GERAÇÃO DE RESÍDUOS MADEIREIROS DO SETOR DE BASE FLORESTAL NA REGIÃO METROPOLITANA DE BELÉM, PARÁ

Wilson Fernandes Ramos, Maria de Lourdes Pinheiro Ruivo, Mário Augusto Gonçalves Jardim, Larissa Melo de Sousa

Resumo


A indústria de base florestal é relevante para a economia mundial, pois seus produtos primários e secundários são usados como matéria-prima para outros setores e serviços gerando emprego e renda para a população e tributos para o Estado. No Brasil, a indústria florestal se destaca pela riqueza em madeira, porém, gera elevada quantidade de resíduos. O objetivo do trabalho foi avaliar a quantidade e os fatores responsáveis pela produção de resíduos madeireiros das indústrias de base florestal da Região Metropolitana de Belém, Pará. Para tanto, foram consideradas um universo de 120 empresas que realizavam o processamento primário e secundário, bem como movelarias. Os dados foram coletados por meio de entrevistas semiestruturadas aplicadas em uma amostra de 31 empresas e observações in loco. As variáveis foram analisadas através da estatística descritiva e correlação de Pearson. Verificou-se que as empresas geraram um total de 12,3 mil m³/mês, com média de 398,9 m³/mês de resíduo. O número de espécies madeireiras influenciou na quantidade de resíduos. Conclui-se, que a partir da comparação com outras pesquisas com esse mesmo tema, que as empresas geram quantidade significativa de resíduo em consequência do número de espécies processadas.


Palavras-chave


produção; economia florestal; ambiente.

Texto completo:

PDF

Referências


BARBOSA, L. C. et al. Avaliação dos resíduos de uma serraria para a produção de celulose kraft. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 24, n. 2, p. 491-500, abr./jun. 2014.

BATISTA, D. C. et al. Desdobro de Eucalyptus grandis com motosserra, Parte 1–Análise do desempenho operacional. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 23, n. 3, p. 471-481, jul./set. 2013.

BATISTA, D. C. et al. Desempenho operacional de uma serraria de pequeno porte do Município de alegre, Espírito Santo, Brasil. Floresta, Curitiba, v. 45, n. 3, p. 487 - 496, jul./set. 2015.

BRAND, M. A. et al. Caracterização do rendimento e quantificação dos resíduos gerados em serraria através do balanço de materiais. Floresta, Curitiba, v. 32, n. 2, p. 247-259, abr./jun. 2002.

CASTRO, E. M. R.; SILVA, R. N. M. Setor madeireiro, dinâmica de atores e política florestal. In: VENTURIERI, A. (Ed.). Zoneamento ecológico-econômico da área de influência da rodovia BR 163 (Cuiabá-Santarém) diagnóstico do meio socioeconômico, jurídico e arqueologia. Belém: Embrapa Amazônia Oriental, 2007. v. 1. p.169-200.

CUNHA, A. B. et al. Determinação do rendimento de matéria-prima de Eucalyptus benthamii Maiden & Cambage por meio de diferentes métodos de desdobro. Revista Árvore, Viçosa, MG, v. 39, n. 4, p. 733-741, out./dez. 2015.

DONATO, C. J; TAKENAKA, E. M. M. O Aproveitamento de resíduos de madeira para o desenvolvimento sustentável. Periódico Eletrônico Fórum Ambiental da Alta Paulista, Tupã, v. 12, n. 4, 2016.

FINOTTI, A. R. et al. Uso energético de resíduos de madeira na cadeia produtiva de madeira /móveis e possibilidades de geração de créditos de carbono. In: PÓLO MOVELEIRO DA SERRA

GAÚCHA. Sistemas de gerenciamento ambiental na indústria moveleira. Caxias do Sul: EDUSP, 2006.

IBGE. Bases Cartográficas. Brasília: IBGE, 2010. Disponível em: . Acesso em: 20 fev. 2017.

LENTINI, M. et al. Fatos florestais da Amazônia. Belém: Imazon, 2005. 110 p.

LIMA, E. G.; SILVA, D. A. Resíduos gerados em indústrias de móveis de madeira

situadas no pólo moveleiro de Arapongas - PR. Floresta, Curitiba, v. 35, n. 1, p. 105-116, 2005.

LIMA, J. B.; SILVA, J. M. P. da. Dinâmicas econômicas e ordenamentos territoriais dos grandes projetos de mineração no estado do Pará, 2009-2014: o caso de Paragominas. GEOSABERES - Revista de Estudos Geoeducacionais, Fortaleza, v. 6, n. 3, p. 402-416, 2016.

MELLO, N. G. R.; ARTAXO, P. Evolution of the action plan for prevention and control of deforestation in the Brazilian Amazon. Revista do Instituto de Estudos Brasileiros, São Paulo, n. 66, p. 108-129, 2017.

NUNES, P. A.; MELO, C. O.; TEIXEIRA, D. A participação do setor madeireiro na

economia das microrregiões geográficas do Paraná – 2009. Revista Brasileira de

Agropecuária Sustentável, Viçosa, MG, v. 2, n. 1, p. 8-20, jul. 2012.

RAMOS, W. F. et al. Análise da indústria madeireira na Amazônia: gestão, uso e armazenamento de resíduos. Revista Brasileira de Ciências Ambientais, São Paulo, n. 43, p. 1-16, jan/mar. 2017.

RAMOS, W. F.; RUIVO, M. L. P.; SOUSA, L. M. Análise do aspecto produtivo das indústrias madeireiras de processamento primário da Região Metropolitana de Belém. Revista enciclopédia biosfera, Goiânia, v. 13 n. 24, p. 39-50, out./dez. 2016.

ROCHA, M. P. Técnicas de serrarias. In: OLIVEIRA, J. T. S.; FIEDLER, N. C.; NOGUEIRA, M. (Org.). Tecnologias aplicadas ao setor madeireiro. Jerônimo Monteiro: Suprema, 2007. p. 209-270.

SERVIÇO FLORESTAL BRASILEIRO; INSTITUTO DO HOMEM E MEIO

AMBIENTE DA AMAZÔNIA. A atividade madeireira na Amazônia

brasileira: produção, receita e mercados. Belém: [s. n.], 2010.

SEVERINO, A. J. Metodologia do trabalho científico. 23. ed. rev. e atual. São Paulo: Cortez, 2007.

SILVA, J. L. P. Aproveitamento de resíduos da indústria madeireira para geração de energia elétrica – o caso da empresa B K Energia Itacoatiara Ltda. no estado do Amazonas. 2011. Monografia (Especialização em Gestão da Indústria Madeireira e Moveleira) - Universidade Federal do Paraná, Departamento de Ciências Florestais, Curitiba, 2011.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE SILVICULTURA. Fatos e números do Brasil florestal. São Paulo: [s. n.], 2007. 110 p.

TUOTO, M. Levantamento sobre a geração de resíduos provenientes da atividade madeireira e proposição de diretrizes para políticas, normas e condutas técnicas para promover o seu uso adequado. Projeto PNUD BRA 00/20 - Apoio às Políticas Públicas na Área de Gestão e Controle Ambiental. Curitiba: PNUD, 2009.

VERISSIMO, A. et al. Áreas para a produção florestal manejada: detalhamento do macrozoneamento ecológico econômico do estado do Pará, 2006 (Relatório para o governo do estado do Pará). Belém: [s. n.], 2006.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1980509835341