SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO: OS MOVIMENTOS SOCIAIS EM REDE COMO INSTRUMENTOS PARA A DEMOCRACIA NO BRASIL

Aline Antunes Gomes, Vera Lucia Spacil Raddatz, Luciano de Almeida Lima

Resumo


O advento das novas tecnologias de comunicação e informação, principalmente a internet, propiciou mudanças de comportamento dos cidadãos e o surgimento de um novo espaço público, por onde circulam livremente ideias e informações. Essa abertura potencializa a participação cidadã e as lutas sociais em prol da efetivação dos direitos humanos e fundamentais e estimula o surgimento de movimentos sociais em rede. Utilizando-se de uma pesquisa de caráter bibliográfico e do método de abordagem hipotético-dedutivo, este texto apresenta um breve panorama dos principais movimentos que surgiram a partir da rede na última década. Aponta também os limites e as perspectivas que o país encontra para proporcionar uma maior participação da população no ativismo digital e visualiza os movimentos sociais em rede como um instrumento importante para a manutenção da democracia.


Palavras-chave


Internet; Educação tecnológica; Democracia; Movimentos Sociais

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Lei nº 12.965 de 23 de abril de 2014. Estabelece princípios, garantias, direitos e deveres para o uso da internet no Brasil. In: Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 23 abr.2014. Disponível em: www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2014/lei/l12965.htm. Acesso em 15 jan.2015.

BRESSAN, Renato Teixeira. Dilemas da Rede: Web 2.0, conceitos, tecnologias e modificações. Revista Anagrama, São Paulo, v. 1, n. 2, p.1-13, mar.2009. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/anagrama/article/view/35306/38026. Acesso em 23 ago.2015

BRITO, José Augusto Pereira. Cibercidadania: a virtualização na comunicação pública contemporânea. Revista Organicom, v.3 n.4, p.1-18, 2006. Disponível em: http://revistaorganicom.org.br/sistema/index.php/organicom/article/view/58/192. Acesso em 15 jan.2015.

CASTELLS, Manuel. A galáxia internet: reflexões sobre internet, negócios e sociedade. Tradução de Maria Luiza Borges. Rio de Janeiro: Zahar, 2003.

CASTELLS, Manuel. Redes de indignação e esperança: Movimentos sociais na era da internet. Tradução de Carlos Alberto Medeiros. Rio de Janeiro: Zahar, 2013.

COMITÊ GESTOR DA INTERNET NO BRASIL. Pesquisa sobre o uso das tecnologias da informação e comunicação no Brasil: TIC Domicílios e empresas 2013. Coordenação executiva e editorial de Alexandre Barbosa. São Paulo: Comitê Gestor da Internet no Brasil, 2014. Disponível em: http://cgi.br/publicacao/pesquisa-sobre-o-uso-das-tecnologias-de-informacao-e-comunicacao-no-brasil-tic-domicilios-e-empresas-2013/. Acesso em 03 fev.2015.

EMPRESA BRASILEIRA DE COMUNICAÇÃO (EBC). Quase dois milhões de brasileiros participam de manifestações em 438 cidades. Brasília, 21 de junho de 2013. Disponível em: http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/noticia/2013-06-21/quase-2-milhoes-de-brasileiros-participaram-de-manifestaçoes-em-438-cidades. Acesso em 10 mar.2015.

ESTEVENS, João. Este país não é para novos: realidades demográficas e reconfigurações políticas na primavera árabe. Instituto Português de Relações Internacionais, Lisboa, Working paper nº 50, p.1-18, 30 de abril de 2013. Disponível em: http://www.ipri.pt/publicacoes/working_paper/working_paper.php?idp=824. Acesso em 30 ago.2015.

EVANS, Fred. Cyberspace and the concept of democracy. First Monday, Chicago, University Illinois, ano 5, n.10, p.1-26, 2000. Disponível em: http://firstmonday.org/ojs/index.php/fm/article/view/796/705. Acesso em 10 mar.2015.

HABERMAS, Jürgen. Direito e democracia: entre facticidade e validade. Tradução de Flávio Beno Siebeneichler. Vol. II. Rio de Janeiro: Templo Brasileiro, 1997.

INTERNATIONAL COMMUNICATION UNION. Measuring the information Society. Place des Nations, Geneva, Switzerland, 2012. Disponível: em http://www.itu.int/ITU-D/ict/publications/idi/index.html. Acesso em 03 fev.2015.

