Avaliação de modelos de afilamento não-segmentados na estimação da altura e volume comercial de Eucalyptus sp.

Carlos Alberto Martinelli de Souza, Gilson Fernandes da Silva, Alexandre Cândido Xavier, Adriano Ribeiro de Mendonça, André Quintão de Almeida

Resumo


Este trabalho teve como objetivo avaliar diferentes modelos de afilamento na estimativa da altura comercial, volume comercial e volumes ao longo do fuste de Eucalyptus sp. para a obtenção de multiprodutos. Com base em dados de cubagem rigorosa de árvores-amostras com idade de 16 anos, foram avaliados os modelos de afilamento de Demaerschalk (1972), Ormerod (1973), Schöepfer (1966), Hradetzky (1976), Garay (1979) e Biging (1984). Baseado na análise gráfica dos resíduos e nas estatísticas bias (B), média das diferenças (MD) e desvio-padrão das diferenças (DPD), verificou-se que, para estimativa da altura comercial e do volume comercial os modelos de Biging, Schöepfer e Hradetzky apresentaram os melhores resultados, acompanhados do modelo de Garay que apresentou melhora considerável para o volume comercial. De forma geral, nas condições estudadas, o modelo de Biging apresentou maior estabilidade na estimativa dos volumes ao longo do fuste.


Palavras-chave


multiprodutos; sortimento; forma de tronco; toras.

Texto completo:

PDF

Referências


ASSIS, A. L. Avaliação de modelos polinomiais segmentados e não segmentados na estimativa de diâmetros e volumes comerciais de Pinus taeda. 2000. 198 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal) – Universidade Federal de Lavras, Lavras.

ASSIS, A. L. de. et al. Comparação de modelos polinomiais segmentados e não-segmentados na estimativa de diâmetros e volumes ao longo do fuste de Pinus taeda. Cerne, Viçosa, v. 7, n. 1, p. 20-40, 2001.

ASSIS, A. L. de. et al. Avaliação de modelos polinomiais não-segmentados na estimativa de diâmetros e volumes comerciais de Pinus taeda. Ciência Florestal, v. 12, n. 1, p. 89-107, 2002.

BIGING, G. S. Taper equations for second mixed-conifers of Northean California. Forest Science, v. 30, n. 4, p. 1103-1117, 1984.

DEMAERSCHALK, J. P. Converting volume equations to compatible taper equations. Forest Science, v. 18, n. 3, p. 241-245, 1972.

FIGUEIREDO FILHO, A.; BORDERS, B. E.; HITCH, K. L. Taper equations for Pinus taeda plantations in southern Brazil. Forest Ecology and Management, n. 83, p. 39-46, 1996.

FISCHER, F. et al. Exatidão dos modelos polinomiais não-segmentados e das razões entre volumes para representar o perfil do tronco de Pinus taeda. Ciência Florestal, v. 11, n. 1, p. 167-188, 2001.

GARAY, L. Tropical forest utilization system. VIII. A taper model for entire stem profile including buttressing. Seatlhe: Coll. Forest. Resour., Inst. Forest Prod. Univ. Wash., 1979. 64 p.

HRADETZKY, J. Analyse und interpretation statistisher abränger keiten. (Biometrische Beiträge zu aktuellen forschungs projekten). Baden: Württemberg Mitteilungen der FVA, 1976. 146 p. (Abt. Biometric und Informatik, 21).

KAVALSETH, T. O. Cautionary note abaut R2. The American Statistican, v. 39, n. 4, p. 279-285, 1985.

LEITE, H. G.; GAMA, J. R. V.; CRUZ, J. P.; SOUZA, A. L. Função de afilamento para Virola surinamensis (ROLL.) WARB. Revista Árvore, Viçosa, v. 30, n. 1, p. 99-106, 2006

LIMA, F. Análise de funções de taper destinadas à avaliação de multiprodutos de árvores de Pinus elliottii. 1986. Dissertação (Mestrado em Ciência Florestal) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa..

MENDONÇA, A. R. Avaliação de uma metodologia para otimização do volume de toras comerciais de Eucalyptus sp. em função da qualidade do fuste. 2006. 90 f. Dissertação (Mestrado em Produção Vegetal) – Universidade Federal do Espírito Santo, Alegre.

ORMEROD, D. W. A simples bole model. The Forestry Chronicle, v. 49, n. 3, p.136-138, 1973.

RIOS, M.S. A Eficiência das funções polinomiais, da função spiline cúbica, e razões de volume para representar o perfil da árvore e estimar os sortimentos de Pinus elliottii. 1997. 116 f. (Dissertação - Mestrado em Engenharia Florestal)- Universidade Federal de Lavras, Lavras.

SCHOEPFER, W. Automatisierung des Massem, Sorten und Wertberechnung stenender Waldbestande Schriftenreihe Bad. [S.I]: Wurtt-Forstl.,1966. n.p.

SCOLFORO, J. R. S. et al. Acuracidade de equações de afilamento para representar o perfil do fuste de Pinus elliottii. Cerne, v. 4, n.1, p.100-122, 1998.

SILVA, G. F.; CAMPOS, J. C. C.; LEITE, H.G., SOUZA, A.L. Uso de métodos estatísticos para comparar alternativas de estimação do volume comercial. Revista Árvore, v. 21, n. 1, p. 99-111, 1997.

SOARES, T. S.; LEITE, H. G.; VALE, A. B. Um modelo alternativo para a quantificação de multiprodutos em árvores individuais. Revista Árvore, v. 28, n. 6, p. 875-882, 2004.




DOI: https://doi.org/10.5902/19805098450

Licença Creative Commons