Kinesis https://periodicos.ufsm.br/kinesis <p style="text-align: justify;"><span>A Revista <strong>Kinesis</strong> é um periódico de publicação contínua do Centro de Educação Física e Desportos da Universidade Federal de Santa Maria que tem por objetivo divulgar a produção inédita do conhecimento da Educação Física, nacional e internacional, no que tange aos aspectos pedagógicos, biológicos, comportamentais, socioculturais, históricos e políticos.</span></p> pt-BR <p>Os artigos deverão ser enviados em formato digital da plataforma SEER, através do endereço eletrônico: <a href="http://periodicos.ufsm.br/kinesis/index" target="_blank">http://periodicos.ufsm.br/kinesis/index</a>. Em caso de dúvida, entrar em contato com a equipe editorial através do e-mail <a href="mailto:kinesisrevista@ufsm.br">kinesisrevista@ufsm.br</a>. A autoria que publicar na Revista Kinesis concorda com os seguintes termos:</p><ul><li>Mantêm os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação;</li><li>Permitem e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal) já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado</li><li>Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de uso gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais.</li></ul> kinesisrevista@ufsm.br (João Francisco Magno Ribas) kinesisrevista@ufsm.br (Equipe Técnica) Fri, 12 Mar 2021 21:41:22 -0300 OJS 3.3.0.8 http://blogs.law.harvard.edu/tech/rss 60 Relação entre sintomas depressivos e nível de atividade física de adolescentes do ensino médio técnico do IFCE campus Canindé https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/65434 <p>O presente estudo tem como objetivo verificar a relação entre sintomas depressivos e nível de atividade física de adolescentes do ensino médio técnico do IFCE campus Canindé. Trata-se de um estudo de campo, descritivo, do tipo transversal e de abordagem quantitativa. Para avaliar os sintomas depressivos foi utilizado o questionário Inventário de Depressão Infantil (CDI) e para verificar o nível de atividade física foi utilizado o Questionário de Atividade Física (QAFA). Os resultados do estudo mostraram que 100% dos adolescentes da amostra apresentaram sintomas depressivos. Quanto ao nível de atividade física, 44.3% dos alunos mostraram-se ativos e 55.7% inativos. Conclui-se, portanto, que o teste de correlação aplicado às duas variáveis não apresentou correlação linear significativa, logo, a hipótese de correlação entre o nível de atividade física com sintomas depressivos entre os escolares dessa amostra não obteve associação estatística positiva.</p> Daiane Araujo de Sousa, Francisca Nimara Inácio da Cruz Copyright (c) 2021 Kinesis http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/65434 Mon, 27 Dec 2021 00:00:00 -0300 O trabalho com a diferença na Educação Física escolar https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/38837 <p>A identidade e a diferença se traduzem em declarações sobre quem está incluído e quem está excluído, quem está representado e quem não está representado nesta sociedade. Na esteira desta discussão temos como objetivo compreender como um professor que trabalha a partir do currículo cultural de Educação Física trata a questão da diferença. O presente trabalho caracteriza-se por ser um estudo de carácter qualitativo, sendo uma pesquisa do tipo bibliográfica. Consideramos que foram propostas situações pelo professor que buscaram valorizar as diferenças culturais, e assim, dar visibilidades há questões que por muito tempo foram escamoteadas nos currículos e nas escolas.</p> Hugo Cesar Bueno Nunes Copyright (c) 2021 Kinesis http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/38837 Mon, 27 Dec 2021 00:00:00 -0300 A proibição de chute após a cobrança do lateral ou escanteio modifica o comportamento de jogadores de futsal da categoria sub-09? https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/65135 O estudo objetivou comparar as propriedades de interação e as finalizações em jogos de futsal da categoria sub-09, com a permissão de gol (CT) e sem a permissão de gol (ST), por meio da “tiradinha” (chute direto ao gol após a cobrança de lateral). Foram analisados 10 jogos formais de futsal, seis ST e quatro CT. A <em>Social Network Analysis</em> e a análise notacional foram utilizadas para as análises. Os resultados apontaram maiores interações entre os jogadores nos jogos CT. Observou-se maior número de finalizações em situações originadas dos laterais e escanteios nos jogos CT. Conclui-se que a presença da “tiradinha”, nos jogos de futsal, na categoria sub-09, leva a um aumento da interação entre os jogadores e das finalizações provenientes desta regra. Apesar dos jogos ST apresentarem menores valores nas interações do que CT, sugere-se que treinadores possam utilizar esta regra para estimular a progressão dos jogadores na quadra. Rafael Gomes Macedo, Pedro Drumond Moreira, Gibson Moreira Praça Copyright (c) 2021 Kinesis http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/65135 Mon, 27 Dec 2021 00:00:00 -0300 Perfil dos atletas juniores de handebol das seleções brasileira e sueca https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/25918 <p>Este artigo objetivou comparar o perfil dos atletas juniores do handebol de seleções masculinas do Brasil e da Suécia, buscando compreender os diferentes contextos da modalidade. Para tanto, aplicamos um questionário com questões fechadas para os atletas da categoria Junior da seleção brasileira e sueca, durante o Mundial Junior de Handebol. Nossos resultados indicaram uma diferença na formação destes atletas, considerando o primeiro contato do handebol e a constituição do vínculo federativo, e na existência de remuneração entre atletas. Estes elementos indicam contribuir para que haja um melhor desenvolvimento da modalidade na Suécia, em relação ao Brasil, no período estudado.</p> Mariana Zuaneti Martins, Heloisa Helena Baldy dos Reis Copyright (c) 2021 Kinesis https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/25918 Fri, 12 Mar 2021 00:00:00 -0300 A teoria de Galperin no processo de ensino da Educação Física: contribuições e aproximações https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/41440 <p>Este artigo tem como pretensão relacionar a teoria de Galperin com a organização do ensino da Educação Física, de forma bibliográfica, explicando a formação de conceitos por meio das etapas de assimilação e dos princípios didáticos de Galperin. Para isso, dialogamos com a proposta teórico-metodológica da Educação Física Crítico-Superadora e a Teoria Histórico-Cultural. Concluímos que os conceitos se dão pela assimilação das etapas e princípios didáticos de Galperin, e a relação com a Educação Física acontece por dentro desse processo de ensino e aprendizagem.