ÁGUAS TERMAIS COMO TEMÁTICA NO ENSINO DE CIÊNCIAS

Helen Nayara Oliveira Santos, Thamires Ferreira Barbosa de Oliveira, Edward Bertholine de Castro, Eduardo Ribeiro Mueller, Geison Jader Mello

Resumo


O ensino de Ciência Natural ainda hoje é baseado na mera transmissão de conteúdos, ao uso de livro didático, giz e quadro negro. Esta postura por parte dos professores desestimula os estudantes a aprender, sendo assim é de primordial importância a utilização de propostas metodológicas que incentivem os estudantes, tanto para que aprendam de forma significativa e contextualizada, quanto se tornarem cidadãos críticos, e identifique as inter-relações dos conceitos específicos das ciências para o entendimento dos fenômenos naturais. O trabalho tem como tema as águas termais mostrando a importância do tema em todos os detalhes, destacando de forma clara a água e suas aplicações em várias formas. O objetivo do estudo foi descrever como o tema da água e seu tratamento é abordado dentro do ensino de ciências, no qual o ensino-aprendizado ocorre de maneira processual e contextualizada.

Palavras-chave


Águas termais. Ensino de ciências

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, D.; CASARIN, M. A importância de brincar para a construção do conhecimento na Educação Infantil. Revista Educação Especial, v.19, p.45-53, 2002.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais - PCN: Ciências Naturais. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1997.

CASTRO, E. B. Trilha Interpretativa: Recurso Pedagógico para um Processo de Reflexão-na-ação do Docente de Ciências da Natureza. Cuiabá, 2012. 62p. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências Naturais) Instituto de Física, Universidade Federal de Mato Grosso.

CUTRIM, A. O.; REBOUÇAS, A. C. Aplicação de sondagem elétrica vertical na estimativa do topo e da espessura de unidade geológicas da Bacia do Paraná na cidade de Rondonópolis-MT. Revista Brasileira de Geofísica (Impresso), v.23, n.1, p.89-98, 2005.

DELIZOICOV, D.; ANGOTTI, J. A.; PERNAMBUCO, M. M. Ensino de Ciências: fundamentos e métodos. São Paulo: Cortez, 2009.

FAVALLI, L. D.; PESSÔA, K. A.; ANGELO, E. A. Projeto Radix Ciências - Ensino Fundamental II. São Paulo: Scipione, 2009.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 2009.

FREIRE, P. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2005.

MARTINS, I. O papel das representações visuais no ensino-aprendizagem de Ciências. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS, 1., 1997, Águas de Lindóia. Anais. Águas de Lindóia: APRAPEC, 1997.

PILLETE, N. Psicologia da Autonomia. São Paulo: Ática, 2006.

SANTOS, B. S (2009). Para uma pedagogia do conflito. In FREITAS, A. L.; MORAES, S. C (Orgs.). Contra o desperdício da experiência. A pedagogia do conflito revisitada. Porto Alegre: Redes Editora Lda., 15-40, 2009.

SILVA, J. J. F.; BELLATO, V.; APOITIA JUNIOR, O. M.; MIGLIORINI, R. B. Estudo hidrogeológico na região de Jaciara, São Pedro da Cipa e Juscimeira, MT. In: XV Congresso Brasileiro de Águas Subterrâneas, São Paulo, 2008.

SOUZA, F. A.; SENRA, R. E. F.; CARBO, L.; MACHADO, N. G.; MELLO, G. J. Estação de tratamento de água e ensino de ciências: uma experiência didática. UNOPAR Científica. Ciências Humanas e Educação, v.15, p.313-319, 2014.

SOUZA, S. P.; ORLANDO, P. H. K. Caldas Novas (GO): Turismo e uso das Águas Termais; XVI Encontro Nacional dos Geógrafos; ENG, 2010.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2236130820453

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.