MENINA TEM QUE SE TRANSFORMAR EM MENINO PARA JOGAR FUTEBOL?

Tadeu João Ribeiro Baptista, Renata Cetano Otesbelgue

Resumo


Este trabalho pretende compreender se há necessidade de masculinização da jogadora de Futebol. Para isto, o estudo esboça algumas lutas femininas para o ingresso no Futebol, salientando o gênero e a construção da sexualidade das jogadoras. Este estudo de caráter qualitativo e descritivo foi realizado com jogadoras de futebol de duas equipes amadoras adultas da cidade de Goiânia. Mediante os dados apresentados “finaliza-se o jogo e fecha-se a súmula”, deixando expectativas de que o preconceito, contra as mulheres que jogam Futebol seja repensado, mediante a apresentação do que é ser mulher e de todo processo vivenciado por elas, entendendo que na fala das jogadoras existem controvérsias sobre a necessidade de masculinização para que elas sejam reconhecidas no futebol.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/2316546410076



Avaliação Qualis Capes (2014):

B4- Educação Física / B3- Interdisciplinar e Psicologia / B5- Educação 

Periodicidade: contínua

ISSN: 2316-5464 online

DOI: 10.5902/23165464

email: kinesisrevista@ufsm.br


 

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.