</p><p> </p> Rodrigo Souza Ramos, Bruno Dandolini Colombo, Vânia Vitório, Bruna Carolini De Bona, Isabela Natal Milak Copyright (c) 2021 Kinesis https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/41440 Fri, 12 Mar 2021 00:00:00 -0300 Gymnastikhøjskolen i Ollerup, das vivências iniciais a grande performance: um relato de experiência https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/44211 Este estudo teve como objetivo descrever a vivência em um programa de mobilidade acadêmica viabilizado pela <em>International Sport and Culture Association</em> (ISCA). Trata-se de um relato de experiência na escola dinamarquesa de ginástica <em>Gymnastikhøjskolen i Ollerup</em>, em Ollerup, Dinamarca. O intercâmbio teve duração de seis meses no primeiro semestre de 2018, cuja programação incluiu a prática e a realização de performances de ginástica. Dentre aspectos do ensino holístico da escola e a importância da internacionalização para o método ginástico Dinamarquês de Niels Bukh, a vivência agregou na minha formação pessoal e profissional. Ana Paula Dias de Souza, Andrize Ramires Costa Copyright (c) 2021 Kinesis https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/44211 Fri, 12 Mar 2021 00:00:00 -0300 Parkour: uma analítica para a educação física à luz da praxiologia motriz https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/44425 <p>O objetivo do estudo é analisar os elementos da lógica interna do parkour para o campo da Educação Física, a partir da Praxiologia Motriz. A investigação é descritiva, com abordagem qualitativa dos dados, do tipo teórica. Foi utilizada a teoria da ação motriz para análise da prática corporal parkour, a partir de suas principais características e singularidades na busca de uma melhor compreensão da sua lógica interna. Acreditamos que o parkour assume uma função relevante na Educação Física no que concerne a sua singularidade desafiadora e autônoma no trato corporal e na ocupação dos espaços, gerando vivências e aprendizagens nos diferentes percursos realizados e ambientes vividos nas situações psicomotrizes, comotrizes e de incertezas quanto ao meio. Concomitante, a Praxiologia Motriz avança na perspectiva de buscar novas e importantes possibilidades de criações e experiências motrizes para a área da Educação Física.</p><p><strong>Palavras-chave: </strong>Parkour; Lógica interna; Aprendizagem; Educação Física.</p> Andrey Peixoto de Brito, Rodrigo Wanderley de Sousa-Cruz, Rogério Luckwu dos Santos Copyright (c) 2021 Kinesis https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/44425 Fri, 12 Mar 2021 00:00:00 -0300 História da Educação Física das escolas públicas do município de Icó-CE: inserção e prática docente https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/53170 Este estudo objetivou constituir a história da Educação Física da Escola de 1º Grau Vivina Monteiro e do Grupo Escolar Professora Lourdes Costa, localizados no município de Icó-CE (Brasil), destacando a inserção e a prática docente nos primeiros anos de implantação. Para isso, desenvolvemos uma pesquisa de abordagem qualitativa de caráter histórico, tendo a História Oral como técnica. Assim, este estudo contou com o entrelaçamento da história oral de dois professores aposentados que lecionaram em ambas as escolas, e da análise de documentos. Na instituição de ensino Vivina Monteiro, a Educação Física foi inserida em 1976, e na Professora Lourdes Costa, em 1982. Nessas escolas, a prática docente da Educação Física pautava-se em atividades para melhoria dos níveis de aptidão física e o desempenho de habilidades motoras e esportivas. Essas constatações contribuem para a compreensão histórica da Educação Física nas escolas cearenses, permitindo reflexões críticas sobre a prática dos professores ao longo do tempo. Paulo Rogério de Lima, Sílvia Maria Nóbrega-Therrien Copyright (c) 2021 Kinesis https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/53170 Fri, 12 Mar 2021 00:00:00 -0300 A cultura material na educação física escolar: discurso e práxis https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/48383 <p>Pretendemos mostrar a relação entre o projeto educativo e a cultura material da EF. Utilizamos o método etnográfico a partir de um estudo de casos em um colégio público e em outro privado de Burgos, Espanha. Observamos as aulas de EF de um grupo de cada escola durante um ano escolar. Analisamos as lógicas interna e externa de 510 situações motrizes: 242 realizadas no colégio público e 268 no privado. Constatamos que prevalecem as situações motrizes com objeto, embora aquelas sem objeto são significativas no colégio privado. Os materiais utilizados são comprados, industrializados e específicos. No entanto, no colégio público são coloridos e atrativos, enquanto no privado são polivalentes, pouco sofisticados e antigos. Concluímos que a escola de Burgos se inclina a reproduzir a sociedade de consumo. Contudo, o colégio privado se distingue do público em uma cultura material menos presente e específica.</p> Flávia Carneiro Franco Copyright (c) 2021 Kinesis https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/48383 Fri, 12 Mar 2021 00:00:00 -0300 As representações históricas e constitutivas de Internacional e Grêmio no futebol gaúcho e seus enredos sociais https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/38485 O futebol, enquanto desporto de relevância social inconteste, tem permeado diferentes interpretações sobre as relações que acaba por gerar, estando entre estas as representações que definem aspectos importantes no imaginário popular. Com base em uma pesquisa exploratória e bibliográfica, no presente trabalho, buscou-se perceber as representações históricas e constitutivas no contexto do futebol gaúcho, tendo como atores principais os seus principais clubes (Grêmio e Internacional). Percebeu-se que as representações relacionadas às origens dos clubes, de acordo com as classes sociais envolvidas e com as formas de jogar futebol adotadas consolidaram o imaginário dos torcedores dos clubes, reforçando sua rivalidade entre e vivenciando aspectos a serem sempre retomados, apesar de que atualmente possam ser questionados com base em novas evidências. Vinícius Triches, Ancilla Dall´Onder Zat Copyright (c) 2021 Kinesis https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/38485 Mon, 17 May 2021 00:00:00 -0300 A sistematização do conteúdo Badminton: experiência de ensino do Estágio Supervisionado III e a organização dos ciclos de escolarização na proposta Crítico-Superadora https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/38944 <p>Por meio de uma pesquisa documental, objetivou-se verificar a apropriação de conhecimento dos alunos sobre o Badminton nas aulas de Educação Física. O estudo aponta que ao professor ter uma posição pedagógica de criticidade, contribuiu com a formação significativa dos alunos. Conclui-se a importância da disciplina de estágio obrigatório na formação acadêmica, e a relevância da sistematização dos conteúdos, por meio dos princípios curriculares do trato com o conhecimento e da organização dos ciclos de escolarização.