AS TECNOLOGIAS DE COMUNICAÇÃO DO SÉCULO XXI E O MEIO AMBIENTE: A UTILIZAÇÃO DOS SATÉLITES ORBITAIS COMO INSTRUMENTOS PROBATÓRIOS NA VIOLAÇÃO DO MEIO AMBIENTE

Alfeu de Arruda Souza, Jerônimo Siqueira Tybusch

Resumo


O Brasil é um país que apresenta uma das maiores coberturas vegetais e biodiversidade do planeta. Os recursos humanos por si só dos órgãos fiscalizadores  são insuficientes para gerenciar e fiscalizar um territorio que possui dimensões continentais e que constantemente tem sofrido com a degradação e destruição de sua fauna e flora. Assim, diante da realidade do século XXI os órgãos de fiscalizções do meio ambiente estão cada vez mais utilizando-se das tecnologias de informação e dos sistemas de satélites como poderosas alternativas para fiscalizar os diversos biomas do país. O presente artigo visa abordar, através de uma pesquisa bibliográfica, a utilização das tecnologias de comunicação relacionadas ao mapeamento global e a geolocalização, a exemplo do sistema norte-americano de posicionamento global e dos satélites artificias de mapeamento, pelos órgãos governamentais e o papel que o software google earth poderá desempenhar como elemento de defesa do meio ambiente.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/198136948216

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2013 Revista Eletrônica do Curso de Direito da UFSM

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

REVISTA ELETRÔNICA DO CURSO DE DIREITO DA UFSM - Qualis A1

RECDUFSM  /  ISSN 1981-3694   /  Digital Object Identifier (DOI): 10.5902/19813694  http://periodicos.ufsm.br/revistadireito

Revista Qualis A1 área de Direito /  Classificações de Periódicos Quadriênio 2013-2016 (CAPES)