MEIO AMBIENTE, DIALÉTICA DA AGROECOLOGIA E HORTALIÇAS NÃO CONVENCIONAIS COMO TEMA TRANSVERSAL NO ENSINO DE CIÊNCIAS

Glayse de Jesus Germano, Maria Souza Pimentel, Nadja Gomes Machado, Geison Jader Mello

Resumo


O ensino de Ciência é muitas vezes baseado na mera transmissão de conteúdos, uso de livro didático, giz e quadro negro. Esta postura por parte dos professores desanima os estudantes à aprender, sendo de primordial importância a utilização de propostas metodológicas que incentivem os estudantes tanto a aprenderam de forma significativa e contextualizada, quanto se tornem cidadãos críticos e identifique as inter-relações dos conceitos específicos das ciências da natureza para o entendimento dos fenômenos do mundo que o cerca. Desta forma, o presente trabalho relata uma experiência de uma aula dialogada sendo realizada na Escola Municipal de Ensino Fundamental e Educação Infantil “Professora Maria Villany Delmondes, com alunos da turma 7° ano, com o tema meio ambiente, agroecologia e hortaliças não convencionais, no qual foram trabalhados conteúdos que condizem com a realidade dos estudantes, contribuindo com a aprendizagem e com o Ensino de Ciências, na tentativa de mostrar que é possível ensinar conteúdos de ciências, de forma atrativa e motivadora, e ainda que permita que os conceitos aplicados se tornem concretos e contextualizado à realidade do aluno. Os resultados forma positivos e inspiram os professores a continuar trabalhando nesta perspectiva.

Palavras-chave


Hortaliças não convencionais. Ensino de ciências. Tema transversal

Texto completo:

PDF

Referências


AQUINO, A.M.; ASSIS, R.L. Agroecologia: Princípios e Técnicas para uma Agricultura Orgânica Sustentável. Brasília: Embrapa Informação Tecnológica, 2005.

BRASIL. Hortaliças não-convencionais (tradicionais). Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo. Brasília, 2010a.

BRASIL. Manual de hortaliças não-convencionais. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo. Brasília, 2010b.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais PCN + Ensino Médio: Orientações Educacionais Complementares aos Parâmetros Curriculares Nacionais – Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias. Secretaria de Educação Média e Tecnológica – Brasília: MEC; SEMTEC, 2002.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais Secretaria da Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: Sociedade e Meio Ambiente/ Ministério da Educação. Brasília: A Secretaria 1998.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais: Meio Ambiente e Saúde. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Fundamental. 3a. ed. Brasília, 2001.

BRITO, P. F.; GOMIDE, M.; CAMARA, V. M. Agrotóxicos e saúde: realidade e desafios para mudança de práticas na agricultura. Physis Revista de Saúde Coletiva, v.19, n.1, p.207-225, 2009.

CARNEIRO, F. F.; PIGNATI, W.; RIGOTTO, R, M.; AUGUSTO, L. G. S.; RIZZOLO, A.; FARIA, N. M. X.; ALEXANDRE, V. P.; FRIEDRICH, K.; MELLO, M. S. C. Um alerta sobre os impactos dos agrotóxicos na saúde. Parte 1. Agrotóxicos, Segurança Alimentar e Nutricional e Saúde. Rio de Janeiro: ABRASCO, 2012.

DELIZOICOV, D.; ANGOTTI, J. A.; PERNAMBUCO, M. M. Ensino de Ciências: fundamentos e métodos. São Paulo: Cortez, 2009.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e terra, 2005.

FURMAN, M. O ensino de ciências no ensino fundamental: colocando as pedras fundacionais do pensamento científico. São Paulo: Sangari do Brasil. 2009.

GLIESSEMAN, S. R. Agroecologia: Processos Ecológicos em Agricultura Sustentável. Porto Alegre: Editora UFRGS, 2009.

GOULART, I. B. Piaget: experiências básicas para utilização pelo professor. Rio de Janeiro: Vozes, 2009.

MACHADO, L. C. P.; MACHADO FILHO, L. C. P. A dialética da agroecologia: contribuição para o mundo com alimentos sem veneno. São Paulo: Expressão Popular, 2014.

MELLO, G. J.; CAMPOS, A. G.; SENRA, R. E. F.; CARBO, L.; MUELLER, E. R.; MELLO, I. C. A educação do campo na Amazônia Legal, caminhos que se cruzam entre agrotóxicos, agroecologia e ensino de ciências. Experiências em Ensino de Ciências (UFRGS), v.10, p.89-101, 2015.

MELLO, G. J.; SANTOS, V. M. P.; PAZ, R. C. R. Física ambiental e educação do campo: experiência em ensino significativo na Amazônia Legal. Revista Pedagogia em Foco, v.7, p.126-144, 2012.

MORAIS, L. M.; SILVA, P. C. O.; FERNANDES, C. T.; QUADROS, I. P.; MELLO, G. J. Aula de campo no rio São Lourenço: uma experiência didática. Revista de Ciências Exatas e Tecnologia, v.9, p.57-64, 2014.

NOVAK, J. D.; GOWIN, R. Aprender a aprender. Lisboa: Plátano Edições Técnicas, 1984.

PALMA, D. C. A. Agrotóxicos em leito humano de mães residentes em Lucas do Rio Verde-MT. Cuiabá, 2011. 1103p. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva). Instituto de Saúde Coletiva, Universidade Federal de Mato Grosso.

PILLET, C. Didática especial. Campinas: Ática, 2006.

PMJ-MT. Prefeitura Municipal de Jaciara-MT. Secretaria Municipal de Educação Cultura e Desporto de Jaciara-MT. Projeto Político Pedagógico da Escola Municipal de Ensino Fundamental e Educação Infantil “Professora Maria Villany Delmondes”, 2013.

QUARESMA, A. Tecnociências: Meios ou fins? Revista Filosofia, v. 86, p.14-23, 2013.

SILVA, D. J. H.; MOURA, M. C. C. L.; CASALI, V. W. D. Recursos genéticos do banco de germoplasma de hortaliças da UFV: histórico e expedições de coleta. Horticultura Brasileira, v.19, n.2, p.108-114, 2001.

SILVEIRA FILHO, J.; SALES F. J. M.; HAGUETTE, A. A Sustentabilidade da agricultura e o projeto formativo no curso de agronomia da Universidade Federal do Ceará. Revisa de Extensão Rural, n.18, v.21, p.37-76, 2011.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2236130820448

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.