</p> Richard Tschoseck de Oliveira, Bruno Dandolini Colombo Copyright (c) 2021 Kinesis https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/38944 Mon, 17 May 2021 00:00:00 -0300 Educação Infantil e Pedagogia Histórico- Crítica: apontamentos sobre a educação escolar https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/40597 <p>O texto apresenta como objeto de reflexão a educação infantil e as teorias pedagógicas do “aprender a aprender” atreladas ao construtivismo e pós-modernismo, que fazem parte de um processo intencional de desescolarização das crianças de zero a cinco anos. Como método de elaboração do conhecimento, utiliza-se o materialismo histórico dialético e a pedagogia histórico-crítica como arcabouço teórico/metodológico que permite compreender a essência do objeto. Enquanto resultados da pesquisa aponta-se que a pedagogia histórico-crítica é uma teoria do conhecimento contra-hegemônica que pode balizar o ensino da educação infantil, uma teoria que busca ascender e superar o senso comum através da apropriação do conhecimento elaborado na escola.</p> Fernanda Yully dos Santos Monteiro Copyright (c) 2021 Kinesis https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/40597 Mon, 17 May 2021 00:00:00 -0300 Reflexões sobre as concepções e expectativas de professores de Educação Física acerca de um curso de especialização em educação na cultura digital https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/43569 <p>Este artigo objetiva refletir sobre as concepções e expectativas de professores de Educação Física quanto a sua participação em um Núcleo de estudos, que aborda o componente curricular a partir da perspectiva da educação na cultura digital. Os dados produzidos para este estudo de caso de caráter qualitativo são oriundos de entrevistas semiestruturadas, realizadas com 10 professores/ cursistas. Para tratamento dos dados, foi utilizada a análise de conteúdo. Os resultados revelam expectativas ligadas à pouca familiaridade com as temáticas relacionadas à abordagem das tecnologias nas aulas de Educação Física, indicando, assim, a necessidade de investimentos em termos de formação continuada.</p> Juliano Silveira, Giovani De Lorenzi Pires Copyright (c) 2021 Kinesis https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/43569 Mon, 17 May 2021 00:00:00 -0300 A dimensão tática do Futsal na cobertura jornalística de uma mídia impressa de Santa Maria-RS (1990 - 1999) https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/54706 <p>A pesquisa busca identificar os sentidos atribuídos à dimensão tática do Futsal na cobertura midiática do jornal “A Razão”, da cidade de Santa Maria – Rio Grande do Sul – Brasil. Foi realizada pesquisa descritiva e exploratória, de análise de produto midiático, com abordagem qualitativa dos dados recolhidos nos arquivos impressos do jornal, de 1990 até 1999. Os resultados apontam o ganho de visibilidade tática do papel do goleiro no jogo a partir das modificações nas regras, da relação entre o individual e o coletivo, das estratégias na relação ataque e defesa e da metodologia de treino e desenvolvimento dos jogadores. As matérias trazem visibilidade à dimensão tática do jogo de Futsal, mas são apresentadas de forma superficial e fragmentada. <strong></strong></p><p align="center">Futsal’s tactical dimension in the news coverage of a santa-mariense journal (1990 - 1999)</p><p>The research seeks to identify the meanings attributed to the tactical dimension of futsal in the media coverage from Santa Maria-RS city newspaper <em>A Razão</em>. A descriptive and exploratory research was carried out, analyzing media product, with a qualitative approach to the data collected in the newspaper's printed files from 1990 to 1999. The results show a greater visibility for the tactics since the change of rules, the goalkeeper role in the game, the relationship between the individual and the collective, offensive and defensive relationship strategies and the players’ training and development methodology. The articles bring visibility to the tactical dimension of the futsal game, but are presented in a superficial and fragmented way.</p><p align="center">La dimensión táctica del fútbol sala en la cobertura de noticias de un periódico santa-mariense (1990 - 1999)</p><p>La investigación busca identificar los significados atribuidos a la dimensión táctica del fútbol sala en la cobertura mediática del periódico A Razão en la ciudad de Santa Maria /RS. Se realizó una investigación descriptiva y exploratoria, analizando el producto de los medios, con un enfoque cualitativo de los datos recopilados en los archivos impresos del periódico desde 1990 hasta 1999. Los resultados muestran que la táctica gana visibilidad a partir de los cambios en las reglas, el papel del portero en el juego, la relación entre el individuo y el colectivo, del estrategias en la relación de ataque y defensa y la metodología de entrenamiento y desarrollo de los jugadores. Los artículos aportan visibilidad a la dimensión táctica del juego de fútbol sala, pero se presentan de manera superficial y fragmentada.</p> Otávio Baggiotto Bettega, Cesar Vieira Marques Filho, Luís Felipe Nogueira Silva, Silvan Menezes Dos Santos Copyright (c) 2021 Kinesis https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/54706 Mon, 17 May 2021 00:00:00 -0300 Bullying e Educação Física escolar: uma revisão da produção científica https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/39031 O estudo objetivou revisar artigos originais sobre <em>bullying</em> nas aulas de Educação Física. As bases de dados consultadas foram: <em>Lilacs, Scielo, Medline/EBSCO, Scopus, SPORTDiscus e Web of Science.