JORNAL FOLHA DE SÃO PAULO. Protestos contra o governo reúnem quase 1 milhão pelo país. São Paulo, 15 de março de 2015. Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/poder/2015/03/1603286-protestos-contra-o-governo-reune-quase-1-milhao-pelo-pais.shtml. Acesso em 20 mar.2015.

LEMOS, André. O futuro da internet: em direção a uma ciberdemocracia planetária. São Paulo: Paulus, 2010.

LUBELOW, Jorge Adriano. Esfera pública e democracia deliberativa em Habermas: modelo teórico e discursos críticos. Kriterion: Revista de Filosofia. Belo Horizonte, vol.51, n.121, p.227-258, 2010. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0100-512X2010000100012&script=sci_arttext#back32. Acesso em 03 fev.2015.

MACHADO, Jorge Alberto S. A mudança começa na rede. In: COMITÊ GESTOR DA INTERNET NO BRASIL. Pesquisa sobre o uso das tecnologias da informação e comunicação no Brasil: TIC Domicílios e empresas 2013. Coordenação executiva e editorial de Alexandre Barbosa. São Paulo: Comitê Gestor da Internet no Brasil, p.81-85, 2014. Disponível em: http://cgi.br/publicacao/pesquisa-sobre-o-uso-das-tecnologias-de-informacao-e-comunicacao-no-brasil-tic-domicilios-e-empresas-2013/. Acesso em 03 fev.2015.

MACHADO, Jorge Alberto S. Ativismo em rede e conexões identitárias: novas perspectivas para os movimentos sociais. Revista Sociologias, Porto Alegre, ano 9, nº 18, p.248-285, Jul./dez. 2007. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1517-45222007000200012&script=sci_arttext. Acesso em 03 fev. 2015.

MAIA, Rousiley C.M. Democracia e a internet como esfera pública virtual: aproximação às condições de deliberação. In: GOMES, Wilson; MAIA, Rousiley C.M. Comunicação e democracia: problemas e perspectivas. São Paulo: Paulus, 2008.

MALINI, Fábio; ANTOUN, Henrique. A internet e a rua: ciberativismo e mobilização nas redes sociais. Porto Alegre: Sulina, 2013.

PACTO INTERNACIONAL SOBRE DIREITOS CIVIS E POLÍTICOS, de 16 de dezembro de 1966. Entrou em vigor no Brasil em 06 de julho de 1992. Disponível em: www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/1990-1994/DO592.htm. Acesso em 25 jan.2015.

PEREIRA, Marcus Abílio. Internet e mobilização política: os movimentos sociais na era digital. Associação Brasileira de pesquisadores em comunicação política. IV Encontro da Cosmopolítica. Universidade do Estado do Rio de Janeiro, p.1-26, 13 a 15 de abril de 2011. Disponível em: http://scholar.googleusercontent.com/scholar?q=cache:sPTqsj3CCnMJ:scholar.google.com/&hl=pt-BR&as_sdt=0,5. Acesso em 03 fev. 2015.

PERUZZO, Cicília M. K. Internet e Democracia Comunicacional: entre os entraves e utopias e o direito à comunicação. In: MARQUES DE MELO, J.; SATHLER, L. Direitos à comunicação na Sociedade da Informação. São Paulo: UMESP, 2005.

PRIMO, Alex. O aspecto relacional das interações na Web 2.0. E- Compós, Brasília, v. 9, p.1-21, 2007. Disponível em: http://www.compos.org.br/seer/index.php/e-compos/issue/view/9. Acesso em 23 ago.2015.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS. Relatório de promoção e proteção do direito à liberdade de opinião e expressão. Nações Unidas: Assembleia Geral, 2011. Disponível em: http://www2.ohcgr.org/english/bodies/hrcouncil/docs/17session/A.HCR.17.27_en.pdf. Acesso em 03 fev.2015.

SHIRKY, Clay. A cultura da participação: criatividade e generosidade no mundo conectado. Tradução de Celina Portocarrero. Rio de Janeiro: Zahar, 2011.




DOI: https://doi.org/10.5902/1981369417897

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2015 Revista Eletrônica do Curso de Direito da UFSM

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

REVISTA ELETRÔNICA DO CURSO DE DIREITO DA UFSM - Qualis A1

RECDUFSM  /  ISSN 1981-3694   /  Digital Object Identifier (DOI): 10.5902/19813694  http://periodicos.ufsm.br/revistadireito

Revista Qualis A1 área de Direito /  Classificações de Periódicos Quadriênio 2013-2016 (CAPES)