SUPERAÇÃO DA DORMÊNCIA DE SEMENTES DE Sapindus saponaria L.

Rosemere dos Santos Silva, Edna Ursulino Alves, Riselane de Lucena Alcântara Bruno, Sueli da Silva Santos-Moura, Flávio Ricardo da Silva Cruz, Marina Matias Ursulino

Resumo


Sapindus saponaria L. (Sapindaceae) é uma espécie nativa do Brasil utilizada na recuperação de áreas degradadas e detém propriedades medicinais, mas a dormência das suas sementes dificulta a germinação e a obtenção de plântulas de forma rápida. O presente estudo teve por objetivo avaliar a eficiência de diferentes métodos na superação da dormência de sementes de Sapindus saponaria. Os tratamentos para a superação da dormência das sementes foram: testemunha - sementes intactas; imersão em ácido sulfúrico concentrado (H2SO4 96% P.A) por 60, 70, 80 e 90 minutos; imersão em ácido sulfúrico concentrado por 60, 70, 80 e 90 minutos seguido de embebição em água destilada à temperatura ambiente por 12, 24 e 36 horas; imersão em água a 70°C por 10 e 15 minutos seguida de exposição em geladeira (6°C) por 30 minutos; imersão em água a 70°C por 10 e 15 minutos seguida de exposição em freezer (-18°C) por 30 minutos; choque térmico mediante a exposição das sementes em estufa de circulação forçada de ar regulada a 70°C por 5, 10 e 15 minutos seguida de transferência para geladeira e freezer durante 30 minutos.  Para fins de comparação entre os tratamentos foram avaliados a porcentagem de emergência, velocidade e primeira contagem de emergência, comprimento de parte aérea e raiz primária, massa seca de parte aérea e raízes. A imersão das sementes em ácido sulfúrico por 80 minutos seguida de embebição em água por 24 horas é eficiente para superar a dormência, acelerar e promover a emergência e crescimento das plântulas de Sapindus saponaria.


Palavras-chave


dormência tegumentar; tecnologia de sementes; espécies florestais.

Texto completo:

PDF

Referências


ALBIERO, A. L. M.; BACCHI, E. M.; MOURÃO, K. S. M. Caracterização anatômica das folhas, frutos e sementes de Sapindus saponaria L. (Sapindaceae). Acta Scientiarum, Maringá, v. 23, n. 2, p. 549-560, 2001.

ALBUQUERQUE, K. S. et al. Métodos para a superação da dormência em sementes de sucupira-preta (Bowdichia virgilioides Kunth.). Ciência e Agrotecnologia, Lavras, n. 6, v. 31, p. 1716-1721, 2007.

ALVES, E. U. et al. Ácido sulfúrico na superação da dormência de unidades de dispersão de juazeiro (Zizyphus joazeiro Mart.). Revista Árvore, Viçosa, MG, v. 30, n. 2, p. 187-195, 2006.

ALVES, E. U. et al. Superação da dormência em sementes de Caesalpinia pyramidalis Tul. Revista Árvore, Viçosa, MG, v. 31, n. 3, p. 405-415, 2007.

AQUINO, A. F. M. A. G. et al. Superação de dormência em sementes de orelha de negro (Enterolobium contortisiliquum (Vell.) Morong.). Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, Pombal, v. 4, n. 1, p. 69-75, 2009.

ARAUJO NETO, A. C. et al. Ácido sulfúrico na superação da dormência de sementes de Adenanthera pavonina L. Scientia Plena, Sergipe, v. 8, n. 4, p. 1-5, 2012.

AVELINO, J. I. et al. Métodos de quebra de dormência em sementes de jucá (Caesalpinia ferrea Mart. ex Tul. var. ferrea). Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, Pombal, v. 7, n. 1, p. 102-106, 2012.

BRAGA, L. F. et al. Escarificação ácida, temperatura e luz no processo germinativo de sementes de Senna alata (L.) Roxb. Revista Brasileira de Plantas Medicinais, Botucatu, v. 12, n. 1, p. 1-7, 2010.

BRANCALION, P. H. S.; MONDO, V. H. V.; COELHO, A. D. L. Escarificação química para a superação da dormência de sementes de saguaraji-vermelho (Colubrina glandulosa Perk. – Rhamnaceae). Revista Árvore, Viçosa, MG, v. 35, n. 1, p. 119-124, 2011.

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Regras para análise de sementes. Brasília: MAPA; ACS, 2009. 395 p.

CARRIL, E. P. U.; GARCÍA, A. A. Metabolismo secundário de plantas. Reduca (Biologia). Serie Fisiologia Vegetal, Madrid, v. 2, n. 3, p. 119-145, 2009.

CARVALHO, N. M.; NAKAGAWA, J. Sementes: ciência, tecnologia e produção. 5. ed. Jaboticabal: FUNEP, 2012. 590 p.

COELHO, M. F. B. et al. Superação da dormência tegumentar em sementes de Caesalpinia ferrea Mart. ex Tul. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, Recife, v. 5, n. 1, p. 74-79, 2010.

CRUZ, E. D.; CARVALHO, J. E. U.; QUEIROZ, R. J. B. Scarification with sulfuric acido Schizolobium amazonicum Huber ex Ducke seeds – Fabaceae. Scientia Agrícola, Piracicaba, v. 64, n. 3, p. 308-313, 2007.

DAPONT, E. C. et al. Métodos para acelerar e uniformizar a emergência de plântulas de Schizolobium amazonicum. Revista Ciência Agronômica, Fortaleza, v. 45, n. 3, p. 598-605, 2014.

DUTRA, T. R. et al. Emergência e crescimento inicial da canafístula em diferentes substratos e métodos de superação de dormência. Revista Caatinga, Mossoró, v. 25, n. 2, p. 65-71, 2012.

FERREIRA, D. F. Sisvar 5.0: sistema de análises estatísticas. Lavras: UFLA, 2007.

FREIRE, J. M.; ATAÍDE, D. H. S.; ROUWS, J. R. C. Superação de dormência de sementes de Albizia pedicellaris (DC.) L.Rico. Floresta e Ambiente, Rio de Janeiro, v. 23, n. 2, p. 251-257, 2016.

GOEL, G.; MAKKAR, H. P. S.; BECKER, K. Changes in microbial community structure, methanogenesis and rumen fermentation in response to saponin-rich fractions from different plant materials. Journal of Applied Microbiology, Aberdeen, v. 105, n. 3, p. 770-777, 2008.

GRINBERG, P. S. et al. Avaliação da superação de dormência de sementes de Cupania vernalis Cambes. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO E PESQUISA EM ECOLOGIA, 3., 2012, Pelotas. Anais... Pelotas: UCP; CCVS, 2012. p. 1-4.

GUEDES, R. S. et al. Tratamentos para superar dormência de sementes de Cassia fistula L. Revista Biotemas, Floriánopolis, v. 26, n. 4, p. 11-22, 2013.

LIMA, J. S. et al. Métodos de superação de dormência em sementes de flamboyant (Delonix regia). Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, Pombal, v. 8, n. 1, p. 104-109, 2013.

LOPES, J. C. et al. Germinação de sementes de espécies florestais de Caesalpinia ferrea Mart. ex Tul. var. leiostachya Benth., Cassia grandis L. e Samanea saman Merrill, após tratamentos para superar a dormência. Revista Brasileira de Sementes, Brasília, v. 20, n. 1, p. 80-86, 1998.

LORENZI, H. Árvores brasileiras: manual de identificação e cultivo de plantas arbóreas nativas do Brasil. 4. ed. Nova Odessa: Instituto Plantarum, 2002. v. 1. 368 p.

MACHADO, J. S. et al. Tratamentos pré-germinativos para superação de dormência em sementes de angico. Cerrado Agrociências, Patos de Minas, n. 4, p. 27-34, 2013.

MAGUIRE, J. D. Speed of germination aid in selection and evaluation for seedling emergence and vigor. Crop Science, Madison, v. 2, n. 2, p. 176-177, 1962.

MARTINS, C. C. et al. Método de colheita e superação de dormência na qualidade fisiológica de sementes de Cassia ferruginea. Semina: Ciências Agrárias, Londrina, v. 33, n. 2, p. 491-498, 2012.

MARTINS, C. C. et al. Métodos de superação de dormência de sementes de barbatimão. Acta Scientiarum Agronomy, Maringá, v. 30, n. 3, p. 381-385, 2008.

MELO, M. G. G. et al. Superação de dormência em sementes de três espécies de Parkia spp. Revista Brasileira de Sementes, Londrina, v. 33, n. 3, p. 533-542, 2011.

MARGU, M. Saponinas e glicosideos de Sapindus saponaria: metodologias de análise por espectrometria de massas e relação com fungos endonfíticos. 133 f. Tese (Doutorado em Química Orgânica) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2002.

NASCIMENTO, I. L. et al. Superação da dormência em sementes de faveira (Parkia platycephala Benth.). Revista Árvore, Viçosa, MG, v. 33, n. 1, p. 35-45, 2009.

NAZÁRIO P.; FERREIRA, S. A. N. Emergência de plântulas de Astrocaryum aculeatum G.May. em função da temperatura e do período de embebição das sementes. Acta Amazonica, Manaus, v. 40, n. 1, p. 165-170, 2010.

OLIVEIRA, A. K. M. et al. Superação de dormência em sementes de Parkia gigantocarpa (Fabaceae – Mimosidae). Ciência Florestal, Santa Maria, v. 22, n. 3, p. 533-540, 2012.

PIVETA, G. et al. Qualidade sanitária e fisiológica de sementes de aroeira-preta (Lithraea molleoides) submetidas a métodos de superação de dormência. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 24, n. 2, p. 289-297, 2014.

REBOUÇAS, A. C. M. N. et al. Métodos para superação da dormência de sementes de quixabeira (Sideroxylon obtusifolium (Roem. & Schult.) T.D.Penn.). Ciência Florestal, Santa Maria, v. 22, n. 1, p. 183-192, 2012.

SANTOS, L. W. et al. Armazenamento e métodos para a superação da dormência de sementes de mulungu. Semina: Ciências Agrárias, Londrina, v. 34, n. 1, p. 171-178, 2013.

SOBRINHO, S. P. et al. Superação da dormência em sementes de mutamba (Guazuma ulmifolia Lam. – Sterculiaceae). Revista Árvore, Viçosa, MG, v. 36, n. 5, p. 797-802, 2012.




DOI: https://doi.org/10.5902/1980509833376

Licença Creative Commons