</em> Foram selecionados 12 artigos publicados entre os anos de 2010 e 2015. Os resultados indicam que a vitimização por <em>bullying</em> aparece associada a indivíduos com habilidades motoras limitadas, baixo desempenho motor e menor participação nas aulas de Educação Física. Evidencia-se, assim, a necessidade de realização de estudos de aprofundamento sobre o <em>bullying </em>e suas manifestações no contexto escolar, particularmente, nas aulas de Educação Física. Fabiano Fuchs, Alexandra Folle, Larissa Cerignoni Benites, Viviane Preichardt Duek Copyright (c) 2021 Kinesis https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/39031 Mon, 26 Jul 2021 00:00:00 -0300 Impacto da atividade física sobre a incontinência urinária - Revisão sistemática https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/40375 O objetivo deste estudo foi discutir o impacto da atividade física sobre a incontinência urinária feminina. Foi realizada uma revisão sistemática de ensaios clínicos, usando as bases de dados PUBMED, LILACS, PEDro e Scielo. Utilizou-se os descritores atividade física, esporte, incontinência urinária e mulheres para a busca. Foram incluídos estudos publicados entre 2005 e 2017, sendo excluídos ensaios em cobaias e duplicados nas bases. Os resultados mostraram que atividades de alto impacto estão relacionadas à incontinência urinária. A maior prevalência foi em praticantes de Jump de 25 a 76%. A prevalência geral de incontinência urinária em praticantes de atividade física ou desporto oscilou de 12,5 a 76%. Desta forma, conclui-se que a prática de atividade física impacta negativamente sobre o assoalho pélvico, e atividades de alto impacto são fortemente correlacionadas à incontinência urinária. Glaucineide Araújo Nunes de Souza, Fabiana Coalho Lino Marchesi, Loraine Laisa Gonçalves Mazeto, Erica Feio Carneiro Nunes, Gustavo Fernando Sutter Latorre Copyright (c) 2021 Kinesis https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/40375 Mon, 26 Jul 2021 00:00:00 -0300 Temáticas em Saúde na Prática Pedagógica de Professores de Educação Física de um Município do Estado de Alagoas (Brasil) https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/48226 <p>O ensino dos temas em saúde é uma das principais responsabilidades do professor de educação física na educação básica. As orientações para essa prática pedagógica já foram apontadas em documentos específicos, como nos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN’S) e na Base Nacional Comum Curricular (BNCC). O objetivo do artigo é identificar se os temas em saúde têm aparecido na prática pedagógica dos professores de educação física escolar da Educação Básica no Munícipio de Marechal Deodoro – AL. A amostra é composta por 20 docentes da rede pública municipal. Os dados foram coletados através de questionário semiestruturado <em>online</em> para os temas em saúde apresentados. Os resultados foram analisados a partir da estatística descritiva, expressos em média e desvio padrão. Observou-se que as dimensões de Atividade Física, Corpo e Saúde e Alimentação aparentaram escores mais positivos. Enquanto isso, os itens Comportamento de Risco, Controle do Estresse e Sociedade e Natureza apontaram para uma frequência regular. Já a dimensão Testes e Medidas foi aquela que apresentou os dados mais negativos.</p> Madson Marcondes Rocha, Antonio Filipe Pereira Caetano Copyright (c) 2021 Kinesis https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/48226 Mon, 26 Jul 2021 00:00:00 -0300 Barreiras e facilitadores percebidos por pessoas com deficiência praticantes de esportes https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/63869 Considerando a importância da inserção de pessoas com deficiência no esporte, objetivamos identificar as barreiras e os facilitadores para a prática esportiva de pessoas com deficiência inseridas nos projetos de extensão da Universidade Federal de Santa Catarina (Brasil). Para determinar as barreiras e os facilitadores foi aplicado um questionário a 19 participantes. Usou-se o teste qui-quadrado para avaliar a associação entre barreiras e facilitadores (p&lt;0,05). Os indicadores estatisticamente associados como facilitadores para a prática esportiva de pessoas com deficiência incluem a simpatia e conhecimento profissional, apoio da família e amigos e a ausência de constrangimento à prática. A presença de lesões, o clima e a distância do local da prática foram associados como barreiras. Desse modo, propiciar um ambiente de elevado apoio social, estabelecer cuidados para evitar lesões físicas e oferecer programas esportivos descentralizados, na cidade, parecem ser medidas importantes para a efetiva participação de pessoas com deficiência no esporte. Grazieli Maria Biduski, Morgana Lunardi, Mateus Rossato, Josefina Bertoli, Cintia de la Rocha Freitas, Bruna Barboza Seron Copyright (c) 2021 Kinesis https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/63869 Mon, 26 Jul 2021 00:00:00 -0300 “Conheço bem mais uma arte do outro lado do mundo que uma aqui do outro lado do rio”: luta Marajoara e reconhecimento em academias de ginástica https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/64667 O objetivo da pesquisa foi compreender como a lógica de funcionamento de academias de ginástica de Belém-PA (Brasil) influencia no reconhecimento e oferta da prática da Luta Marajoara. Constitui-se de pesquisa qualitativa com dados obtidos a partir de entrevistas semiestruturadas com professores de lutas e coordenadores de academias. Constatou-se ausência da prática da Luta Marajoara no espaço das academias investigadas e conclui-se que a condição para seleção das modalidades de lutas depende exclusivamente da demanda oriunda dos clientes, legitimando, portanto, o não reconhecimento da Luta Marajoara nas academias de ginástica. Outra conclusão foi a de que o mercado esportivo é um sistema determinante para o “gosto” de práticas de lutas mais reconhecidas que a Luta Marajoara, contribuindo para o esquecimento desta modalidade de luta autenticamente brasileira. Carlos Afonso Ferreira dos Santos, Welison Alan Gonçalves Andrade, Rogério Gonçalves de Freitas Copyright (c) 2021 Kinesis https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/64667 Mon, 26 Jul 2021 00:00:00 -0300 Teorias de currículo da Educação Física: o que dizem acadêmicos sobre as suas implicações na formação inicial docente https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/48587 <p>As teorias curriculares da Educação Física, dentro das discussões acadêmicas, são um campo de complexidade que atinge o universo profissional dos diferentes professores da área. Acreditamos que essa diversidade de teorias provoca implicações na formação profissional em Educação Física, configurando-se questão de debate, conflitos e dilemas entre os estudantes e professores. Com isso, buscamos analisar a compreensão dos acadêmicos, de um curso de Licenciatura em Educação Física, sobre as implicações das abordagens pedagógicas da área, para a sua formação profissional. A