Appris, 2014.

SKLIAR, Carlos. Pedagogia improvável da diferença: e se o outro não estivesse aí? 1. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2003.

VEIGA-NETO, Alfredo. Incluir para excluir. In: LARROSSA, Jorge. & SKLIAR, Carlos. (org). Habitantes de Babel: políticas e poéticas da diferença. Belo Horizonte: Autêntica, 2001. p. 105-118.




DOI: https://doi.org/10.5902/1984686X32843

CONTATO:

E-mail: revistaeducacaoespecial.ufsm@gmail.com

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Centro de Educação - Lapedoc
Av. Roraima, 1000 - Cidade Universitária
97105-900 - Santa Maria - RS, Brasil.
Telefone: +55 55 3220 8795

Link: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial

 

ISSN eletrônico: 1984-686X

DOIhttp://dx.doi.org/10.5902/1984686X

Qualis/Capes: Educação A2

Periodicidade: Publicação contínua

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

 

A Revista Educação Especial agradece auxílio recebido por meio do Edital Pró-Revistas, da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, da Universidade Federal de Santa Maria. 

 

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International (CC BY-NC 4.0)

Contador de visitas
click counter
Contador de visitas

Acessos a partir de 30/11/2016

__________________________________________________