Residência pedagógica em Educação Infantil: uma experiência em formação de professores.

Edna Martins, Maria de Fátima Carvalho, Renata Marcilio Cândido

Resumo


O presente texto descreve uma experiência realizada em um Programa de Residência Pedagógica em Educação Infantil concebido e levado a efeito em uma universidade pública do Estado de São Paulo. Objetiva-se contextualizar detalhadamente como ocorre a imersão de residentes nas escolas-campo de Educação infantil, tomando como elementos de análise as inquietações, observações e reflexões registradas em cadernos de campo referentes aos anos de 2015, 2016 e 2017. Tal análise incide sobre as questões de maior abrangência relatadas pelos estudantes no processo cotidiano de estágio e versam sobre as temáticas: organização do espaço; rotina; gestão escolar; relação escola-família; o contato com a escrita a e diversidade na escola Conclui-se que tal experiência pode ser compreendida como forma de romper a dicotomia entre teoria/prática, apresentando-se como lugar de muitas vozes em diálogos correlatos à cultura escolar e à formação de professores com vistas a uma práxis educativa que possa ser calcada no respeito da escola pública de educação pela infância

Palavras-chave


Residência Pedagógica, formação de professores; estágio supervisionado.

Texto completo:

PDF

Referências


BARBOSA, Maria Carmem Silveira. Por amor e por força: rotinas na Educação Infantil. Porto Alegre: Artmed, 2006.

BRAGA, Elizabeth dos Santos. Vídeo, escritas, leituras, recordações: cultura e memória na sala de aula. GÓES, Maria Cecilia Rafael e SMOLKA Ana Luiza Bustamante. A significação nos espaços Educacionais – Interação social e subjetivação. Campinas. Papirus Editora,1997. p. 87-110.

BRUNO, Marilda Moraes Garcia. A construção da escola inclusiva: um a análise das políticas públicas e da prática pedagógica no contexto da educação infantil. Revista@mbienteeducação, v. 1, n. 2, p.56-67, 2008.

CASTRO, Marta Luz Sisson de. Formação do Diretor de Escola do Estado do Rio Grande do Sul: implicações para a prática. Educação, v. 32, n. 2, p. 114-121, 2009.

FEUERWERKER, Laura. Mudanças na educação médica e residência médica no Brasil. Interface comum saúde educação, vol. 2 n.3, p. 51-71, 1998.

FREITAS, Maria Teresa Assunção. A pesquisa de abordagem histórico-cultural: um espaço educativo de constituição de sujeitos. Revista Teias, v. 10, n. 19, p. 01-12, 2009.

GIGLIO, Célia Maria Benedicto. Residência Pedagógica como diálogo permanente entre a formação inicial e continuada de professores. In: DALBEN, A. et al. (org.). Convergências e tensões no campo da formação e do trabalho docente. Belo Horizonte: Autêntica, v. 1, p. 375-392, 2010

GIGLIO, Célia Maria Benedicto; LUGLI, Rosário Silvana Genta. Diálogos pertinentes na formação inicial e continuada de professores e gestores escolares. A concepção do Programa de Residência Pedagógica na UNIFESP. Cadernos de Educação, n. 46, p. 62-82, 2014.

MARINHO, César Henrique; MARTINS, Edna. Educação infantil e relações étnico-raciais: impactos da formação docente nas práticas educativas. Revista Educação e Cultura Contemporânea, v. 14, n. 34, p. 42-63, 2016.

MARTINS, Thaís Regina Miranda; SLAVEZ, Milka Helena Carrilho. Um estudo sobre programas de iniciação à prática profissional de professores no Brasil: o PIBID e o estágio de Residência. Ensino & Pesquisa, v. 13, n. 01, p. 29-41, 2016.

MARQUES, Danielle Vieira Aquino; MÜLLER, Fernanda. Experiências com blog na pesquisa e na formação inicial de professoras de educação infantil. ETD-Educação Temática Digital, v. 14, n. 1, p. 43-61, 2012.

MARTINS, E. Família e escola no contexto de um programa de residência pedagógica: um estudo a partir do enfoque histórico-cultural. Educação, Sociedade & Culturas, v. 37, p. 89-107, 2012.

MEKSENAS, Paulo. Sociologia da educação: uma introdução ao estudo da escola no processo de transformação social. São Paulo: Loyola, 2002.

MORETTI, Vanessa Dias; MARTINS. Edna Atividade de ensino, mediação e aprendizagem da docência na residência pedagógica: uma análise a partir da teoria histórico-cultural. Revista Contrapontos,v. 15 n. 3, p. 394-411, 2015.

MORETTI, Vanessa Dias. A articulação entre a formação inicial e continuada de professores que ensinam matemática: o caso da Residência Pedagógica da Unifesp. Revista Educação. Porto Alegre, 2011, v. 34, n. 3, p. 385-390, 2011.

NEVES, Vanessa Ferraz Almeida; CASTANHEIRA, Maria Lúcia; GOUVÊA, Maria Cristina Soares. O letramento e o brincar em processos de socialização na educação infantil brincadeiras diferentes. Revista Brasileira de Educação, v. 20, n. 60, p. 215-244, 2015.

NÓVOA, António. Os professores e as Histórias da Sua Vida. In: NÓVOA, António (org) Vidas de Professores. 2ª ed. Porto: Porto Editora, p. 18-30, 2000.

PARO, Vitor Henrique. A educação, a política e a administração: reflexões sobre a prática do diretor de escola. Educação e Pesquisa, v. 36, n. 3, p. 763-778, 2010.

POLADIAN, Marina Lopes Pedrosa. Estudo sobre o Programa de residência pedagógica da Unifesp: uma articulação entre Universidade e escola na formação de professores. Dissertação (Mestrado em Psicologia da Educação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, 2014.

ROSEMBERG, Fulvia. Educação infantil e relações raciais: a tensão entre igualdade e diversidade. Cadernos de Pesquisa, v. 44, n. 153, p. 742-759, 2014.

SILVA, Adriana; BUFALO, Joseane. O espaço na pedagogia da educação infantil: fábula, perversidade e possibilidade. In: Culturas infantis em creches e pré-escolas: estágio e pesquisa. Campinas, SP: Autores Associados, 2011.

TARDIF, Maurice. A profissionalização do ensino passados trinta anos: dois passos para a frente, três para trás. Educação e Sociedade, Campinas, SP, v.34, n.123, p. 551-571, 2013.

VYGOTSKY, Lev Semyonovich. Desarrollo de las funciones psíquicas superiores en la edad de transicion. in l. s. vygotski, obras escogidas iv: Paidología del adolescente. Madrid: Machado Libros, Tomo IV 1930/2006a




DOI: https://doi.org/10.5902/1984644435694

CONTATO:

E-mail: revistaeducacaoufsm@gmail.com

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Centro de Educação - Lapedoc - Prédio 16
Av. Roraima, 1000 - Cidade Universitária
97105-900 - Santa Maria - RS, Brasil.
Telefone: +55 55 3220 8795

Link: https://periodicos.ufsm.br/reveducacao


ISSN Eletrônico: 1984-6444

DOI: http://dx.doi.org/10.5902/19846444

Qualis/Capes: Educação A1

Periodicidade: Publicação contínua

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

 

A Revista Educação (UFSM) agradece auxílio recebido por meio do Edital Pró-Revistas, da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, da Universidade Federal de Santa Maria. 

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International (CC BY 4.0).

Contador de visitas
click counter
Contador de visitas

Acessos a partir de 30/11/2016

____________________________________________________

    

SalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar