A história de vida um sujeito com a Síndrome de Klinefelter

Michell Pedruzzi Mendes Araújo, Rogério Drago

Resumo


Este estudo objetiva compreender a história de vida de um sujeito com a Síndrome de Klinefelter, uma síndrome rara restrita ao sexo masculino. A metodologia utilizada para alcançar esse objetivo foi a história de vida, alicerçada pelos pressupostos da perspectiva sócio-histórica e no paradigma indiciário de Ginzburg. Nessa pesquisa, os encontros com um sujeito que possui a síndrome de Klinefelter são descritos e analisados, levando-se em conta os aspectos subjetivos. Nesses encontros, várias narrativas foram ouvidas para compor a história de vida do sujeito pesquisado: a do próprio Ramon, da sua mãe Marlene e das professoras da APAE e da Educação de Jovens e Adultos. Para colher os dados, recorreu-se às entrevistas biográficas semiestruturadas. Os dados obtidos foram analisados levando-se em conta o contexto histórico e social de Ramon, assim, foram observadas as relações dialógicas estabelecidas por Ramon com seus pares. Nesse sentido, a partir dessa pesquisa, pôde-se perceber que para além do biológico, Ramon é um ser social, cultural, que aprende, apreende e que, para além disso, muito ensina.

 


Palavras-chave


Síndrome; Special Education; Inclusão; Subjetividade; História de vida; Educação inclusiva; Educação especial; Klinefelter; Inclusion

Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, M. P. M. A síndrome de Klinefelter: Caracterização e pressupostos inclusivos. Revista FACEVV, n. especial, 1. sem. 2012.

ARAÚJO, M. P. M. Para além do biológico, o sujeito com a Síndrome de Klinefelter. 2014. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-graduação em Educação, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2014.

CARRASQUINHO, J. et al. (2006). Síndrome de Klinefelter – Caso Clínico e Revisão da Literatura. Acta Urológica. Vol.23, n.3, pp.71-74. Disponível em . Acesso em 10 de ago. 2012.

DRAGO, R. Fracasso escolar e subjetividade: Análise e intervenção numa sala de aula. 1999. Dissertação (Mestrado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade federal do Espírito Santo.

FREITAS, M. T. de A. A abordagem sócio-histórica como orientadora da pesquisa qualitativa. Cadernos de Pesquisa da Fundação Carlos Chagas. N. 116, jul. 2002.

GONZÁLEZ REY, F. O social na psicologia e a psicologia social. Petrópolis: Vozes, 2004.

GINZBURG, C. Mitos, emblemas e sinais: morfologia e história. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.

GLAT, R. Somos iguais a vocês: depoimentos de mulheres com deficiência mental. 2ª ed. Rio de Janeiro: 7Letras, 2009.

PADILHA, A. M. L. BIANCA O ser simbólico: para além dos limites da deficiência mental. 2000. Tese (Doutorado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Faculdade de Educação-Unicamp. Disponível em Acesso em: 23 de dezembro de 2013.

PARANÁ, D. O Filho do Brasil: de Luiz Inácio a Lula. São Paulo: Xamã, 1996.

PINO, A. As marcas do humano. São Paulo: Cortez Editora, 2005.

REGO, T. C. Vygotsky: Uma perspectiva histórico-cultural da educação. 21. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2010. 139 p.

SMITH, C. M.; BREMNER, W. J: Klinefelter Syndrome. Arch Intern Med, 158:1309-1314, 1998.

SOUZA, S. J. e. Dialogismos e alteridade na utilização da imagem técnica em pesquisa acadêmica: questões éticas e metodológicas. In: FREITAS, M. T. F.; SOUZA, S. J. e; KRAMER, S. Ciências Humanas e Pesquisa. 1. ed. São Paulo: Cortez, 2003.

THOMSON, A. Recompondo a memória. Questões sobre a relação entre a história oral e as memórias. Projeto História. São Paulo, v.15, p. 51-84, 1997.

VICENTE, C. M. C. Estratégias para o desenvolvimento de competências comunicativas de uma criança com síndrome de Klinefelter. 2011. 121p. Dissertação (Mestrado em Ciências da Educação – Educação Especial). Escola Superior de Educação Almeida Garrett, Lisboa, Portugal.

VYGOTSKY, L. S. The problem of the environment. In: VAN DER VEER, R.; VALSINER, J. (Org.). The Vygotsky reader. Oxford, UK: Basil Blackwell, 1994. P. 338-354.

VIGOTSKI, L. S. Obras escogidas V- Fundamentos de Defectologia. Madrid: Visor Distribuiciones, 1997.

VYGOTSKI, L. S. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

VYGOTSKI, L. S., LURIA, A. R. Estudos sobre a história do comportamento: o macaco, o primitivo e a criança. Porto Alegre: Artes Médicas, 1996.

VYGOTSKY, L. S. Teoria e método em psicologia. São Paulo: Martins Fontes, 2004.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1984686X23576

CONTATO:

E-mail: revistaeducacaoespecial.ufsm@gmail.com

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Centro de Educação - Lapedoc
Av. Roraima, 1000 - Cidade Universitária
97105-900 - Santa Maria - RS, Brasil.
Telefone: +55 55 3220 8795

Link: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial

 

ISSN eletrônico: 1984-686X

DOIhttp://dx.doi.org/10.5902/1984686X

Qualis/Capes: Educação A2

 

 

Periodicidade – Publicação contínua


O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

 

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International (CC BY-NC 4.0)

Contador de visitas
click counter
Contador de visitas

Acessos a partir de 30/11/2016

____________________________________________________