Alfabetização dos alunos público alvo da educação especial: dificuldades dos professores no ensino regular

Lucia Cristina Dalago Barreto, Elsa Midori Shimazaki

Resumo


Este estudo aborda as principais dificuldades relacionadas à Educação Inclusiva, citadas pelos professores alfabetizadores, participantes do programa Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC). O objetivo da pesquisa foi o de levantar junto aos professores cursistas, suas principais dificuldades relacionadas às práticas pedagógicas, no que tange a alfabetização dos alunos público alvo da educação especial, no ensino regular. Utilizamos como metodologia a pesquisa de campo, por meio de entrevista semiestruturada para o levantamento dos dados, realizada em 10 municípios formados pela Universidade Estadual de Maringá (UEM), 5 com maiores escores e 5 com menores escores, obtidos na Avaliação Nacional de Alfabetização (ANA) e a Perspectiva Histórico Cultural, como referencial teórico, cujos principais representantes são: Vigotski, Luria e Leontiev. Concluímos que o PNAIC contribuiu na formação dos professores alfabetizadores ao promover a reflexão sobre a Educação Inclusiva e o levantamento das principais dificuldades dos professores aponta a necessidade de continuidade de ações voltadas à essa reflexão.


Palavras-chave


Educação inclusiva; Alfabetização; PNAIC.

Texto completo:

PDF

Referências


AQUINO, Júlio R. Groppa. Indisciplina na escola: alternativas teóricas e práticas. São Paulo: Summus, 1996.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretoria de Apoio à Gestão Educacional. Pacto nacional pela alfabetização na idade certa: A alfabetização de crianças com deficiência: uma proposta inclusiva. Brasília: MEC, SEB, 2012a. Disponível em: . Acesso em: 07 mar 2017.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretoria de Apoio à Gestão Educacional. Pacto nacional pela alfabetização na idade certa: a heterogeneidade em sala de aula e a diversificação das atividades: ano 02. Brasília: MEC, SEB, 2012b. Disponível em: < http://pacto.mec.gov.br/images/pdf/Formacao/Ano_3_Unidade_7_MIOLO.pdf>. Acesso em: 25 de abr 2017.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretoria de Apoio à Gestão Educacional. Pacto nacional pela alfabetização na idade certa. Alfabetização para todos: diferentes percursos, direitos iguais. Brasília: MEC, SEB, 2012c. Disponível em: < http://pacto.mec.gov.br/>. Acesso em: 28 abr 2017.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretoria de Apoio à Gestão Educacional. Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa: Educação Inclusiva. Brasília: MEC, SEB, 2014. Disponível em: < http://pacto.mec.gov.br/images/pdf/cadernosmat/PNAIC_MAT_Educ%20Incl_pg001-096.pdf>. Acesso em: 25 de abr 2017.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretoria de Apoio à Gestão Educacional. Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa. A criança no ciclo de alfabetização. Brasília: MEC, SEB, 2015a. Disponível em: file:///C:/Users/ldala/Documents/Materiais%20PNAIC/CADERNOS%20PNAIC/caderno%202015%201.pdf. Acesso em: 27 de jun 2017.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretoria de Apoio à Gestão Educacional. Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa. Currículo na perspectiva da inclusão e da diversidade: as Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação Básica e o ciclo de alfabetização. Brasília: MEC, SEB, 2015b. Disponível em: < http://pacto.mec.gov.br/images/pdf/Cadernos_2015/cadernos_novembro/pnaic_cad_1_19112015.pdf>. Acesso em: 25 de abr 2017.

DELORS, Jacques. Educação: um tesouro a descobrir – Relatório para a UNESCO da Comissão Internacional sobre Educação para o século XXI. São Paulo: Cortez; Brasília, DF: MEC: UNESCO, 1998.

GALUCH, Maria Terezinha B.; SFORNI, Marta Sueli de Faria. Interfaces entre políticas educacionais, prática pedagógica e formação humana. Maringá, 2011. Disponível em: < http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=89419159006>. Acesso em 29 de mar de 2016.

GIROTO, Claudia Regina Mosca; CASTRO, Rosane Michelli. A formação de professores para a educação inclusiva: alguns aspectos de um trabalho colaborativo entre pesquisadores e professores da educação infantil. Revista Educação Especial, Santa Maria: UFSM, v. 24, n. 41, p. 441-452, set./dez. 2011.

LURIA, Alexander Romanovitch. Pensamento e linguagem: as últimas conferências de Luria. Porto Alegre: Artes Médicas, 2001.

MAZZOTTA, Marcos José da Silveira. Inclusão escolar e educação especial: das diretrizes à realidade das escolas. In: MENDES, Enicéia Gonçalves; ALMEIDA, Maria Amélia. (Org.) Das Margens ao centro: perspectivas para as políticas públicas e práticas educacionais no contexto da educação especial inclusiva. Araraquara, SP: Junqueira &Marin, 2010. p.61-78.

MENDES, Enicéia Gonçalves; ALMEIDA, Maria Amélia; et al. Professores de educação especial e a perspectiva da inclusão escolar: uma nova proposta de formação. In: MENDES, Enicéia Gonçalves; ALMEIDA, Maria Amélia. (Org.) Das Margens ao centro: perspectivas para as políticas públicas e práticas educacionais no contexto da educação especial inclusiva. Araraquara, SP: Junqueira &Marin, 2010. p.123-139.

NÓVOA, Antonio (coord). Os professores e sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1997.

PERRENOUD, Philippe. Dez novas competências para ensinar. Porto Alegre: ARTMED, 2000.

PIETRO, Rosângela Gavioli. Políticas de inclusão escolar no Brasil: sobre novosvelhos significados para educação especial. In: MENDES, Enicéia Gonçalves; ALMEIDA, Maria Amélia. (Org.) Das margens ao centro: perspectivas para as políticas públicas e práticas educacionais no contexto da educação especial inclusiva. Araraquara, SP: Junqueira &Marin, 2010. p.61-78.

REGO, Teresa Cristina. A indisciplina e o processo educativo: uma análise na perpectiva vygostikiana. In: AQUINO, Julio R. Groppa. (Org.) Indisciplina na escola: alternativas teóricas e práticas. São Paulo: Summus, 1996, p. 83-102.

SAVIANI, Dermeval. Escola e democracia. Campinas, SP: Autores Associados, 2012.

VITALIANO, Célia Regina; VALENTE, Silza Maria Pasello. A formação de professores reflexivos como condição necessária para inclusão de alunos com necessidades especiais. In: VITALIANO, Célia Regina (Org.). Formação de professores para a inclusão de alunos com necessidades educacionais especiais. Londrina: EDUEL, 2010. p.31-48.

VYGOTSKI, Lev Seminovitch. Obras Escogidas - III: Incluye Problemas del desarrollo de la psique. Moscú: Editorial Pedagógica, 1983.

VYGOTSKI, Lev Seminovitch. A formação social da mente: o desenvolvimento dos processos psicológicos superiores. 6. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2003.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1984686X31566

CONTATO:

E-mail: revistaeducacaoespecial.ufsm@gmail.com

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Centro de Educação - Lapedoc
Av. Roraima, 1000 - Cidade Universitária
97105-900 - Santa Maria - RS, Brasil.
Telefone: +55 55 3220 8795

Link: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial

 

ISSN eletrônico: 1984-686X

DOIhttp://dx.doi.org/10.5902/1984686X

Qualis/Capes: Educação A2

 

 

Periodicidade – Publicação contínua


O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

 

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International (CC BY-NC 4.0)

Contador de visitas
click counter
Contador de visitas

Acessos a partir de 30/11/2016

____________________________________________________