A Imagem Eva

Noeli Batista dos Santos, Alice Fátima Martins

Resumo


Entre as metáforas que envolvem as relações entre máquina e saber sensível, neste artigo são apresentadas reflexões que vêm sendo desenvolvidas no projeto de pósgraduação intitulado “Entre-Meios: reflexões sobre processos de criação e (re)significação do olhar por via de imagens técnicas”. A partir do diálogo entre a experiência pedagógica vivenciada no curso Laboratório de Criação de Imagens em Mídias Digitais, das idéias desenvolvidas no livro Filosofia da Caixa Preta, de Vilém Flusser, e do conto de ficção cientifica O Homem Bicentenário, de Isaac Asimov, construí reflexões sobre a ação pedagógica e o uso de imagens técnicas no contexto escolar, considerando o exercício de criação (saber sensível), neste caso, por meio de imagens técnicas, como condição para o processo de humanização.


Palavras-chave


Educação, Imagem técnica, Poéticas

Texto completo:

PDF

Referências


ASIMOV, Isaac. O homem bicentenário. Porto Alegre: L&PM POCKET, 1997.

BACHELARD, Gaston. A Poética do Espaço. São Paulo: Martins Fontes, 1993.

BARBOSA, Ana Mae. A imagem no ensino de arte. São Paulo: Perspectiva, 1991.

BERGER, John. Modos de ver.Tradução Lúcia Olinto. Rio de Janeiro: Rocco, 1999.

DOMINGUES, Diana. Tecnologias, produção artística e sensibilização dos sentidos. In: A educação do olhar (Org. Analice Dutra Pillar). Porto Alegre: Mediação, 2003, p.37- 69.

DUARTE JÚNIOR, João Francisco. Itinerário de uma crise: a modernidade. Curitiba: Ed. Da UFPR,1997. _____. O sentido dos sentidos – a educação (do) sensível. Curitiba: Criar, 2001.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à pratica educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

MARTINS, Duprat. Territórios recom binantes – Arte e Tecnologia/Debates e Laboratórios. Coleção Instituto Sérgio Motta 3. Coleção Cultural. São Paulo, 2006.

FLUSSER, Vilém. Filosofia da caixa preta: ensaios para uma futura filosofia da fotografia. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2002.

HERNÁNDEZ, Fernando. Cultura visual, m udança educativa e projeto de trabalho. Tradução: Jussara Haubert Rodrigues. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 2000.

JOLY, Martine. I ntrodução a analise da im agem . Tradução Marina Appenzeller. Campinas, São Paulo: Papirus, 1996.

MACLUHAN, Marshall. MacLuhan por MacLuhan: conferências e entrevistas. Trad. Antônio de Pádua Danesi. Org. Stephanie McLuhan e David Staines. Rio de Janeiro: Ediouro, 2005.

MANGUEL, Alberto. Lendo im agens: um a história de am or e ódio. São Paulo: Companhia das Letras, 2001.

MEIRA, Marly. Filosofia da criação: reflexões sobre o sentido do sensível. Porto Alegre: Mediação, 2003.

MUNARI, Bruno. Das coisas nascem coisas. São Paulo: Ed. Martins Fontes, 1998.

OSTROWER, F. Universos da arte. Rio de Janeiro: Campus, 1983.

_____. Criatividade e processos de criação. Petrópolis: Vozes, 1991.

PLATÃO. A República. Org. Jacó Guinsburg. São Paulo: Perspectiva, 2006.

PLAZA, Julio, TAVARES, Monica. Processos criativos com os m eios eletrônicos: poéticas digitais. São Paulo: Hucitec, 1998.

SARAMAGO, José. Ensaio sobre a cegueira. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.




DOI: https://doi.org/10.5902/198373482178

 
 
 
DOI: Digital Object Identifier 10.5902/19837348

Qualis B1

Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 4.0 (CC BY 4.0).

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 (CC BY 4.0).

Acessos a partir de 17/09/2015

CopySpider - Software Anti-plagio