Quem conta um conto aumenta um ponto: práticas de retextualização como incentivo à produção de textos multissemióticos

Helena Maria Ferreira, Marco Antonio Villarta-Neder, Geanne dos Santos Cabral Coe

Resumo


Este trabalho discute possibilidades teórico-metodológicas trazidas pelos recursos tecnológicos para o trabalho com a produção de textos multissemióticos em sala de aula, a partir de uma pesquisa teórica que evidencia a questão dos multiletramentos e a constituição dos sujeitos. Para ilustrar a discussão, o trabalho apresenta um relato de pesquisa sobre uma experiência de retextualização de um conto com uso de gifs. Os resultados evidenciam que as dimensões epistemológicas e axiológicas apresentadas pelos autores estudados, se assumidas pelos professores, podem trazer avanços substanciais para a ressignificação de metodologias voltadas para a produção de textos em múltiplos contextos.


Palavras-chave


Produção de texto; Multimodalidade; Multissemiose; Formação de professores

Texto completo:

PDF

Referências


ANTUNES, I. Aula de português: encontro & interação. São Paulo, SP: Parábola, 2003.

BAKHTIN, M. M. Os gêneros do discurso. Tradução do russo, organização, posfácio e notas de Paulo Bezerra. São Paulo: Editora 34, 2016, 176p.

BAKHTIN, M. M. Questões de Estilística no ensino da língua. Tradução do russo, posfácio e notas de Sheila Camargo Grillo e Ekaterina Vólkova Américo. São Paulo: Editora 34, 2013, 232 p.

BALTAR, M. A competência discursiva através dos gêneros textuais: uma experiência com o jornal de sala de aula. 139 p. Tese (Doutorado em Letras) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2003.

BERTGES, L. R.; PEREIRA, V. C. Uma proposta de análise intersemiótica do gênero GIF poema partir de “Asas” e “Volve”, de Arnaldo Antunes. Desenredo. Revista do PPGL da Universidade de Passo Fundo - v. 13 - n. 2 - p. 492-507 - maio/ago. 2017. Disponível em Acesso em 12 maio 2018.

BUNZEN, C. Jr. Da era da composição à era dos gêneros: um ensino de produção de textos no ensino médio. In: BUNZEN, C; MENDONÇA, M. Português no ensino médio e formação do professor. São Paulo: Parábola, 2007.

CASTALDO, Márcia Martins. Redação no vestibular: a língua cindida. 2009. 277 f. Tese (doutorado). Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, 2009.

CUSTÓDIO, M. A. Documentário e pichação: a escrita na rua como produção multissemiótica. In: ROJO, R. H. R; MOURA. E. Multiletramentos na escola. 2. ed. São Paulo: Parábola Editorial, 2016.

DIAS, A. V. M. Hipercontos multissemióticos: para a promoção dos multiletramentos. In: ROJO, R. H. R; MOURA. E. Multiletramentos na escola. 2. ed. São Paulo: Parábola Editorial, 2016.

DIONÍSIO, A. P.; VASCONCELOS, L. J. Multimodalidade, gênero textual e leitura. In: BUNZEN, C; MENDONÇA, M. Múltiplas linguagens para o ensino médio. São Paulo: Parábola, 2013.

DUDENEY, G; HOCKLY, N.; PEGRUM, M. Letramentos digitais. Trad. Marcos Marcionilo. São Paulo: Parábola, 2016. 352 p.

FERREIRA, H.; VILLARTA-NEDER, M. A. Textualização e Enunciação em texto multimodal: análise do vídeo de animação Escolhas da Vida. Prolíngua. v. 12, n. 2- out/dez de 2017.

GARCIA, C. B.; SILVA, F. D. S.; FELÍCIO, R. P. Projet(o) arte: uma proposta didática. In: ROJO, R. H. R; MOURA. E. Multiletramentos na escola. 2. ed. São Paulo: Parábola, 2016.

GERALDI, J. W. Portos de Passagem. 4. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2003. p. 115- 165.

GUEDES, P. C. Da redação à produção textual: o ensino da escrita. 2. ed. São Paulo: Parábola Editorial, 2012.

JOLY, M. Introdução à Análise da Imagem. Lisboa: Edições 70, 2007.

LANKSHEAR, C. & KNOBEL, M. Sampling the new in new literacies. In: LANKSHEAR, C. & KNOBEL, M. (orgs.) A new literacies sampler. Nova York: Peter Lang, 2007.

MATÊNCIO, M.L.M. Referenciação e retextualização de textos acadêmicos: um estudo do resumo e da resenha. In: III Congresso Internacional da Abralin. 2003, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2003.

OTTONI, M. A. R. Os gêneros do humor no ensino da língua portuguesa: uma abordagem discursiva crítica. 2007. 399 f. Tese (Doutorado em Linguística) - Universidade de Brasília, Brasília, 2007.

PIMENTA, S. M. O. e A., Carolina D. A. Santana. Multimodalidade e semiótica social: o estado da arte. In: Lingua(gem), texto, discurso: entre a reflexão e a prática. MATTE, A. C. F. M. (org.). Rio de Janeiro: Lucena; Belo Horizonte, MG: FALE/UFMG, 2007, v. 2, p. 152 -174.

PINTON, F. M.; GONÇALVES, A. C. T. O ensino de produção textual em diferentes perspectivas teóricas. Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), 2012.

RESENDE, A P. de S., CANO, M. R. de O. O discurso hiperbólico no processo de construção da violência no jornal. Kiri-kerê: Pesquisa em Ensino, n. 2, maio 2017. P. 112- 136. Disponível em: < http://periodicos.ufes.br/kirikere/article/view/15723/11518 >. Acesso em 10 abr. 2018.

ROJO, R. H.; BARBOSA, J. Hipermodernidade, multiletramentos e gêneros discursivos. São Paulo: Parábola, 2017.

ROJO, R. H.; CORDEIRO, G.S. Apresentação: Gêneros orais e escritos como objetos de ensino: modo de pensar, modo de fazer. In: SCHNEUWLY, B.; DOLZ, J. Gêneros orais e escritos na escola. 3. ed. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2011.

ROJO, R.H. Protótipos didáticos para os multiletramentos. In: ROJO, R. H. R; MOURA. E. Multiletramentos na escola. São Paulo: Parábola Editorial, 2009.

STREET, B.V. Multiletramentos. In: FRADE, I. C. A.; COSTA VAL, M. da G; BREGUNCI, M. G. de C. (orgs.). Glossário Ceale on-line: termos de alfabetização, leitura e escrita para educadores. Belo Horizonte: UFMG/Faculdade de Educação, 2014, s/p. Disponível em: < http://www.ceale.fae.ufmg.br/app/webroot/glossarioceale/verbetes/multimodalidade>. Acesso em: 2 dez. 2017.

TEIXEIRA, D. O.; MOURA, E. Chapeuzinho vermelho: por uma educação linguística com multiletramentos. In: ROJO, R. H. R; MOURA. E. Multiletramentos na escola. 2. ed. São Paulo: Parábola Editorial, 2016.

VIEIRA, E. A. P.; SILVA, F. D. S.; ALENCAR, M. C. M. A canção roda-vida: da leitura às leituras. In: ROJO, R. H. R; MOURA. E. Multiletramentos na escola. 2. ed. São Paulo: Parábola Editorial, 2016.




DOI: https://doi.org/10.5902/2176148535399

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Letras

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

 

                      

 

                

 

                

 

    

  

   

 

  

 

 

                                     QUALIS/CAPES: Letras A2

                              ISSN Versão Impressa: 1519-3985

                              ISSN Versão Digital: 2176-1485



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.