INFLUÊNCIA DAS PROPRIEDADES QUÍMICAS E DA RELAÇÃO SIRINGIL/GUAIACIL DA MADEIRA DE EUCALIPTO NA PRODUÇÃO DE CARVÃO VEGETAL

Rosimeire Cavalcante dos Santos, Angélica de Cássia Oliveira Carneiro, Benedito Rocha Vital, Renato Vinícius Oliveira Castro, Graziela Baptista Vidaurre, Paulo Fernando Trugilho, Ana Flávia Neves Mendes Castro

Resumo


O trabalho teve como objetivo determinar a influência das propriedades químicas (composição elementar, teores de extrativos totais, lignina total e holocelulose) e relação siringil/guaiacil, da madeira de diferentes materiais genéticos de eucalipto na produção de carvão vegetal. Utilizaram-se na pesquisa quatro clones híbridos de Eucalyptus, aos 7 anos de idade, sendo 6 árvores por clone, totalizando 24 unidades amostrais. Houve diferença significativa, a 5% de significância, entre os tratamentos para a composição elementar, teores de extrativos totais, lignina total e holocelulose e relação siringil/guaiacil da madeira, como também, para os rendimentos gravimétricos em carvão vegetal, em gases condensáveis e em gases não condensáveis, teores de carbono fixo e de materiais voláteis e para o poder calorífico superior do carvão vegetal. Para o teor de cinzas e densidade relativa aparente do carvão não foram observadas diferenças significativas ao mesmo nível de significância. Concluiu-se que existe variabilidade na qualidade da madeira dos quatro materiais genéticos avaliados, tendo, os mesmos, correlações distintas, tanto no rendimento quanto na qualidade do carvão vegetal. Todos os materiais genéticos apresentaram, de modo satisfatório, rendimento gravimétrico em carvão vegetal e qualidade. As madeiras dos clones com baixa relação siringil/guaiacil apresentaram aumento no rendimento em carvão vegetal. A composição química das madeiras dos quatro clones, de modo geral, não apresentou correlações significativas, a 5% de significância, no rendimento e qualidade do carvão.


Palavras-chave


Relação siringil/guaiacil; propriedades químicas; carvão vegetal

Texto completo:

PDF

Referências


ANTAL, M. J.; MOK, W. S. L. Review of methods for improving the yield of charcoal from biomass. Energy & Fuels, Washington, v. 4, n. 3, p. 221-225, jun. 1990.

ARANTES, M. D. C. Variação nas características da madeira e do carvão vegetal de um híbrido de Eucalyptus grandis W.Hill ex Maiden x Eucalyptus urophylla S. T. Blake. 2009. 158 f. Tese (Doutorado em Ciência e Tecnologia da Madeira) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2009.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 8112: carvão vegetal: análise imediata. Rio de Janeiro, 1986.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 8633: carvão vegetal: determinação do poder calorífico. Rio de Janeiro, 1984.

BOTREL, M. C. G. Melhoramento genético do Eucalyptus para biomassa florestal e qualidade do carvão vegetal. 2006. 68 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2006.

BRITO, J. O.; BARRICHELO, L. E. G. Correlações entre características físicas e químicas da madeira e a produção de carvão vegetal: I. densidade e teor de lignina da madeira de eucalipto. IPEF, n. 14, p. 9-20, 1977.

CAMPOS, A. C. M. Carvão de Eucalyptus: efeito dos parâmetros da pirólise sobre a madeira e seus componentes químicos e predição da qualidade pela espectroscopia NIR. 2009. 118 f. Dissertação (Mestrado em Ciência e Tecnologia da Madeira) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2009.

CARVALHO, A. G. M. Relação siringila/guaiacila na lignina e suas implicações. 2002. 40 f. Monografia (Pós-Graduação em Tecnologia de Celulose e Papel) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2002.

CASTRO, A. F. N. M. Efeito da idade e de materiais genéticos de Eucalyptus sp. na madeira e carvão vegetal. 2011. 86 f. Dissertação (Mestrado em Ciência Florestal) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2011.

DI BLASI, C. et al. Product distribution from pyrolysis of wood and agricultural residues: Indian engeneering. Chemistry Research, New Delhi, v. 38, n. 12, p. 2216-2224, dec. 1999.

FREDERICO, P. G. U. Efeito da região e da madeira de eucalipto nas propriedades do carvão vegetal. 2009. 86 f. Dissertação (Mestrado em Ciência Florestal) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2009.

GOLDSCHIMID, O. Ultraviolet spectra. In: SARKANEN, K. V.; LUDWIG, C. H. Lignins: occurrence, formation, structure and reactions. New York: J. Wiley, 1971. p. 241-266.

GOMES, A. F. Avaliação das características da madeira e da polpa de Eucalyptus mediante a aplicação de métodos não destrutivos na árvore viva. 2007. 124 f. Dissertação (Mestrado em Ciência e Tecnologia da Madeira) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2007.

