Educação e diversidades nas escolas do campo: a construção de práticas educativas interculturais

Elmo de Souza Lima

Resumo


Os projetos educativos implementados nas escolas do campo fundamentam-se num pensamento pedagógico associado à racionalidade técnica, que privilegia um modelo de educação centrado na reprodução de conhecimentos e valores tidos como “verdades universais”, vinculados às matrizes culturais “eurocêntricas” e “norte-americanas”. As práticas educativas instituídas neste contexto trazem as marcas de uma pedagogia autoritária e colonizadora, na medida que, ignoram e/ou silenciam os saberes e as experiências culturais dos diversos povos que habitam este território e promovem a reprodução de conhecimentos deslocados daquele contexto sócio-histórico e cultural. Neste trabalho, buscamos refletir sobre as lutas dos movimentos sociais na defesa de um projeto de educação do campo, comprometido com a valorização das práticas sociais dos camponeses, à produção coletiva do conhecimento e a construção das alternativas de transformação social.


Palavras-chave


Educação do Campo. Interculturalidade. Transformação Social.

Texto completo:

PDF

Referências


ARROYO, Miguel. G.; CARDART, Roseli S.; MOLINA, Mônica. C. Por uma educação do campo. Petrópolis – RJ: Vozes, 2004.

BRANDÃO, Carlos Rodrigues. A educação como cultura. Campinas-SP: Mercado das Letras, 2002.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana. Brasília: MEC; SEF, 2005.

BROUGERE, Gilles. A criança e a cultura lúdica. Revista da Faculdade de Educação, São Paulo , v. 24, n. 2, p. 103-116, Jul., 1998 .

CALDART, R. S. Elementos para Construção do Projeto Político e Pedagógico da Educação do Campo. In: MOLINA, M. C; JESUS, S. M. Contribuições para a construção de um projeto de Educação do Campo. Brasília: Articulação Nacional por uma Educação do Campo, 2004.

FLEURI, Reinaldo Matias. Educação intercultural no Brasil: a perspectiva epistemológica da complexidade. R. bras. Est. pedag., Brasília, v. 80, n. 195, p. 277-289, maio/ago. 1999.

______. Interculturalidade e educação. In: Revista Brasileira de Educação. São Paulo: n. 23, Maio/Jun/Ago, 2003.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 17 ed. Rio de Janeiro: Paz & Terra, 2005.

______. Pedagogia da Autonomia. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

______; FAUNDEZ, A. Por uma Pedagogia da Pergunta. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1985.

______. Educação e mudança. 11 ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1986.

LIMA, Elmo de S. Multiculturalismo, currículo e formação docente: construindo diálogos entre as diversidades no contexto das práticas educativas. Linguagens, Educação e Sociedade, Teresina, Ano14, n. 21, p. 15-31, Jul/Dez. 2009.

______. Formação continuada de educadores/as: as possibilidades de reorientação do currículo. Curitiba: CRV, 2015.

MACHADO, Ilma Ferreira. Educação do campo e diversidade. Perspectiva, Florianópolis, v. 28, n. 1, 141-156, Jan./Jun. 2010.

OLIVEIRA, Ivanilde A. de. Cultura e interculturalidade na educação popular de Paulo Freire. EccoS Revista Científica, São Paulo, nº. 25, p. 109-124, Jan./Jun., 2011.

SANTOS, Boaventura de Sousa. A crítica da razão indolente: contra o desperdício da experiência. São Paulo: Cortez, 2000.

______; Para além do Pensamento Abissal: das linhas globais a uma ecologia de Saberes. In: SANTOS, Boaventura de S.; MENESES, Maria P. (Orgs.) Epistemologias do Sul. São Paulo: Cortez, 2009.

STOER, Stephen; CORTESÃO, Luiza. «Levantando a Pedra» da Pedagogia Inter/multicultural às Políticas Educativas numa época de Transnacionalização. Porto: Ed. Afrontamento, 1999.

STRECK, Danilo Romeu; ADAMS, Telmo. Pesquisa em educação: os movimentos sociais e a reconstrução epistemológica num contexto de colonialidade. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 38, n. 1, p. 243-257, 2012.




DOI: https://doi.org/10.5902/1984644428878

CONTATO:

E-mail: revistaeducacaoufsm@gmail.com

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Centro de Educação - Lapedoc - Prédio 16
Av. Roraima, 1000 - Cidade Universitária
97105-900 - Santa Maria - RS, Brasil.
Telefone: +55 55 3220 8795

Link: https://periodicos.ufsm.br/reveducacao


ISSN Eletrônico: 1984-6444

DOI: http://dx.doi.org/10.5902/19846444

Qualis/Capes: Educação A1

Periodicidade: Publicação contínua

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

 

A Revista Educação (UFSM) agradece auxílio recebido por meio do Edital Pró-Revistas, da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, da Universidade Federal de Santa Maria. 

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International (CC BY 4.0).

Contador de visitas
click counter
Contador de visitas

Acessos a partir de 30/11/2016

____________________________________________________

    

SalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar