O CORPO-GUERRILHEIRO NO CORPO-NAÇÃO: CONTAMINAÇÃO E ABJEÇÃO EM HERBERT DANIEL

Anselmo Peres Alós

Resumo


O que pretendo aqui é discutir e analisar o romance brasileiro Meu corpo daria um romance, escrito por Herbert Daniel (cuja extensa produção literária vem sendo solene e sistematicamente ignorada pelos estudos no campo da literatura brasileira) e publicado pela primeira vez em 1984. O foco da discussão é compreender como Daniel promove a articulação retórica entre corpo, desejo e revolução como conceitos fundamentais para uma visão emancipatória da sexualidade (em especial da homossexualidade masculina) no contexto de luta e resistência à ditadura brasileira ao longo do final do século XX. Há uma inegável dimensão cultural, discursiva (e até mesmo linguística) na composição da materialidade do corpo, e Herbert Daniel não está alheio a esse dado. Entretanto, cumpre ressaltar que dizer que a realidade humana só pode ser compreendida pela mediação da linguagem não implica negar, suspender ou não reconhecer a materialidade e a concretude do corpo como realidade vivida, como carnalidade. Seguindo aqui os argumentos de Elizabeth Grosz em Volatile bodies (1994), podemos pensar que, para Herbert Daniel, a compreensão do corpo se dá como algo concomitantemente imanente e transcendente. As representações do corpo através do discurso literário (bem como em outras modalidades artísticas) podem ser vistas como índice dos processos de transformação histórica, na medida em que inscrevem de maneira dialética as relações de subjetividade/objetividade e os processos de opressão, subordinação e subversão cultural. A literatura, particularmente, configurou-se ao longo da história ocidental como campo simbólico assombrado pela presença do corpo, tanto em termos de reiteração (mímesis) quanto em termos de subversão (rupturas de viés performativo).


Palavras-chave


corpo; gênero; nação; guerrilha; homossexualidade.

Texto completo:

PDF

Referências


Referências bibliográficas

AREDA, Felipe. A narrativa desarmada de Herbert Daniel. Caderno Seminal Digital (Rio de Janeiro, UERJ), ano 20, n. 21, v. 21, jan./jun. 2014. p. 141-167. Disponível em: . Acesso em: 26 de abril de 2016.

BORDO, Susan R. The flight to objectivity. Albany: State University of New York Press, 1987.

BOURDIEU, P. Les règles de l’art: genèse et structure du champ littéraire. Paris: Seuil, 1992.

BRAIDOTTI, Rosi. Nomadic subjects: embodiment and sexual difference in contemporary feminist theory. New York: Columbia University Press, 1994.

BRAUNSTEIN, Florence e PÉPIN, Jean-François. O lugar do corpo na cultura ocidental. Trad. de João Duarte Silva. Lisboa: Costa & Duarte Artes Gráficas Ltda., 2001.

BUTLER, Judith. Bodies that matter. London: Routledge, 1993.

BUTLER, Judith. Gender trouble. 10th Anniversary Edition. London: Routledge, 1999.

BUTLER, Judith. Undoing gender. London: Routledge, 2004.

CONNELL, R. W. Theorizing Gender. Sociology, n. 19, v. 2, 1985, p. 260-272.

CONNELL, R. W. Gender and power. Stanford: Stanford University Press,1987.

CONNELL, R. W. Masculinities. Berkeley: University of California Press, 1995a.

CONNELL, R. W. Políticas da masculinidade. Educação & realidade, v. 20, n. 2, 1995b, p. 185-206.

CONNELL, R. W. La organización social de la masculinidad. VALDÉS, Teresa y OLIVARRÍA, José (compiladores). Masculinidad/es: poder y crisis. Santiago: Ediciones de las Mujeres, 1997, p. 31-48.

CONNELL, R. W. The men and the boys. Berkeley: University of California Press, 2000.

CONNELL, R. W. and MESSERSCHMIDT, James W. Hegemonic masculinity: rethinking the concept. Gender & Society, v. 19, n. 6, 2005, p. 829-859.

COSTA JR., José Veranildo Lopes e SILVA, Roniê Rodrigues da. Meu corpo daria um romance rizomático. Raído, v. 12, p. 58-68, 2018. Disponívem em: . Acesso em: 20 de novembro de 2019.

DESCARTES, René. Discurso do método. Trad. Paulo Neves. Porto Alegre: L&PM, 2005.

DESCARTES, René. Meditações metafísicas. Trad. Homero Santiago e Maria Ermantina de Almeida Prado Galvão. São Paulo: Martins Fontes, 2011.

DANIEL, Herbert. Passagem para o próximo sonho: um possível romance autocrítico. Rio de Janeiro: Codecri, 1982.