pesquisa caracteriza-se como do tipo qualitativa, com aspectos descritivos. O público-alvo foram acadêmicos de um curso de Licenciatura em Educação Física. Com eles, realizamos a entrevista semiestruturada. Os acadêmicos reconhecem que as abordagens desempenham a função de nortear a prática docente nos aspectos identitários e didático-metodológicos, mas sentem dificuldades em atrelar a sua prática pedagógica às abordagens, gerando mal-entendidos e situações conflitantes. </p><p><span style="font-size: 0.83em;"> </span></p> Amanda Raquel Rodrigues Pessoa, Marla Maria Moraes Moura, José Danilo Feitosa Ferreira Copyright (c) 2021 Kinesis https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/48587 Tue, 28 Sep 2021 00:00:00 -0300 A cultura popular e a formação profissional em educação física: um estudo no estado de Goiás (Brasil) https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/52856 <p>Verificou-se como os conteúdos referentes à cultura popular estão sendo apresentados nos currículos de graduação em Educação Física (modalidade bacharelado, presencial) no estado de Goiás, Brasil. Na primeira análise, foram diagnosticados os projetos político-pedagógicos dos 17 cursos ofertados, no estado, pelas Instituições de Ensino Superior, reduzindo para cinco a amostra final para a pesquisa. Concluiu-se que é possível encontrar a presença da cultura popular nos currículos de formação profissional em Educação Física, contudo, em sua maioria, estes conteúdos são tratados de forma hierarquizada, dissolvida e subjugada aos saberes científicos.</p> Katiane dos Santos Costa, Michelle da Silva Flausino, Ana Márcia Silva Copyright (c) 2021 Kinesis https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/52856 Tue, 28 Sep 2021 00:00:00 -0300 Peptídeo natriurético cerebral (BNP) e troponinas como biomarcadores de estresse do miocárdio em ciclistas: uma revisão narrativa https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/63218 O ciclismo é um esporte que tem atraído vários adeptos pelo mundo. A prática do ciclismo exige grandes adaptações neuroimunoendócrinas e cardiovasculares, de tal modo que o corpo mantenha a homeostase. Nesse contexto, biomarcadores de estresse miocárdico parecem sofrer alterações secundárias ao esforço físico do ciclista. O objetivo desse trabalho foi avaliar, em ciclistas, os valores de BNP, NT-proBNP e Troponina ultrassensível, relacionando alterações nesses biomarcadores à presença de lesões miocárdicas em exercícios de longa duração.<strong> </strong>Realizou-se uma revisão narrativa, que realizou busca ativa nas bases de dados Bireme, Pubmed, MedLine, SciELO e LILACS. Foram analisados 7 artigos que atenderam aos critérios metodológicos do estudo. Os estudos demonstram que os atletas de ciclismo estão predispostos a valores mais elevados de BNP, NT-proBNP e Troponina ultrassensível durante o exercício que os indivíduos não praticantes de exercícios de resistência; contudo, não se evidenciam alterações no músculo cardíaco em curto prazo. Tiago José Nardi, Pedro Augusto Morello Cella, Patrícia de Moraes Costa, Thalisson Lemos de Medeiros, Mário Augusto Chagas Rother, Clandio Marques, Marcelo Haertel Miglioranza Copyright (c) 2021 Kinesis https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/63218 Tue, 28 Sep 2021 00:00:00 -0300 Prática pedagógica e docência: o olhar do professor de educação física no enfrentamento da Covid-19 https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/64306 Este artigo apresenta a prática pedagógica da educação física, durante período de isolamento imposto pela pandemia de Covid-19, a partir da percepção docente. A pesquisa qualitativa foi realizada com 69 professores de educação física do estado do Mato Grosso do Sul, Brasil, atuantes na educação básica durante a pandemia. Para construção dos dados foi aplicado um questionário <em>on-line</em> com informações sobre a compreensão da prática pedagógica desses professores. Os dados apontaram experiências positivas com as novas práticas pedagógicas adotadas no período de isolamento, contudo, uma classe de professores aponta que enfrenta dificuldades e não acredita nas adaptações das aulas nessas condições. Considera-se que, à medida que a doença causada pelo novo coronavírus se espalha pelo mundo, e ameaça o sistema econômico e social, gestores e educadores precisam se preparar para ensinar e apoiar os alunos diante de qualquer dificuldade apresentada, dispondo-se a enfrentar os possíveis e significativos impactos de longo prazo na educação. Rogério Zaim-de-Melo, Deyvid Tenner de Souza Rizzo, Edineia Aparecida Gomes Ribeiro Copyright (c) 2021 Kinesis https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/64306 Tue, 28 Sep 2021 00:00:00 -0300 Netnografia da natação e das práticas corporais aquáticas na educação física escolar https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/64961 Esta pesquisa buscou responder à seguinte questão: como as práticas corporais aquáticas e a natação, em específico, enquanto conteúdos de ensino da educação física escolar, são difundidas no ciberespaço das redes sociais? Assume como objetivo discutir e analisar, a partir da netnografia, o lugar das práticas corporais aquáticas/natação no âmbito da educação física escolar. Para tanto, realizou-se uma netnografia nas redes sociais <em>Facebook</em>, <em>Instagram</em>, <em>Twitter</em>, <em>LinkedIn </em>e <em>Youtube</em>. Os resultados sinalizam para um contexto de incipiência no que tange ao processo de ensino aprendizagem envolvendo a natação em âmbito escolar e difundidas no ciberespaço. No entanto, nota-se a difusão do ensino desse conteúdo a partir das rotinas de sequências pedagógicas compostas de conteúdos que priorizam o domínio técnico gestual dos quatro nados clássicos. Há também uma prevalência do ensino desse conteúdo nos cotidianos das escolas particulares, todavia em formato de escolinhas e como propaganda extracurricular. Murilo Nazario Copyright (c) 2021 Kinesis https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/64961 Tue, 28 Sep 2021 00:00:00 -0300 Perfil do comportamento de escolares vítimas de bullying e de agressores https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/64968 O estudo objetivou identificar o perfil do comportamento de escolares vítimas de <em>bullying</em> e de agressores, comparando possíveis diferenças entre os sexos. Estudo transversal com 200 escolares, de ambos os sexos, com idades entre 9 a 15 anos. Para a coleta de dados, utilizou-se um questionário com perguntas relacionadas ao <em>bullying</em>. Os dados foram analisados no programa SPSS v. 23.0, considerando um nível de significância de p&lt;0.05 e expressos em frequência absoluta e relativa. Em sua totalidade, observou-se elevado percentual de escolares que já sofreram algum tipo de agressão (55,5%), tendo como principal forma a verbal (25,0%), e ocorrendo principalmente no recreio escolar (27,5%). Um menino foi o mais citado como agressor (25,5%). Os achados indicam alta prevalência do <em>bullying</em> escolar tanto para vítimas quanto para agressores e, dessa maneira, destacam a necessidade de ações sociais voltadas à prevenção de atos agressivos e a promoção da convivência escolar de forma saudável e amistosa. Ismael Schenkel, Leticia Borfe, Heloisa Elesbão, Sandra Mara Mayer Copyright (c) 2021 Kinesis https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/64968 Tue, 28 Sep 2021 00:00:00 -0300 Produção científica em educação física: estudos sobre o ensino do skate na escola https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/65761 Este texto apresenta resultados da primeira etapa de um projeto de pesquisa que visa construir uma proposta pedagógica para o ensino do <em>skate</em> nas aulas de Educação Física na escola. Para tanto, o objetivo foi conhecer o “estado da arte” das produções científicas, da área da Educação Física, que contemplavam o tema abordado. A pesquisa realizou o levantamento da produção de conhecimento científico através de uma revisão bibliográfica, em bancos de dados previamente estabelecidos, contemplando: 1) artigos científicos publicados em periódicos; e 2) produções em programas de pós-graduação. Os resultados indicaram dois artigos científicos e quatro dissertações que referiam-se direta ou indiretamente ao ensino do skate nas aulas de Educação Física na escola. Os resultados parciais indicaram que o <em>skate</em> ainda é uma prática corporal de aventura com poucos estudos e pesquisas sobre seu ensino nas aulas de Educação Física na escola. Larissa Beraldo Kawashima, Marcos Roberto Godoi, Carlos Eduardo Ferreira da Silva, Mayla dos Santos de Oliveira, Ketlyn Inaiá Pereira de Almeida Copyright (c) 2021 Kinesis https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/65761 Tue, 28 Sep 2021 00:00:00 -0300 Levantamento da produção sobre sociedade, cultura e Educação Física em periódicos brasileiros da Educação Física (1999-2019) https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/65776 O artigo apresenta um levantamento de dados que explicita a produção de conhecimento científico e pedagógico quando relacionamos a Educação Física (EF) brasileira aos aspectos sociais e culturais, evidenciando a aproximação do campo da EF aos conhecimentos das Ciências Humanas e Sociais. Assim, neste estudo, de natureza qualitativa e de caráter descritivo, do tipo documental, realizamos a identificação, quantificação e sistematização do volume de artigos e estudos encontrados nos periódicos brasileiros de EF, referentes ao período compreendido entre 1999 a 2019, os quais foram agrupados em 10 eixos temáticos. Também identificamos os principais agentes da EF brasileira que produzem e veiculam conhecimento pedagógico e sociocultural no campo da EF, bem como, os principais pensadores sociais acionados pelos agentes brasileiros em suas publicações, o que torna possível a existência do conhecimento das Humanidades no contexto da EF, ampliando as condições de possibilidades investigativas, pedagógicas e formativas da EF brasileira. Cristiano Mezzaroba, Lucas Vinicius Araujo Lisboa Copyright (c) 2021 Kinesis https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/65776 Tue, 28 Sep 2021 00:00:00 -0300 O futebol no centro de atenção psicossoical (CAPS): relato de experiência https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/65584 <p>O tratamento de usuários de um Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) pode ser feito de várias formas, sendo uma delas as práticas corporais, entre as quais se insere o futebol, pois este esporte, ainda que na dimensão do lazer, traz possibilidades educativas e de saúde. Este relato de experiência tem o objetivo de expor os CAPSs como campo de estágio e intervenção profissional da área de Educação Física (EF) e, mais ainda, de demonstrar como o futebol pode ser um ótimo recurso de tratamento para esses usuários.<br />Foi feita pesquisa participante das aulas de futebol, por parte de um estagiário do curso de bacharelado em Educação Física, no segundo semestre de 2019, uma vez que ele observava e intervia no “Grupo de Futebol” planejando e discutindo, com o professor orientador do estágio e o professor do CAPS, as atividades que seriam aplicadas. O foco deste relato de experiência foi demonstrar como as práticas corporais possibilitam a interação profissional/ usuário, permitindo acompanhar as atividades como os<br />jogos, além de demonstrar as contribuições para o grupo, como a redução do embotamento afetivo, a maior participação da atividade, uma melhoria nas habilidades técnicas. Identificou-se que o futebol pode trazer contribuições para o tratamento dos usuários em relação aos transtornos que apresentam, principalmente no que se refere à sociabilidade, volição e às potencialidades.</p> Murillo Henrique Santana, Márcio Vinícius Brito Cirqueira, Tadeu João Ribeiro Baptista Copyright (c) 2021 Kinesis http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/65584 Mon, 27 Dec 2021 00:00:00 -0300 Formação continuada com professores de educação infantil de escolas municipais de ensino fundamental de Santa Maria: o brincar e as experiências corporais https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/65683 <p dir="ltr"><span>Este texto resulta da análise do processo de formação continuada de professoras de Educação Infantil (EI) de Escolas Municipais de Ensino Fundamental de Santa Maria – RS, em projeto de extensão da Universidade Federal de Santa Maria cujo foco foi o brincar e as experiências corporais na infância. Trabalhou-se em ambiente virtual, com uso de narrativas produzidas pelas professoras participantes, articulando-se memórias de suas experiências na infância às suas práticas pedagógicas com a EI e concepções de infância que orientam sua docência. As videoconferências, rodas de conversa e produção escrita, pautaram-se por uma relação dialógica, culminando com um seminário virtual no qual foram compartilhadas experiências pedagógicas e produções resultantes da formação. Constatou-se uma repercussão sobre o processo formativo de licenciandos, mestrandos e docentes que atuaram na organização e realização do projeto, para além das professoras participantes.