Bartleby e a contingência: o saber-fazer-com o impossível

Janniny Gautério Kierniew, Simone Zanon Moschen

Resumo


Este ensaio propõe uma reflexão que parte da narrativa literária Bartleby, o escrevente: uma história de Wall Street, escrita em 1853 por Herman Melville. O objetivo é operar com as noções de contingência e de saber-fazer-com o impossível, no campo da educação. Apoiado no pressuposto freudiano de que educar é uma das profissões que opera com o impossível e em diálogo com a leitura de Giorgio Agamben, que localiza no clássico de Melville a manifestação da contingência absoluta, este texto propõe que Bartleby, ao sustentar um lugar de resistência, em que a impossibilidade é compreendida como pura potência, promove um corte e instala um espaço para que alguma coisa que não estava dada a priori possa aparecer. Dessa forma, pensa-se que o personagem oferece pistas para inventar modos de um saber-fazer-com o impossível que pode interessar à educação. É por meio da narrativa literária de Herman Melville, articulada em torno do “preferiria não”, que se evidenciam coordenadas de uma constelação ética para um saber-fazer-com o impossível no campo da educação.


Palavras-chave


Educação; Impossível; Contingência.

Texto completo:

PDF HTML

Referências


AGAMBEN, Giorgio. Bartleby, ou da contingência. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2015.

ARISTÓTELES. Organon. Tradução, prefácio e notas de Pinharanda Gomes. Lisboa: Guimarães Editores, 1985.

BABO, Maria Augusta. A lógica da in-diferença: Bartleby/Bernardo Soares. In BABO, Maria Augusta. (Org.). I Would Prefer Not To. Em torno de Bartleby. Córdova: UnYLeYa, 2013. n. p.

DELEUZE, Gilles. Bartleby, ou a fórmula. In DELEUZE, Gilles. Crítica e clínica. São Paulo: Editora 34, 1997, p. 80-103.

FREUD, Sigmund. Análise terminável e interminável. In: FREUD, Sigmund. Edição standard brasileira das obras completas de Sigmund Freud, v. XVIII. Rio de Janeiro: Imago, 1996, p. 231-275.

FREUD, Sigmund. Prólogo a Juventude abandonada de August Aichhorn. In: FREUD, Sigmund. Obras completas, v. 16. Tradução de Paulo César de Souza. São Paulo: Companhia das Letras, 2011, p. 347-350.

LACAN, Jacques. O seminário: livro 23, O sinthoma (1975-1976). Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2007.

MARCOS, Maria Lúcia. O valor da interrupção. In MARCOS, Maria Lúcia. (Org.). I would prefer not to. Em torno de Bartleby. Córdova: UnYLeYa, 2013. Não paginado.

MELVILLE, Herman. Bartleby, o escrevente: uma história de Wall Street. In: AGAMBEN, Giorgio. Bartleby, ou da contingencia. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2015, p. 57-105.

VOLTOLINI, Rinaldo. Educação e psicanálise. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2011.




DOI: https://doi.org/10.5902/1984644430745

CONTATO:

E-mail: revistaeducacaoufsm@gmail.com

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Centro de Educação - Lapedoc - Prédio 16
Av. Roraima, 1000 - Cidade Universitária
97105-900 - Santa Maria - RS, Brasil.
Telefone: +55 55 3220 8795

Link: https://periodicos.ufsm.br/reveducacao


ISSN Eletrônico: 1984-6444

DOI: http://dx.doi.org/10.5902/19846444

Qualis/Capes: Educação A1

Periodicidade: Publicação contínua

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

 

A Revista Educação (UFSM) agradece auxílio recebido por meio do Edital Pró-Revistas, da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, da Universidade Federal de Santa Maria. 

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International (CC BY 4.0).

Contador de visitas
click counter
Contador de visitas

Acessos a partir de 30/11/2016

____________________________________________________

    

SalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar