Ilustrações para uma metafísica da música a partir de Schopenhauer

Luan Corrêa da Silva

Resumo


Schopenhauer propõe, em O mundo como vontade e como representação, uma consideração metafísica da música, em oposição a sua consideração física. Mostra, a partir daí, de que maneira a música é expressão da própria essência do mundo e como é possível uma analogia do próprio mundo com ela. Essa tese, que influenciou de imediato pensadores e compositores – representando um salto importante para a compreensão do fenômeno da música – permite-nos refletir a música como não apenas uma expressão do humano, mas como constituinte dele; ou seja, permite-nos mostrar de que maneira a metafísica da música pode ser pensada enquanto uma disciplina independente do autor. Assim, torna-se possível mostrar a relevância do pensamento de Schopenhauer para as experiências contemporâneas da música e, então, inseri-lo de forma efetiva nas discussões atuais.

Palavras-chave


Metafísica; Música; Schopenhauer

Texto completo:

PDF

Referências


ABDOUNUR, Oscar João. Matemática e Música: O pensamento analógico na construção de significados. São Paulo: Escrituras Editora, 2006.

ATALLI, Jacques. Bruits – Essai sur l'économie politique de la musique. Paris: PUF, 1977.

BARBOZA, Jair. Schopenhauer. A decifração do enigma do mundo. São Paulo: Moderna, 1997.

BARBOZA, Jair. A metafísica do belo de Arthur Schopenhauer. São Paulo: Humanitas, 2001.

CAGE, John. De Segunda a um ano. Trad. Rogério Duprat revista por Augusto de Campos. São Paulo: Hucitec, 1985.

DAWKINS, Richard. O Relojoeiro Cego. Trad. Isabel Arez. Lisboa: Edições 70, 1988.

GROUT, Donald J.; PALISCA, Claude V., History of Western Music. Norton, Londres, 2001.

SCHOENBERG, Arnold. Harmonia. Prefácio, tradução e notas de Marden Maluf. São Paulo: Ed: UNESP, 2001.

SCHOPENHAUER, Arthur. Metafísica do Belo. Trad. de Jair Barboza. São Paulo: Ed. UNESP, 2003.

SCHOPENHAUER, Arthur. O Mundo como Vontade e como Representação. Trad. Jair Barboza. São Paulo: Ed. UNESP, 2005.

WISNIK, José Miguel. O som e o sentido. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2179378634142

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2010 Voluntas: Revista Internacional de Filosofia

Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial-Compartilha Igual 4.0 Internacional.