UMA NOVA ÁGORA: A DEMOCRACIA, SEUS OBSTÁCULOS E POSSIBILIDADES

Débora Laís Santos Costa, Edson Vieira Silva Filho

Resumo


Utilizando como marco teórico Manuel Castells, foi feito um estudo quanto à democracia nos movimentos sociais na época da internet. Com a transformação tecnológica que se encontra no mundo contemporâneo, é necessário que haja uma análise quanto aos institutos que circundam a sociedade e o Direito. Assim, o tema está centrado na democracia, fazendo uma investigação quanto ao seu surgimento em Atenas e seu desenvolvimento. Depois deste passo, foram avaliados os movimentos sociais, sua forma e utilidade, antes e depois da evolução tecnológica, com o objetivo de centrar nas transformações quanto à maneira de se manifestar, uma vez que a internet se torna um instrumento vital para tais manifestações sociais. Por fim, foi analisada a nova espécie de democracia que nasce dos movimentos sociais, dando destaque ao Occupy Wall Street e suas peculiaridades. Depois de explorar este ponto, foi visto que a democracia ansiada em tais movimentos traz consigo obstáculos formais e materiais.


Palavras-chave


Democracia; Internet; Movimentos Sociais

Texto completo:

PDF

Referências


ABRIL. A Elevação do Espírito. São Paulo: Abril Livros, 1991.

BOBBIO, Norberto. Dicionário Político. 11. ed. Brasília: Fundação Universidade de Brasília, 1998. v. 1.

BOBBIO, Norberto. Estado, Governo, Sociedade: para uma teoria geral da política. 14. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2007.

BOBBIO, Norberto. Liberalismo e Democracia. Tradução de Marco Aurélio Nogueira. 6. ed. São Paulo: Brasiliense, 2000.

BOBBIO, Norberto. O Futuro da Democracia. Tradução de Marco Aurélio Nogueira. 6. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1986.

BRICKMANN, Carlos. 300 mil nas ruas pelas diretas. Folha de São Paulo, São Paulo, 26 jan. 1984. Capa, p. 1.

CASTELLS, Manuel. A Galáxia da Internet: Reflexões sobre a Internet, os negócios e a sociedade. Tradução de Maria Luiza X. de A. Borges. Rio de Janeiro: Zahar, 2003.

CASTELLS, Manuel. A Sociedade em Rede. Tradução de Roneide Venancio Majer. 17. ed. São Paulo: Paz&Terra. 2016.

CASTELLS, Manuel. Redes de Indignação e Esperança. Tradução de Carlos Alberto Medeiros. Rio de Janeiro: Zahar, 2013.

CHOZICK, Amy. For Syria’s Rebel Movement, Skype Is a Useful and Increasingly Dangerous Tool. The New York Times, 30 nov. 2012. Disponível em: http://www.nytimes.com/2012/12/01/world/middleeast/syrian-rebels-turn-to-skype-for-communications.html. Acesso em: 1 out. 2016.

COHEN, Jared; SCHMIDT, Eric. A Nova Era Digital: como será o futuro das pessoas, das nações e dos negócios. Rio de Janeiro: Intrínseca, 2013.

ENGELS, Friedrich. A Origem da Família, da Propriedade Privada e do Estado. 3. ed. Tradução de Ruth M. Klaus. São Paulo: Centauro, 2002.

EX-DITADOR Muamar Kadafi está morto, afirmam forças líbias. Veja, 20 out. 2011. Disponível em: http://veja.abril.com.br/noticia/mundo/forcas-rebeldes-capturam-muamar-kadafi-diz-tv-libia. Acesso em: 1 out. 2016.

GUERRA, Raquel Diniz. Mulher e Discriminação. Belo Horizonte: Fórum, 2011.

LIMA, José Antônio. No Egito, a Primavera Árabe acabou. Carta Capital, 29 maio 2014. Disponível em: http://www.cartacapital.com.br/internacional/no-egito-a-primavera-arabe-acabou-4458.html. Acesso em: 1 out. 2016.

MARX, Karl. Manuscritos Econômicos-filosóficos. São Paulo: Martin Claret, 2004.

MARX, Karl. O Capital. Tradução de Gabriel Deville. 3. ed. São Paulo: Edipro, 2013.

MICHAELIS. Moderno dicionário da Língua Portuguesa. São Paulo: Companhia Melhoramentos, 1998.

MÜLLER, Friedrich. Quem é o Povo? A questão fundamental da democracia. Tradução de Peter Naumann. 6. ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2011.

ONU e Liga dos Estados Árabes discutem crise na Síria e Primavera Árabe. Nações Unidas no Brasil, 22 fev. 2012. Disponível em: http://nacoesunidas.org/onu-e-liga-dos-estados-arabes-discutem-crise-na-siria-e-primavera-arabe. Acesso em: 1 out. 2016.

RUDÉ, G. A Multidão na História: estudos dos movimentos populares na França e Inglaterra, 1730-1848. Tradução de Waltensir Dultra. Rio de Janeiro: Campos, 1991.

SELYUKH, Alina. After Brexit Vote, Britain Asks Google: 'What Is The EU?'. National Public Radio, 24 jun. 2016. Disponível em: http://www.npr.org/sections/alltechconsidered/2016/06/24/480949383/britains-google-searches-for-what-is-the-eu-spike-after-brexit-vote. Acesso em: 5 out. 2016.

SUBRAMANIAN, Samanth. Inside the Macedonian Fake-News Complex. Wired, 15 fev. 2017. Disponível em: https://www.wired.com/2017/02/veles-macedonia-fake-news. Acesso em: 15 fev. 2017.

UM ANO depois da Primavera Árabe, Ban elogia avanços na Tunísia. Nações Unidas do Brasil, 16 jan. 2012. Disponível em: http://nacoesunidas.org/um-ano-depois-da-primavera-arabe-ban-elogia-avancos-na-tunisia. Acesso em: 1 out. 2016.

VIJAYAN, Jaikymar. Syria drops off the Internet amid turmoil. Computerworld, 3 jun. 2011. Disponível em: http://www.computerworld.com/article/2508961/vertical-it/syria-drops-off-the-internet-amid-turmoil.html. Acesso em: 1 out. 2016.

WILSON, Edmund. Rumo à Estação Finlândia. Tradução de Paulo Henriques Britto. São Paulo: Círculo do Livro, 1988.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1981369425599

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Eletrônica do Curso de Direito da UFSM

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

REVISTA ELETRÔNICA DO CURSO DE DIREITO DA UFSM - Qualis A1

RECDUFSM  /  ISSN 1981-3694   /  Digital Object Identifier (DOI): 10.5902/19813694  http://periodicos.ufsm.br/revistadireito

Revista Qualis A1 área de Direito /  Classificações de Periódicos Quadriênio 2013-2016 (CAPES)