GOMES, F. P. Curso de estatística experimental. 12. ed. São Paulo: Nobel, 1987.

GOMIDE, J. L.; DEMUNER, B. J. Determinação do teor de lignina em material lenhoso: método Klason modificado. O papel, São Paulo, v. 47, n. 8, p. 36-38, 1986.

GUTIÉRREZ, A. et al. Chemical characterization of lignin fractions in industrial hemp bast fibers used for manufacturing high-quality paper pulps. Journal of Agricultural and Food Chemistry, Easton, v. 54, n. 12, p. 2138-2144, mar. 2006.

KLOCK, U. et al. Química da madeira. 3. ed. Curitiba: UFPR, 2005.

LIN, S. Y.; DENCE, C. W. Methods in lignin chemistry. Berlin: Springer Verlag, 1992. 578 p.

LORA, E. E. S. Perspectivas da utilização da biomassa com fins energéticos. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA, 26., 1997, Campina Grande. Anais... Campina Grande: UFPB, 1997. p. 176.

MARCELO, C. R. Determinação da relação siringila/guaiacila em ligninas de eucalyptus spp. por pirólise associada à cromatografia gasosa e à espectrometria de massas. 2007. 63 f. Dissertação (Mestrado em Agroquímica) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2007.

MARTINS, H. Madeira como fonte de energia. In: PENEDO, W. R. (Ed.). Uso da madeira para fins energéticos. Belo Horizonte: CETEC, 1980. v. 1, p. 9-26.

OLIVEIRA, E. Correlações entre parâmetros de qualidade da madeira e do carvão de Eucalyptus grandis (W. Hill ex Maiden). 1988. 47 f. Dissertação (Mestrado em Ciência Florestal) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 1988.

OUDIA, A. et al. Pyrolysis-GC/MS and TG/MS study of mediated laccase biodelignification of Eucalyptus globulus kraft pulp. Journal of Analytical and Applied Pyrolysis, New York, v. 78, n. 2, p. 233-242, mar. 2007.

PEREIRA, B. L. C. Qualidade da madeira de Eucalyptus para a produção de carvão vegetal. 2012. 103 f. Dissertação (Mestrado em Ciência Florestal) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2012.

PEREIRA, J. C. D. et al. Propriedades físicas e químicas e rendimentos da destilação seca da madeira de grevillea robusta. Colombo: EMBRAPA Florestas, 2000. (Circular Técnica, 40).

ROCHA, M. P.; KLITZKE, R. J. Energia da madeira. Curitiba: FUPEF, 1998. (Série Didática).

ROWELL, R. M. et al. Cell Wall Chemistry. In: ______ (Ed.). Handbook of Wood Chemistry and Wood Composites. Boca Raton: CRC Press, 2005. p. 121-138.

SALIBA, E. O. S. et al. Ligninas – Métodos de obtenção e caracterização química. Ciência Rural, v. 31, n. 5, p. 917-928, 2001.

SANTOS, I. D. Influência dos teores de lignina, holocelulose e extrativos na densidade básica e contração da madeira e nos rendimentos e densidade do carvão vegetal de cinco espécies lenhosas do cerrado. 2008. 57 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) - Universidade de Brasília, Brasília, 2008.

SANTOS, R. C. Parâmetros de qualidade da madeira e do carvão vegetal de clones de eucalipto. 2010. 173 f. Tese (Doutorado em Ciência e Tecnologia da Madeira) – Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2010.

SANTOS, R. C. et al. Análise termogravimétrica em clones de eucalipto como subsídio para a produção de carvão vegetal. Revista Cerne, v. 18, n.1, p. 143-151, 2012.

SJÖSTRÖM, E. Wood Chemistry: fundamentals and applications. New York: Academic Press, 1992.

TECHNICAL ASSOCIATION OF THE PULP AND PAPER INDUSTRY. TAPPI test methods T 264 om-88: preparation of wood for chemical analysis. Atlanta: Tappi Technology Park, 1998. v.1.

TRUGILHO, P. F. et al. Avaliação de clones de Eucalyptus para a produção de carvão vegetal. Revista Cerne, Lavras, v. 7, n. 2, p. 114-201, jul./dez. 2001.

VITAL, B. R. et al. Características de crescimento de árvores e de qualidade da madeira de Eucalyptus camaldulensis para a produção de carvão. Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais, Piracicaba, n. 47, p. 22-28, set. 1994.

VITAL, B. R. Métodos de determinação de densidade da madeira. Viçosa: SIF, 1984. (Boletim Técnico, 1).

WALLIS, A. F. A. et al. Chemical analysis of polysaccharides in plantation eucalypt woods and pulps. Appita Journal, Victoria, v. 49, n. 4, p. 258-262, 1996.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1980509822765