Notícias

DOSSIÊ TEMÁTICO

 

Normas para publicação na Revista Digital do Laboratório de Artes Visuais Centro de Educação/UFSM

Um dossiê se compõe de um conjunto de artigos em torno de um tema que expressa uma contribuição julgada relevante para a área de escopo da revista. Aconselhamos, por isso, os eventuais proponentes a lerem com atenção, no endereço eletrônico da revista, quais os seus focos de interesse disciplinar e os seus campos derivados inter e transdisciplinares.

A Revista Digital do Laboratório de Artes Visuais publicará seu dossiê temático no mês de agosto de cada ano, julgando assim ampliar as possibilidades de publicação de mais investigadores que, de forma crescente, nos procuram. Articulou-se, desta forma, uma estratégia de publicação que passa a contemplar a inclusão de um dossiê temático em paralelo com a demanda contínua.

Consideramos que a concentração de textos científicos à volta de problemáticas contemporâneas bem específicas, pode ajudar a comunidade não só a encontrar material de cultura atual, previamente validado e selecionado, como, também, a identificar “quem” investiga o quê e “como” se investiga em nível nacional e internacional.

1. Todos os artigos devem apresentar uma clara interlocução com o tema, tendo como cenário de fundo a área de escopo da revista, originalidade no tratamento desse tema, consistência e rigor argumentativo, riqueza conceitual na formulação dos eventuais problemas e irreprimível qualidade científica do texto. Na sua submissão deve claramente mencionar “proposta para dossiê”.

2. Por razões de ordem técnica a Revista Digital do LAV apenas pode compor dossiês temáticos com um mínimo de sete e um máximo de nove artigos científicos, os quais deverão ser alvo de uma articulação e ordenação temática, teórica e metodológica pelos editores da revista, após a aprovação pela revisão cega de pares.

3. Os artigos encaminhados à revista devem ser inéditos, tanto em meios impressos como eletrônicos, devendo vir acompanhados, se for aplicável, das devidas autorizações de copyrights no caso de incluir imagens ou excertos de autores externos que exijam tal procedimento. Por conseguinte, os autores são inteiramente responsáveis por todos os conteúdos do artigo.

4. A revista publica trabalhos em português, espanhol ou inglês, na modalidade da demanda contínua. Da mesma forma os artigos para a composição do dossiê devem ser redigidos nestas três línguas. A ausência de abstract em inglês e espanhol, ou a falta de qualidade da tradução, são motivos para devolução aos proponentes dos textos propostos. O seu reenvio deverá ser efetuado sempre dentro dos prazos estipulados para cada dossiê temático sob pena de exclusão.

5. Quanto às regras de estilo e apresentação formal (tipo e tamanho de letra, margens, referências bibliográficas, etc.) os artigos submetidos para o dossiê devem seguir exatamente as mesmas normas dos artigos submetidos na demanda contínua e que estão detalhadamente desenvolvidas no endereço eletrônico da revista. O não cumprimento destas normas implica a exclusão da proposta.

6. Os Editores, após consulta aos elementos do comitê cientifico da revista, os que estiverem ativos na respectiva avaliação, reservam-se no direito de resolverem qualquer caso omisso que venha a ocorrer, salvaguardando, em particular, a qualidade cientifica da revista, assim como o cumprimento do prazo oficial regular de publicação.

Temas e prazos

Dossiê para publicação agosto 2018:

Dossiê – “Narrativas afetivas de professores de artes: experiências poéticas e educação docente”

Coordenador: Prof. Dr. Henrique Lima Assis (Centro de Estudo e Pesquisa Ciranda da Arte/Secretaria de Educação, Cultura e Esporte do Estado de Goiás)

Editora: Profª. Drª. Marilda Oliveira de Oliveira

Compreender as experiências que transformaram os professores de artes nos professores que são, tem sido objeto/tema de inúmeras investigações, porquanto são entendidas como um precioso mecanismo de autocompreensão e compreensão do universo cultural em que interagem e produzem suas singularidades e suas identidades. Assim, as pesquisas narrativas, sejam elas autobiográficas ou biográficas, entram em cena por possibilitar, ao mesmo tempo, processos investigativos e formativos. Como investigação, as pesquisas narrativas possibilitam a produção de conhecimentos ao vincular as vivências pessoais ao processo investigativo, sistematizando-as, ressignificando-as. Como formação, partem do pressuposto de que ampliam a consciência de si ao viver os papéis de investigado e de investigador de suas histórias pessoais, refletindo aspectos significativos dos percursos caminhados. Por essa riqueza, o interesse deste dossiê é agregar e desvelar saberes e fazeres resultantes desses processos investigativos.

Prazo limite para envio: 30 de maio de 2018.

Instruções gerais para publicação na revista

 

Ler material completo - Clique aqui

 
Publicado: 2015-05-18 Mais...
 

Instruções Aos Avaliadores

 
Ler material completo - Clique aqui  
Publicado: 2015-05-18 Mais...
 

Instruções Aos Autores

 

Ler material completo - Clique aqui

 
Publicado: 2015-05-18 Mais...
 
1 a 3 de 3 itens