</span></p> Amanda Beatriz Eich, Juliana Picolotto, Maria Cecília da Silva Camargo Copyright (c) 2021 Kinesis http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/65683 Mon, 27 Dec 2021 00:00:00 -0300 Das “profundezas do espaço”: considerações sobre o jogo de futebol de um ponto de vista da teoria espacial e corporal https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/66702 <p>A fenomenologia, enquanto filosofia, esclarece muitos e grandes temas relacionados à eventos e condições humanas e que muito dizem respeito ao campo da Educação Física e dos Esportes. No presente artigo, os autores fazem uma pequena incursão teórica nessa filosofia sobre a temática do Espaço e apresentam esse olhar fenomenológico para o campo de jogo, no caso do futebol, e a formação profissional em Educação Física. Com isso, tem-se, como consequência didática, acima de tudo, que os jogos ensinados e aprendidos, a partir dessa compreensão, seguem o princípio do “aprender brincando”, e não “aprender se adaptando às destrezas técnicas”. Didaticamente falando, podemos dizer, então, que o ensino dos jogos esportivos segue o princípio dos “conceitos abertos do ensino de jogos”.</p> Elenor Kunz, Reiner Hildebrandt-Stramann, Aguinaldo Surdi Copyright (c) 2021 Elenor Kunz http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/66702 Mon, 27 Dec 2021 00:00:00 -0300 Reflexões sobre estágio na formação de professores de Educação Física: o Ensino Médio em questão https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/38784 <p>Este trabalho tece reflexões sobreo planejamento e supervisão de processos de Estágios Supervisionados na formação inicial em Educação Física, no Ensino Médio. Discutem-se os sentidos formativos do estágio na formação de professores, a importância do reconhecimento das peculiaridades históricas e sociais da “escola jovem” no Brasil e a reflexão da função social da Educação Física no Ensino Médio. Apontam-se reflexões e princípios orientadores para o planejamento e supervisão dos processos de estágio no Ensino Médio com a Educação Física, a fim de contribuir com o debate sobre a formação de professores.</p> Márcia Cristina Rodrigues da Silva Coffani Coffani Copyright (c) 2021 Kinesis https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/38784 Fri, 12 Mar 2021 00:00:00 -0300 A Educação Física escolar e seus dilemas contemporâneos: há pouca experiência nas experiências? https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/44054 Este estudo procura analisar possíveis contribuições que a discussão filosófica sobre experiência traz para se pensar o ensino das práticas corporais na escola. Para isso, o texto recorre às análises sobre a (re)configuração da categoria experiência na modernidade e defende, no âmbito da Educação Física, que se pense a experiência a partir de um viés enriquecedor: menos centralizado em um ensino fechado/instrumental e mais preocupado com um ensino das práticas corporais de maneira aberta/inesperada. Nesse sentido, o estudo sugere que a tríade práticas corporais/experiência/Educação Física pode enriquecer as experiências corporais, dando um novo sentido à aprendizagem. George Ivan da Silva Holanda, Gabriel Carvalho Bungenstab Copyright (c) 2021 Kinesis https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/44054 Fri, 12 Mar 2021 00:00:00 -0300 Variação na carga de treinamento de força: Ainda há muito para se explicar https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/40978 <p>Estudos demonstraram que as variações periódicas na carga de treinamento de força são mais eficientes para promover força muscular em comparação a treinamentos que não variam a carga ao longo do tempo. Essa variação ocorre pela manipulação das variáveis de um programa de treinamento, como a intensidade, volume, velocidade das ações musculares e ordem dos exercícios. Embora as evidências apontem a superioridade do treinamento variado, não está claro como os processos que influenciam a produção de força são afetados quando o treinamento é realizado com variação de carga. Conhecer os mecanismos desencadeados pela variação da carga ao longo do tempo pode levar a treinamentos mais específicos aos objetivos desejados. Assim, objetivamos discutir os mecanismos centrais e periféricos que influenciam o processo de produção de força e gerar insights para novas investigações que visem comparar o desenvolvimento da força entre os variados e não variados programas de treinamento de força.</p> Gustavo Ferreira Pedrosa, Tércio Apolinário-Souza, Lucas Túlio Lacerda, Marina Gurgel Simões, Mariano Resende Pereira, Stayce Moreira Fortunato, Rodrigo César Ribeiro Diniz Copyright (c) 2021 Kinesis https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/40978 Fri, 12 Mar 2021 00:00:00 -0300 Momentos do Método Situacional no processo de ensino-aprendizagem dos Jogos Esportivos Coletivos: um aprofundamento conceitual https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/44307 O Método Situacional desponta como um recurso metodológico, visando superar os conhecimentos cartesianos que dissociam a técnica da tática no processo de ensino-aprendizagem dos Jogos Esportivos Coletivos. Na medida em que seu entendimento é fundamental para o campo da Pedagogia do Esporte, tanto no contexto científico, quanto na prática pedagógica, a presente pesquisa objetiva, a partir de um ensaio teórico-propositivo, aprofundar os conceitos inerentes aos momentos do Método Situacional. Com base nessa proposta, apresentam-se detalhamentos e explicações, com exemplos práticos desses conhecimentos para o processo de ensino-aprendizagem dos Jogos Esportivos Coletivos. Bruno Minuzzi Lanes, João Francisco Magno Ribas Copyright (c) 2021 Kinesis https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/44307 Mon, 17 May 2021 00:00:00 -0300 Sobre a ideia de ensino do movimento dialógico-problematizador: para pensar o "se movimentar" https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/64713 <p>As problemáticas que permeiam o ensinar e o aprender sempre atravessaram a área da Educação Física. A ideia de aprendizagem do "se movimentar" pelo ensino dialógico-problematizador aparece, mesmo que em parte, do ato de Elenor Kunz encontrar em Paulo Freire princípios importantes para (re)pensar o ensino da Educação Física nas escolas do Brasil (KUNZ, 1991). O presente texto tem como pressuposto central a seguinte pergunta: o que quer dizer Elenor Kunz ao se referir a um ensino de movimento dialógico-problematizador? E almeja responder, sobretudo, ao que se propõe essa concepção de ensino do movimento. Portanto, é uma reflexão que consiste em retomar e (re)construir conceitos, teorias e ideias, buscando ampliar as discussões. Nesse trajeto, é recuperada a tradição holandesa e alemã de movimento humano (<em>Sich bewegen</em>)<em>. </em>Por fim, retoma a ideia de ensino do movimento dialógico-problematizador, no sentido de continuar pensando os desafios em torno do ensinar e do aprender no contemporâneo.