DANIEL, Herbert. A síndrome do preconceito. In: DANIEL, Herbert e MICCOLIS, Leila. Jacarés & lobisomens: dois ensaios sobre a homossexualidade. Rio de Janeiro: Achiamé/Socci, 1983a. p. 121-133.

DANIEL, Herbert. O gueto desmistificado: preconceito e machismo entre os homossexuais. IstoÉ, São Paulo, p. 82-84, 27 de julho de 1983b (entrevista).

DANIEL, Herbert. A fêmea sintética. Rio de Janeiro: Codecri, 1983c.

DANIEL, Herbert. Meu corpo daria um romance. Rio de Janeiro: Rocco, 1984a.

DANIEL, Herbert. As três moças do sabonete. Rio de Janeiro: Rocco, 1984b.

DANIEL, Herbert. A síndrome dos nossos dias. Desvios, n. 5, Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1986a. p. 108-115.

DANIEL, Herbert. Duplo clandestino: homem de ação – mas tinha um segredo. Afinal, São Paulo, s.n., p. 20-21, 22 de julho de 1986b (entrevista concedida a Ali Kamel, Celso Fonseca e Valdir Sanches).

DANIEL, Herbert. Alegres e irresponsáveis abacaxis americanos. Rio de Janeiro: Espaço e Tempo, 1987.

DANIEL, Herbert. O primeiro AZT a gente nunca esquece. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 30 de setembro de 1990, p. 8-10.

DANIEL, Herbert. Vida antes da morte / Life before death. 2. ed. Rio de Janeiro: ABIA, 1994.

DANIEL, Herbert e PARKER, Richard. AIDS, a terceira epidemia: dois olhares se cruzam numa noite suja. São Paulo: Iglu, 1991.

DIAS, Cláudio José Piotrovski. A trajetória soropositiva de Herbert Daniel (1989-1992). Rio de Janeiro, 2012. 133 f. Dissertação (Mestrado em História das Ciências e da Saúde) – Casa de Oswaldo Cruz – Fiocruz, 2012.

DRAKE, R. The gay canon: great books every gay man should read. New York: Anchor Books, 1998.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade: a vontade de saber. Trad. Maria Thereza da Costa Albuquerque e J. A. Guilhon Albuquerque. São Paulo: Edições Graal, 2007.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir: nascimento da prisão. Trad. de Raquel Ramalhete. Petrópolis: Vozes, 1999.

GREEN, James. Além do carnaval: a homossexualidade masculina no Brasil do século XX. São Paulo: Edunesp, 2000.

GREEN, James N. e QUINALHA, Renan (Orgs.). Ditadura e homossexualidades: repressão, resistência e a busca da verdade. São Carlos: EdUFSCar, 2014.

GROSZ, Elizabeth. Volatile bodies: toward a corporeal feminism. Bloomington: Indiana University Press, 1994.

HABER, Stéphane et al. Cuerpos dominados, cuerpos en ruptura. Buenos Aires: Nueva Visión, 2007.

HUSSERL, Edmund. Ideias para uma fenomenologia pura. Trad. de Márcio Suzuki. São Paulo: Ideias e Letras, 2008.

KRISTEVA, Julia. Powers of horror: an essay on abjection. Transl. S. L. Roudiez. New York: Columbia UP, 1985.

MERLEAU-PONTY, Maurice. Fenomenologia da percepção. 2. ed. Trad. Carlos Alberto Ribeiro de Moura. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

MÍCCOLIS, Leila. O guerreiro da solidariedade. Publicado em quatro de agosto de 1999. Disponível em: . Acesso em: 1º de maio de 2016.

MIGNOLO, Walter. Local histories/global designs: coloniallity, subaltern knowledges and border thinking. 2nd Edition. Princeton: Princeton University Press, 2012.

MIGNOLO, Walter. The idea of Latin America. London: Blackwell, 2005.

ORSI, Ricardo. Herbert Daniel: a solidariedade e seus exílios. [Webpage destinada a preservar a memória de Herbert Daniel]. Disponível em: . Acesso em: 26 de abril de 2016.

PEREIRA, Rômulo Medeiros. Herbert Daniel e suas autobiografias: maneiras de cuidar si e não de se conhecer. In: RANGEL, M. de M.; PEREIRA, M. H. F.; ARAÚJO, V. L. de (Orgs.). Caderno de Resumos & Anais do 6º. Seminário Brasileiro de História da Historiografia. Ouro Preto: EdUFOP, 2012. Disponível em: . Acesso em: 23 de abril de 2016.

WOODS, Gregory. A history of gay literature: the male tradition. London: Yale University Press, 1998.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Letras

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

 

                      

 

                

 

                

 

    

  

   

 

  

 

 

                                     QUALIS/CAPES: Letras B2

                              ISSN Versão Impressa: 1519-3985

                              ISSN Versão Digital: 2176-1485



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.