RELAÇÕES ENTRE TIPO DE VIZINHANÇA E EFEITOS DE BORDA EM FRAGMENTO FLORESTAL

Esther Carone Blumenfeld, Rozely Ferreira dos Santos, Sueli Aparecida Thomaziello, Sidnei Ragazzi

Resumo


Os efeitos de borda em fragmentos de floresta constituem a consequência mais significativa da fragmentação promovida pelos usos da terra.  Para compreendê-los e manejá-los é necessário um conhecimento mais preciso sobre as influências exercidas pelas diferentes tipologias de uso sobre as fronteiras dos fragmentos florestais. Nessa direção, este estudo identificou e estabeleceu a extensão de efeitos de borda em um fragmento de floresta em relação a diferentes vizinhanças. O trabalho foi realizado na Reserva Florestal do Morro Grande - SP e seu entorno. A região foi mapeada e foram selecionadas três tipologias para estudo dos respectivos efeitos de borda: florestal, urbana e agrícola. A qualificação e a extensão dos efeitos de borda foram obtidas por meio do levantamento em campo de indicadores dos efeitos em transecções de 100 metros, avaliados por análise de variância. O grupo de indicadores abióticos apresentou predomínio de efeitos de borda em profundidades menores que 70 m e foi mais expressivo quando a vizinhança era a ocupação urbana. O grupo de indicadores bióticos se estendeu além dos 100 m e os efeitos foram mais intensos na tipologia agrícola. Pelo método adotado, os melhores parâmetros para análise dos efeitos de borda foram temperatura e diâmetro das árvores.

Palavras-chave


conservação; influência humana; planejamento ambiental

Texto completo:

PDF

Referências


CATHARINO, E. L. M. et al. Aspectos da composição e diversidade do componente arbóreo das florestas da Reserva Florestal do Morro Grande, Cotia, SP. Biota Neotropica, Campinas, v. 6, n 2, 2006. Disponível em: . Acesso em: 27 set. 2006.

FIGUEIRÓ, S. A.; COELHO NETTO, A. L. Classificação de “zonas de tamponamento” (buffer zones) na interface floresta-cidade: área laboratório da bacia do canal do mangue, maciço da Tijuca (RJ). In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA FÍSICA APLICADA, 10. Anais... Disponível em: . Acesso em: 27 set. 2006.

GIMENES, M. R.; DOS ANJOS, L. Efeitos da fragmentação florestal sobre as comunidades de aves. Acta Scientiarum. Biological Sciences, Maringá, v. 25, p. 391-402, 2003.

HARPER, K. A. et al. Edge Influence on Forest Structure and Composition in Fragmented Landscapes. Conservation Biology, New Jersey, v. 19, p. 768-782, 2005.

HERRMANN, B. C. et al. paisagem como condicionadora de bordas de fragmentos florestais. Floresta, Curitiba, v. 35, p. 13-22, 2005.

LINDENMAYER, D. B.; FISCHER, J. Habitat fragmentation and landscape change. Londres: Island Press, 2006.

LOIS, E. Variáveis relacionadas ao conforto térmico em áreas de vegetação ciliar. 2001. 129 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) - Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo, Campinas, 2001.

METZGER, J. P. Uma área de relevante interesse biológico, porém pouco conhecida: a Reserva Florestal do Morro Grande. Biota Neotropica, Campinas, v. 6, n. 2, 2006. Disponível em: . Acesso em: 27 set. 2006.

MURCIA, C. Edge effects in fragmented forests: implications for conservation. Trends in Ecology & Evolution, Amsterdam, v. 10, p. 58-62, 1995.

NASCIMENTO, E. M.; LAURANCE, W. Efeitos de área de borda sobre a estrutura florestal em fragmentos de floresta de terra-firme após 13-17 anos de isolamento. Acta Amazônica, Manaus, v. 36, n. 2, p. 183-192, 2006.

RIES, L. et al. Ecological responses to habitat edges: mechanisms, models and variability explained. Annual Review of Ecology, Evolution and Systematics. California, v. 35, p. 491-522, 2004.

RODRIGUES, E. et al. Conservação em paisagens fragmentadas. In: CULLEN JUNIOR, L. et al. (Eds.). Métodos de estudo em biologia da conservação e manejo da vida silvestre. Paraná: Editora da UFPR; Fundação O Boticário de Proteção à Natureza, 2004.

SISK, T. D.; HADDAD, N. M. Incorporating the effects of habitat edges into landscape models: effective area models for crossbondary management. In: JINGO, L.; TAYLOR, W. W. Integrating landscape ecology into natural resource management. [s. l.: s. n.], 2002. p. 208-240.

TRIOLA, M. F. Introdução à Estatística. 9. ed. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos, 2005.

ZENG, D.; CHEN, J. Edge effects in fragmented landscapes: a generic model for delineating area or edge influences (D-AEI). Ecological Modeling, Amsterdam, v. 132, p. 175-190, 2000.




DOI: https://doi.org/10.5902/1980509825150

Licença Creative Commons