</p> Bruno Nascimento de Siqueira Copyright (c) 2021 Kinesis https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/64713 Mon, 17 May 2021 00:00:00 -0300 Qual a influência da arquitetura muscular na funcionalidade de idosos? uma revisão da literatura https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/65775 O envelhecimento do corpo acarreta alterações na arquitetura muscular, com consequente efeito deletério sobre a capacidade funcional e independência de idosos. Compreender como os parâmetros de arquitetura muscular interferem na funcionalidade do músculo esquelético, especialmente em idosos, é de fundamental importância para os profissionais da saúde que trabalham em processos de treinamento e reabilitação. O objetivo deste estudo é realizar uma revisão narrativa sobre os parâmetros e as adaptações na arquitetura muscular no envelhecimento e as implicações na funcionalidade de pessoas idosas. A arquitetura muscular afeta a funcionalidade do músculo esquelético, conforme a disposição das fibras musculares, em relação ao eixo de geração de força. A melhora na arquitetura muscular reflete-se em um melhor desempenho em tarefas funcionais e na independência dos idosos nas atividades de vida diárias. O treinamento de força é efetivo para minimizar os efeitos deletérios do envelhecimento na arquitetura muscular e reduzir os impactos negativos na capacidade funcional. Klauber Dalcero Pompeo, Eliane Celina Guadagnin, Patrícia Freitas dos Santos, Emmanuel Souza da Rocha, Rodrigo Rodrigues Copyright (c) 2021 Kinesis https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/65775 Tue, 28 Sep 2021 00:00:00 -0300 Editorial https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/64736 João Francisco Magno Ribas, Natiele Follmann, Mariani Guedes Santiago Copyright (c) 2021 Kinesis https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/64736 Fri, 12 Mar 2021 00:00:00 -0300 Folha de Rosto/Ficha catalográfica https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/64737 Equipe Editorial Copyright (c) 2021 Kinesis https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/64737 Fri, 12 Mar 2021 00:00:00 -0300 Da ociosidade ao ócio da cidade: perspectivas para a Educação Física no meio urbano https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/37590 A obra “Ócio e Cidade” contém pesquisas sobre a transformação dos espaços urbanos a partir do ócio. Cada capítulo agrega mais de um estudo sobre o ócio em relação aos eixos envelhecimento, cultura popular, juventude, educação e saúde. O ócio é compreendido como uma experiência humana integral, direito fundamental e de desenvolvimento pessoal, social e comunitário. Tais reflexões permitem ao leitor tirar o ócio da <em>ociosidade </em>e conhecer a utopia do <em>ócio da cidade.</em> Recomenda-se o livro a pesquisadores do lazer, do “ócio humanista” e para professores de Educação Física envolvidos com políticas culturais nos centros urbanos. Ricardo Alves Mendes, Giuliano Gomes de Assis Pimentel Copyright (c) 2021 Kinesis https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/37590 Mon, 26 Jul 2021 00:00:00 -0300 Corpos (des)conectados e o professor de Educação Física escolar: contribuições das mídias e tecnologias digitais https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/44432 Este manuscrito é uma resenha do livro intitulado “Formação continuada em Educação Física no diálogo com a cultura digital”, publicado pelo Instituto Federal da Paraíba, Brasil, em 2019. Os organizadores dessa coletânea digital (Allyson Carvalho de Araújo, Márcio Romeu Ribas de Oliveira e Antonio Fernandes de Souza Junior) trazem textos inéditos sobre a importância da formação continuada de docentes de Educação Física que atuam no âmbito formal da área, perante o atual contexto da cibercultura. Exemplarmente, a obra apresenta limites e potencialidades em lidar com o corpo no ambiente da Educação em interface com o campo da Comunicação. Alan Camargo Silva Copyright (c) 2021 Kinesis https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/44432 Mon, 26 Jul 2021 00:00:00 -0300 Narrativa, memória e saberes: entrevista com o professor Reiner Hildebrandt-Stramann https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/48497 A presente entrevista busca registrar no contexto da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), especialmente em virtude das comemorações dos 50 anos do Centro de Educação Física e Desportos (CEFD), o testemunho de Reiner Hildebrandt-Stramann, um dos professores que subscreveu sua influência na referida instituição e no campo da Educação Física brasileira. A narrativa propõe rememorar, de modo particular, o período em que o professor dividiu suas ideias, compreensões e pensamentos sobre a Educação Física, no CEFD/UFSM. O testemunho sinaliza, especialmente, os sentidos e significados percebidos pelo docente sobre a recepção de sua proposta de intervenção relacionada às aulas abertas à experiência, na referida instituição. Sublinha-se que esta concepção de ensino contribuiu para a mudança de paradigma em relação ao movimento humano no contexto escolar brasileiro e colaborou para a legitimação da Educação Física neste âmbito. Janice Zarpellon Mazo, Tuany Defaveri Begossi Copyright (c) 2021 Kinesis https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/48497 Fri, 12 Mar 2021 00:00:00 -0300 O Circo como profissão: a formação em Educação Física como suporte para a carreira artística de Gustavo Arruda de Carvalho https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/63960 <p>O domínio do corpo e o olhar sobre seus múltiplos usos, incluindo o artístico, são amplamente estudados no campo da Educação Física. Diferentes registros indicam haver um movimento crescente entre profissionais da área por aprender e ensinar diferentes linguagens artísticas, como o Circo. Identificamos, ainda, muitos professores de Educação Física que se profissionalizaram como artistas, beneficiando-se de seu capital corporal e acadêmico em busca da realização profissional. Nesse sentido, apresentamos uma entrevista-reflexão realizada com Gustavo Arruda de Carvalho, formado pela Faculdade de Educação Física da Universidade Estadual de Campinas (FEF-Unicamp) e respeitado artista circense profissional.</p> Marco Antonio Coelho Bortoleto, Mônica Lua Alves Barreto Copyright (c) 2021 Kinesis https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/63960 Mon, 17 May 2021 00:00:00 -0300