O trabalho com a diferença na Educação Física escolar

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5902/2316546438837

Palavras-chave:

Educação Física, Identidade, Diferença

Resumo

A identidade e a diferença se traduzem em declarações sobre quem está incluído e quem está excluído, quem está representado e quem não está representado nesta sociedade. Na esteira desta discussão temos como objetivo compreender como um professor que trabalha a partir do currículo cultural de Educação Física trata a questão da diferença. O presente trabalho caracteriza-se por ser um estudo de carácter qualitativo, sendo uma pesquisa do tipo bibliográfica. Consideramos que foram propostas situações pelo professor que buscaram valorizar as diferenças culturais, e assim, dar visibilidades há questões que por muito tempo foram escamoteadas nos currículos e nas escolas.

Biografia do Autor

Hugo Cesar Bueno Nunes, Faculdade SESI-SP de Educação

Doutor em Educação pela Universidade de São Paulo - USP, mestre em Educação Física pela Universidade São Judas Tadeu-SP - USJT (2010), MBA em Gestão Empresarial - UNICSUL (2019), Especialização em Lutas e Artes Marciais - UGF (2012), Especialização em Gestão Escolar - UNIG (2006), licenciado em Educação Física pelo Centro Universitário UNIFIEO (2004). Coordenador do curso de licenciatura em Linguagens na Faculdade SESI/SP de Educação. Membro do Grupo de Pesquisa em Educação Física Escolar - GPEF/FEUSP. Tem experiência com os seguintes temas: currículo, filosofias da diferença, políticas educacionais, organização do trabalho pedagógico e metodologia de ensino e formação de professores.

Referências

Abramowicz, A. (2003). O direito das crianças à educação infantil. Pro-posições, Campinas, v. 14, n. 03, set./dez., p.13-24.

Alves, N. (2001). Decifrando o pergaminho: o cotidiano das escolas nas lógicas das redes cotidianas. In: OLIVEIRA, I. B.; ALVES, N. (Org.). Pesquisa no/do cotidiano das escolas: sobre redes de saberes. Rio de Janeiro: DP&A.

Delmanto, D.; Faustinoni, L. E. (2009). Os relatos de prática e sua importância no processo de produção e socialização do conhecimento. In: GOIÁS. Secretaria de Estado da Educação. Reorientação curricular do 6º ao 9º ano: currículo em debate – Relatos de Práticas Pedagógicas. Goiânia: SEE/GO, p. 10-12.

Lopes, A. C.; Macedo, E. (2011). Cultura. In: Teorias de Currículo. São Paulo: Cortez.

Neira, M. G. (2009). Educação Física na perspectiva cultural: proposições a partir do debate em torno do currículo e da expansão do Ensino Fundamental. Horizontes, Itatiba, v. 27, n. 2, jul./dez., p. 79-89.

Neira, M. G. (2011). A reflexão e a prática no ensino – Educação Física. São Paulo: Blucher.

Neira, M. G. (2014). Etnografando a prática do skate: elementos para o currículo da Educação Física. Revista Contemporânea de Educação. Rio de Janeiro, vol.09, n.18, jul./dez., p. 138-155.

Nunes, M. L. F. (2010). Educação Física: currículo, identidade e diferença. In: NEIRA, M. G. (Org.). Ensino de Educação Física. São Paulo: Cengage Learning.

Nunes, M. L. F. (2011). Frankenstein, monstros e o Ben 10: fragmentos da formação inicial em Educação Física. 277 f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo/SP.

Neira, M. G; Nunes, M. L. F. (2009). Educação Física, currículo e cultura. São Paulo: Phorte.

Silva, T. T. (2011). Documentos de Identidade: uma introdução às teorias do currículo. Belo Horizonte: Autêntica.

Silva, T. T. (2012). A produção social da identidade e da diferença. In: SILVA, T. T. (Org.). Identidade e Diferença: a perspectiva dos estudos culturais. Petrópolis, RJ: Vozes.

Silva, J. M. M. (2006). O currículo sob a cunha da diferença. In: 29 Reunião Anual da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação. Educação, cultura e conhecimento na contemporaneidade: desafios e compromissos, Caxambu/MG.

Vaghetti, F. (2016). Lutar é “coisa” de menina?. E. E. Marechal Floriano. São Paulo, SP. Disponível em: <http://www.gpef.fe.usp.br>.

Downloads

Publicado

12/27/2021

Como Citar

Nunes, H. C. B. (2021). O trabalho com a diferença na Educação Física escolar. Kinesis, 39(1). https://doi.org/10.5902/2316546438837

Edição

Seção

Artigos originais